“1º Compre Local” coloca comércio de Oliveira do Hospital “na rua”

… em Oliveira do Hospital. Com esta ação – semelhante a uma feira outlet – a ADI pretende colocar o “comércio na rua” e atrair novos clientes.

“O comércio na rua” é o conceito associado à mais recente ação de dinamização do comércio local que está a ser preparada pela Agência para o Desenvolvimento Integrado (ADI) de Oliveira do Hospital e Tábua e que vai decorrer entre as 18h00 de sexta-feira, 22 de fevereiro e as 19h00 de domingo, dia 24, no silo automóvel, localizado no centro da cidade.

“É nossa intenção que o comércio venha à rua, ao encontro de novos consumidores”, referiu há instantes o presidente da ADI, explicando que com a iniciativa, que apesar de anunciada em 2012 só este ano chega a ter aplicação prática, se pretende “dinamizar e promover o comércio local”, ao mesmo tempo que se espera atrair mais consumidores locais e da região.

Num evento que conta com a produção dos decoradores concelhios Gil e Alberto, a ADI já dá como confirmada a participação de perto de meia centena de lojas do centro urbano oliveirense, com destaque para áreas de vestuário, calçado, desporto, bijuteria, beleza e perfumaria, brinquedos, decoração e até eletrodomésticos. “Cada loja vai expor e vender as suas coleções”, explica José Francisco Rolo, notando, porém não estar em causa uma “feira de saldos ou de stocks”, mas antes uma “feira de coleções” onde são oferecidos “produtos de qualidade a baixo preço”.

O objetivo, esclarece, é o de proporcionar a realização de “bons negócios” e de “dar vitalidade a um comércio que atravessa dificuldades conhecidas”. Com a realização do “1º Compre Local”, a ADI pretende proporcionar “três dias para bons negócios, para os comerciantes escoarem coleções e os oliveirenses comprarem diferente a preços apetecíveis”.

Na apresentação de um evento que conta com o apoio do município e do Mais Centro, o presidente da ADI mostrou-se convicto do seu “sucesso”, já comprovado pela “diversidade de comércio aderente”. Para além de convidar à realização de compras no comércio local, o “1º Compre Local” afigura-se como um espaço de animação e convívio, dispondo de uma programa cultural ajustado a todas as idades.

“É a festa do comércio para toda a família”, registou a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, destacando os desfiles de moda que vão acontecer nas noites de sexta-feira e sábado, com apresentação a cargo de Hélder Reis (RTP1) e Luís Maia (SIC) respetivamente, bem como a presença de grupos concelhios e de DJs no final de cada uma das noites. Graça Silva não tem dúvidas da mais valia associada ao evento, que vai “trazer mais otimismo aos lojistas”, incentivando-os a “vender e a melhorar a qualidade dos produtos”.

Na produção do “1º Compre Local”, os oliveirenses Gil e Alberto depositam as melhores expectativas no evento que, acreditam, vai atrair muitos clientes do concelho e fora dele.

Do mesmo modo, os conhecidos decoradores já prevêm a necessidade de a segunda edição do evento ter que se realizar num espaço maior, porque os lojistas que este ano hesitaram em participar, vão fazer questão de marcar presença na segunda edição.

LEIA TAMBÉM

Primeiro-ministro vê nas biorefinarias uma “oportunidade” para aproveitar a floresta e elogia trabalho desenvolvido na BLC3

O primeiro-ministro destacou ontem na inauguração do Campus de Tecnologia e Inovação BLC3, em Oliveira do …

António Costa remete construção do IC6 para “quando haja condições financeiras”

O primeiro-ministro não se compromete com uma data para a construção do IC6 entre Tábua …