1,7 milhões de Euros para novos investimentos na Beira Serra

O Órgão de Gestão do GAL ADIBER / Beira Serra aprovou, no passado dia 9 de dezembro, o ultimo pacote de ajudas ao investimento disponibilizado pelo Subprograma 3 do Proder em vigor desde 2009 na Região da Beira Serra.

Os cerca de 1,7 milhões de euros de ajudas comunitárias e nacionais disponibilizadas pelo Proder irão beneficiar 34 novos pedidos de apoio apresentados por promotores dos concelhos de Arganil, Góis, Oliveira do Hospital e Tábua, os quais têm associado um montante global de investimento superior a 3 milhões de euros.

Os projetos aprovados inserem-se em áreas tão distintas, como seja o aumento da competitividade do sector produtivo – desenvolvimento de micro-empresas e criação de novas unidades de turismo no espaço rural -, a recuperação e valorização de património rural, a qualificação de respostas sociais das IPSS’s ou a beneficiação das estruturas de animação recreativa e desportiva existentes nesta Região, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das populações, aumentar a sua capacidade de atracção e criar condições favoráveis para a sua fixação.

Com estas decisões, o GAL comprometeu a totalidade do orçamento disponibilizado para a implementação da Estratégia Local de Desenvolvimento (ELD), o qual ascende a cerca de 7 milhões de euros, superior em 35% ao inicialmente previsto, já que decorrente dos níveis de execução alcançados, foi obtido um reforço financeiro adicional de 1,9 milhões de euros, que se revela essencial para alcançar os objetivos definidos na referida Estratégia e consequentemente para responder às necessidades das populações locais.

“Os resultados alcançados até ao momento, devem-se fundamentalmente ao trabalho de proximidade e de articulação que a ADIBER, com a colaboração dos seus parceiros, imprimiu à gestão do Programa, apoiando directamente os promotores no processo de elaboração e execução dos seus projetos, bem como na dinamização e animação do território, através do estímulo e incentivo ao aparecimento de novas e inovadoras iniciativas de âmbito empresarial, social, cultural e recreativa em todo o território”, explica o presidente da direção da ADIBER, Miguel Ventura.

Em comunicado, aquele dirigente explica ainda que “este trabalho coletivo resulta na implementação de 135 projectos que têm associado um investimento total de aproximadamente 13,5 milhões de euros e possibilitarão a criação de mais de 200 novos postos de trabalho, num forte contributo para o reforço da coesão territorial e social da Beira Serra e para a redução das assimetrias que a afastam das Regiões mais desenvolvidas”

Num “período de profunda crise económica e financeira que afeta o país”, Miguel Ventura atribuiu o sucesso do Subprograma 3 do Proder ao “empenho e determinação colocados pelos promotores na concretização dos seus investimentos, numa demonstração da dinâmica e sentido de responsabilidade que caracteriza os empreendedores da região, que sabem aproveitar as oportunidades que são colocadas à sua disposição”.

Para além do apoio técnico prestado à execução dos projetos, facilitando que as ajudas cheguem à economia real, as prioridades imediatas da ADIBER, estão centradas no acompanhamento dos trabalhos preparatórios do próximo período de programação financeira 2014-2020, onde a abordagem LEADER estará na base da implementação do Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), através da utilização dos financiamentos comunitários do FEADER, FEDER e do FSE.

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …