25 de Abril, Sempre! Fascismo nunca mais! Autor: Autor: João Dinis, Jano

No dia 25 de Abril, PSD e CDS/PP quebraram um dos usuais “tabus” e vieram a público anunciar aquilo que já antes se sabia ou seja, a continuidade – para as eleições legislativas de Outubro próximo – da “sua” coligação que, neste governo, nos tem infernizado a vida nos últimos quatro anos.

Para já, é uma “dróika”. Falta-lhes o terceiro partido da tróika, o PS. E, por falar nisso, cá estaremos para ver o que farão, em termos de programa e de alianças governamentais – PSD, PS e CDS/PP após as eleições caso não haja maioria absoluta de qualquer dos dois partidos – PS e PSD – que já dispuseram, sozinhos, de maiorias absolutas com as quais atiraram o País (outras vezes também com o partido-muleta CDS/PP) para o quase, quase desastre nacional em que nos encontramos hoje.

No dia 25 de Abril, o personagem que ocupa o lugar de Presidente da República discursou na Assembleia da República. Como é seu hábito ou não fala quando deve e como deve ou fala onde não deve dizer os abusos político-partidários que disse na Assembleia da República. Como alguém a seguir afirmou, a parte melhor é que o “Senhor Silva”, provavelmente, não voltará a falar enquanto Presidente da República nas comemorações do 25 de Abril…

Portanto, PSD e CDS/PP, ao anunciarem a repetição da “sua” coligação partidária no dia 25 de Abril – a data da Revolução dos Cravos e da Democracia – e ao dizer o que disse, nesse mesmo dia, o ocupante do cargo de Presidente da República, uns e outros “comemoraram”, mas foi, o 24 de Abril que mantêm na “alma”!…

“Acima de tudo Portugal” não será pura coincidência…

Já repararam? O “slogan” que aparece nos enormes cartazes que o PSD espalhou pelo País inteiro nesta época de pré-campanha eleitoral, diz “Acima de tudo Portugal”.

Ora, o principal “slogan” (nacionalista) que os nazis do Hitler utilizaram de todas as formas e feitios foi:- “Alemanha acima de tudo”, o tristemente célebre “Deutschland, Uber Alles”. Era originalmente uma estrofe do hino imperial alemão que os nazis enfatizaram e com a qual também manipularam as consciências e as emoções dos alemães.

Hoje, no nosso País, 41 anos após o 25 de Abril, o PSD vem recuperar esse “slogan” nazi. Para disfarçarem – que é impossível desconhecerem os factos – colocaram “Portugal” no final do “slogan” enquanto os nazis mantiveram “Alemanha” no início do seu “slogan” que é o original… Bem, pelo menos assim pode-se assinalar uma diferença entre uns e outros…

Mas, e já não nos bastasse aquilo que conhecemos da prática política e governativa do PSD e da sua inconfessa ideologia, é acrescidamente preocupante este tipo de “coincidências” entre o “slogan” nazi e este “slogan” da pré-campanha do PSD! Será que já preparam a “solução final” para a nossa Democracia?

Políticas perigosas são protagonizadas por gente perigosa…

Precisamos de conquistar, também nas urnas de voto, a ruptura com estas políticas e com os seus protagonistas.

25 de Abril, Sempre! Fascismo nunca mais!

Como é que um jovem de 16 anos, afinal, é tão velho?

Enfim, um jovem com 16 anos pode ser ingénuo ou inexperiente. Normalmente também será generoso quando as circunstâncias o “puxarem” nesse sentido.

Vem isto a propósito da intervenção que o representante do CDS/PP – um jovem com 16 anos – leu (repete-se, leu) na Sessão Solene do 25 de Abril que a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital realizou.

Nem sequer vamos sobrevalorizar as referências explícitas aos militares que estiveram envolvidos no 25 de Novembro de 1975 – o golpe político-militar contra-revolucionário programado do pela CIA (Carluci) e por vários políticos portugueses, nomeadamente por Mário Soares.

Mas acontece que ele não fez qualquer alusão aos militares do 25 de Abril, alguns dos quais o nosso Município até já homenageou… Neste aspecto, o jovem foi vítima ou da ignorância ou da má-fé de quem lhe escreveu a conversa que ele leu na ocasião. Seja como for, comemorava-se o 25 de Abril (e não o 25 de Novembro) …

Também não vamos enfatizar as referências à nacionalização da Banca pois o jovem não saberá, exactamente, a que “nacionalizações” se referia. Se às nacionalizações da Banca após o 11 de Março de 1975…se às “nacionalizações” das vigarices da Banca dos últimos anos – nos governos do PS e do PSD-CDS/PP – estas últimas que tanto nos têm custado…

Mas aquela parte final desse infeliz discurso, em que um jovem lê coisas ideologicamente “fossilizadas” contra o “aborto”, contra a tolerância social perante as opções sexuais, e até de vida, de cada um, essas velharias que ele leu, fazem pensar:- “Afinal, como pode ser tão velho um jovem de 16 anos?”… Ou “quem terá sido o “velho” ideologicamente mumificado que para aqui te mandou vir ler esta peça?!”

Santa paciência!

janoentrev2Autor: João Dinis, Jano

LEIA TAMBÉM

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …

Recordar os mortos, para compreender os vivos. Autor: Renato Nunes

Durante semanas a fio, vi-o repetir o mesmo ritual. Quando a porta se abria, logo …

  • António Lopes

    Antigamente, discursavam nas assembleias os eleitos pelo Povo. Agora com estas “modernices democráticas” é assim.E sendo assim, ir um jovem de 16 anos (que nem maioridade civil tem),defender os ideais do 24 ,pode até ter alguma coisa a ver com com o que por aqui,andam a fazer ao 25 com a “democracia” entretanto instalada..!
    Uma maioria super absoluta para alguma coisa tem que servir..!

  • Nuno Dias

    Meu caro amigo, triste é um senhor já da sua idade fazer tais comentários , graças a deus leio, ouço e vejo e inda não preciso de quem me escreva o que devo ou não dizer.. Talvez diga isso por ventura por desconhecimento ou ignorância factual daquilo que foi a COPCON .. Contra revolução foi sim a que Otelo fez com os seus comparsas a querer tomar Lisboa ! Não aceito nem admito que a mim me acuse de não saber escrever, e muito menos que me chame burro ! Fica a nota

    • Adjunto de ordens

      Ó rapaz: nunca te disseram que não se ensina a missa ao vigário? O Jano era aspirante, de Cavalaria, e fez parte da coluna do capitão Salgueiro Maia e da Escola Prática de Cavalaria, força que tomou conta do poder, em Lisboa, no dia 25 de Abril.Sabeis lá o que dizeis e com quem estais a falar.Sabeis lá o que é democracia..? Passeais a ignorânçia, como meninos mimados, à custa da democracia que o Jano, dando o corpo às balas, vos ofereceu..!

      • Encarregado

        Pela altura, só mesmo aspirante, não creio que conseguisse montar um cavalo…também houve uma força que os removeu a 25 de Novembro “contra a ditadura de esquerda”….Quanto ao texto do senhor João Dinis ; Uma perfeita miséria.

    • FRS

      Rafinha, não percas tempo a discutir com idiotas!

      • Adjunto de ordens

        Mesmo, considerando as “tenças e avenças”, do “Rafnha” o “maior proprietário e latifundiário” da zona, que outros interesses pode defender..? CDS, pois claro..! Coitado do piqueno..! Lamenta-se é quem o estimula a virar a “arma” contra os pés…

    • JPCRUZ

      o que o CDS fez em 41 anos de democracia sem ser andar atrelado ao Ps e ao PSD?
      O que o CDS fez para ajudar no 25 de abril? e no 25 de novembro? É triste quando não se sabe inventasse. O jano foi umas das pessoas lá estva quando foi o 25 de abril caso não saibas.

  • FRS

    A senilidade afecta as pessoas em idade mais avançada, caso do comunista autor desta ode à imbecilidade – para mais informações, aconselho o contacto com o médico de Família, sob pena de continuar a arrotar este estrume ideológico. O que o pobre Leninista, Trotskista, Maoista, Estalinista (é só escolher) nos diz neste artigo tão infeliz quanto a sua inteligência inexistente, é tão só o seguinte: democrata é quem pensa como ele, leia-se, com a biqueira da bota soviética. Aliás, era esta a democracia que os seus camaradas quiseram obrigar o País a aceitar à força após o 25.04.1074. Sorte a nossa, pena a deste espécime, que em 25.11.1975 se tenha implantado a verdadeira liberdade, sem mandatos em branco das FP25, sem perseguições, sem esbulhos, sem a foice e o martelo dos vendilhões daquele tempo. Hoje, sabe-se, que os regimes comunistas disseminados pelo mundo foram os responsáveis pelo maior número de mortes na história da humanidade. Foram 100 milhões de pessoas que caíram aos pés dos assassinos que este coitado idolatra! Tenho vergonha de ser português como este Janota Comuna! Tenho orgulho de ver na Juventude, preconizada pelo Rafael, a reposição da verdade dos factos, que esta cambada de ditadores (de sinal contrário ao do Estado Novo), quiseram abafar! 25 DE ABRIL SEMPRE! COMUNISMO NUNCA MAIS!

    • Politicalex

      Sim..sim…acaso sabes que houve um “democrata” que fez uma pilha de cabeças humanas com 90 metros de altura? Sabes de que partido era o Hitler? E sabes quantos matou ou mandou matar? Sabes de que partido era o Benito Mussulini? Sabes quantos ajudou a matar? O que a gente tem que ler..! Deves saber história para cacete? Já ouviste falar em Gengis Khan..?

      • Historiador

        Sabeis quem foi Estaline? Quantos matou? Quantos ajudou a matar? Sabeis de que partido era? Ai essa história…

        • Adjunto de ordens

          Se tivesse matado todos os que dizem, como é que tinham sobrado os que viraram aquilo..? Podes explicar? Se não fosse o Estaline não tinhas a Merkel.Eras um protectorado nazi..!O que a gente tem que ouvir..! Enquanto andou a libertar a Europa, era um Deus.Como o Sadam, o BIN e todos os outros.Enquanto fot para os States são heróis.Quando abrem os olhos são terroristas..!

  • Plebicola

    Jano comodista

    Como alguém havia escrito nem fascismo nem comunismo pois ambas são ditaduras que perseguiram e mataram milhares de pessoas.

    O 25/4 trouxe liberdade, mas infelizmente pessoas como o fulano que escreve acima não sabe fazer uso dessas mesma liberdade, por isso Jano és um ser pequenito e insignificante e o teu discurso bacoco não chega a lado nenhum.

    Viva á liberdade e a democracia, e abaixo o fascismo e comunismo.

  • Caladinho era Poeta

    Caríssimo João Dinis, deixa-me que lhe diga que para escrever o que escreveu mais valia permanecer em silêncio! Aliás, não será por acaso que os Comunas estão em silêncio na AM, a k7 é sempre a mesma e a malta já não vai na melodia…logo, ficaram sem representação na AM…e foi o povo que assim o quis! Com tanto problema concelhio vem usar um espaço publico para denegrir a imagem de um cidadão que, com 16 anos, parece ver mais além que o senhor. Tomara o Jano com 16 anos dizer fosse o que fosse. Dizem que esta juventude está perdida, que não há massa critica, que não se preocupam com a vida publica…pudera, quem o faz é massacrado pela brigada do reumático! Você não lê nas AM? Sim, mesmo não estando eleito gosta de lá ir mandar uns bitaites (ler uns bitaites) e, quando o assunto não é tão fácil de gerir, envia o parceiro do lado. Mas ninguém lê, é tudo de improviso e na hora….Quem será o velho mumificado que escreve os textos do jovem comunista? Ou serão a mesma pessoa? Essa analogia com o slogan do PPD e dos fascistas alemães também é muito boa, parece que estamos no café a comer uns tremoços a bater umas cartas e a beber uns martelos, depois, no meio do festim, mandamos umas postas ao ar. Exprimido não consigo aproveitar nada neste texto, que perda de tempo…SANTA PACIÊNCIA!

    • Politicalex

      “O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita” “Sem ovos não há omeletes”.O problema é que para tentarem fazer esquecer o AL e darem um ar “alargado” de democracia, e porque o PCP não tinha representante na Assembleia Municipal, o ano passado inventaram este modelo de por a falar quem eles querem, não quem o Povo escolheu, como se faz normalmente.Com esta atitude pretendeu-se esquecer o miserável Regimento da AM, que o Presidente não é o eleito democraticamente pelo Povo, quis ser-se mais papista que o Papa.Então temos isto, a que se assistiu .
      Senso assim, estiveram todos mal, porque, de raiz, está tudo mal.O Jano neste contexto político e depois de o PSD se recusar a comparecer e de alegar os motivos que alegou, custa a compreender a presença dele.Um jovem de 16 anos, numa cerimónia com estas características e significado, ir fazer um discurso destes, neste dia, sendo convidado, não era eticamente mais correcto declinar educadamente o convite? Se pensa assim e tem o direito de pensar,aceitou o convite porquê? Se fosse eleito e dissesse o que disse, compreendia-se mal, mas, compreendia-se.Com aquela idade,aquele discurso, neste dia, definitivamente…não.!.
      Finalmente, este 25 de Abril, na minha modesta opinião, é o princípio do fim desta governação desta politica deste presidente.Não acertam uma.É na saúde, é nos ICs, foi no 25 de Abril:Abrem a boca, sai asneira.Fazem alguma coisa…sai asneira..! Começa a ser visível um impressionante desnorte…

  • Muito Bem

    Muito bem Rafael Dias.Um discurso a condizer com a “democracia” e os “democratas” que lá estiveram…

  • Manuel da Sobreda

    Que vazio político e ideológico…já teve melhores dias, João Dinis.

  • Tico

    Li por aqui que o senhor João Dinis e o amigo João Cruz não foram eleitos na AM. Ia jurar que sim, costumam falar mais que alguns deputados eleitos…

    • Teco

      Pois falam, aqueles 20 minutos finais já estão reservados, primeiro coisas sérias, depois um pouco de humor para a malta ir bem disposta para casa… Os chamos Bobos da Corte da era medieval.

      • Frei André do Amaral

        Lá isso é verdade, sem eles, também se fazia, mas não era a mesma coisa.

    • JPCRUZ

      Isso é uma realidade caro amigo e quando nos deixam falar . Nós não nos lembramos só quando á eleições , nem precisamos de receber senhas de presença paraa defender os municpes de Oleiveira do hospital.
      cumprimentos

  • Guerra Junqueiro

    Caro Prof. João Dinis;

    Não posso deixar de lhe lembrar, que apesar da imposição do totalitário Pacto MFA-Partidos que negava as liberdades e condicionava enormemente a escolha livre do povo, apesar das prisões arbitrárias, apesar dos presos políticos, apesar da proibição de vários partidos, apesar de muitos dos militares que conquistaram o poder considerarem, tal como Salazar, que o povo não estava preparado para a liberdade e para o voto, ainda assim, 91,5% dos eleitores registados foram votar livremente no dia 25 de Abril de 1975. E com esse acto, com essa festa da liberdade, derrotaram todos quantos se opunham à liberdade prometida um ano antes.
    Foi uma festa bonita pá.
    E dessa semente de liberdade, nasceu a força e a legitimidade que permitiu nos meses seguintes o povo opor-se aos que como Cunhal e o PCP para quem «não importava nada as eleições», que achavam que os partidos que tinham tido mais de 60% (PS e PSD) não constituíam a maioria do povo, e que recusavam a hipótese de o país vir a ter uma democracia como as restantes democracias da Europa ocidental.
    Fez no passado 25/04 quarenta anos que o povo deu uma lição a todos os inimigos da liberdade. Fossem eles do antigamente, fossem os totalitários do regime revolucionário. Desse dia histórico, dessa festa da liberdade, nasceu a força que acabou por a todos derrotar e que culminou no que hoje temos.
    O reconhecimento a quem protagonizou o 25 de Abril de 1974 não reduz as suas comemorações a um ritual veneratório dessas personagens. Algumas delas cedo demonstraram – e algumas continuam a demonstrar pelas acções e pelos discursos – quão desprezavam os valores em nome dos quais se fez a revolução, situação infelizmente bem patente em Oliveira do Hospital. O meu 25 de Abril não é para comemorar um feito militar, sem embargo do registo à coragem dos que se rebelaram. O meu 25 de Abril é a data em que brindo à liberdade, à tolerância e à afirmação dos valores da democracia em que quero viver e em que desejo que os meus filhos vivam, como tal. É isso que evoco quando grito Viva o 25 de Abril!
    Não entendo a sua presença nestas comemorações cá do burgo, onde impera a autocracia Alexandina acompanhada por a anarquia híbrida formada pelos xuxalista cá do sitio.
    Quanto, ao rapazinho do CDS, não me pronuncio porque não o ouvi, no entanto, lá virá o tempo em que não acreditará nem em direita, nem em esquerda, nem centro, nem cima, nem baixo, etc…dêem-lhe tempo.
    Quanto a mim, só acredito em pessoas, quando formarem equipes de gente sérias, patriotas, e que assinem um contrato para a governação, que caso não seja cumpram os afaste de imediato. Até lá, e por cá, temos que ser governados por títeres ou pretendentes a palhaços.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • António Lopes

    O melhor do 25 de Abril, da democracia e da liberdade que ele proporcionou,é que criou condições até para ser maltratado.Acredito que sim .É possível que vivamos em democracia e liberdade.A de emigrar, trabalhar e sofrer, pagar impostos que ninguém percebe nem se justificam. Alguns democratas que aqui comentam , quase de certeza não passaram por estar a olhar para o lado enquanto falavam baixinho,não passaram, como eu, 65 meses no serviço militar,não andaram descalços,não sabem o que é ver os outros comer. Felizmente que, hoje há “democracia” e “liberdade” para tudo.Até para ofender os únicos que lutaram e morreram para que tudo isto fosse possível.Aí queira-se ou não, só houve uns.Foram esses “inimigos da liberdade” esses “antidemocratas” esses “totalitários”
    dos comunistas.Na passada 5ª feira, almoçava eu com um membro da Comissão Política do PCP, e falava-mos das eleições próximas e dos resultados possíveis.Não lhe senti muito entusiasmo.Ele sabe em que mão estão os jornais e as televisões e sabe como elas nos sabem vender a “democracia e a liberdade”. E, eu, disse-lhe uma coisa que o deixou a pensar.Disse-lhe eu.Não é tanto assim.Apesar de tudo há debate e começa a notar-se um reconhecimento na luta coerente dos comunistas.Nos debates quizenais, as pessoas olham para o rosto de trabalho e sofrimento do Jerónimo, que não se compara com qualquer outro..Por certo não deixarão de meditar.
    A propósito e dentro da minha queda para a história, contei-lhe uma passagem de S.Francisco de Assis.Certo dia, convidou o irmão Petrónio para irem pregar.Deram uma volta pelas ruas do “burgo” e foram para o convento.O irmão Petrónio perguntou:”Francisco, não disseste que ia-mos pregar”? “Sim.Já pregámos”.Os nossos irmãos viram os nossos rostos famélicos, os nossos trajes andrajosos os nossos pés descalços .Por certo não deixaram de meditar”..!O meu Camarada ficou a olhar para mim e disse-me :”Nunca tinha visto isso assim”.

    Moral da história: O Jano deixou uma vida mais calma de professor e anda por aí a ganhar um quarto do que ganharia, de corpo e alma entregue a uma causa, de que muitos falam e ainda mais ignoram:e porque assim é combatem-na.Não os censuro porque também fiz o mesmo, até ao dia em que me “converti”..!

    E contra factos…! Presunção e água cada um toma a que quer.Quem anda todos os dias,na rua a lutar para que isto não descambe ainda mais? Encontram lá outros..?

  • Benito Coimbra

    Sr joao Dinis era do meu agrado completo que fosse parar a um gulag e que lá passa-se umas férias com os seus camaradas
    Ps:com tudo incluído…..
    Saudações centristas

  • Politicalex

    Isto à Câmara, nada lhe anda a correr bem.Ao Senhor Presidente pior…o 25 de Abril, foi isto.Aquilo funcionava bem mas era quando estava em minoria e tinha um presidente da AM que sabia dialogar.No Sábado foi um pagode em Nogueira.Chegou lá começou a cumprimentar o pessoal da Naval um a um.Na bancada, o pessoal ria-se.Na ponte das três entradas a coisa parece que correu mal….diria mesmo… muito mal.As promessas nunca mais se cumprem e…a coisa aqueceu…Pois é… vitórias a qualquer preço.. acaba assim…

  • pagode

    Boa presidente! Veio a Nogueira apoiar a nossa equipa.
    Um pagode têm sido algumas promessas feitas por quem diz que é muito dinheiro para a bola. Viesse ver o estadio cheio para assistir a um jogo de juniores. Era isto que Querias que acabasse?

    • Politicalex

      Cheio sempre está.A maior parte das vezes de lugares vazios.Quanto é que tu já lá puseste? Que eu saiba não foi muito mas, o que queres atingir já lá pôs algum.Consta-me que já prometeu os 24 mil que o PS lhe deve.Se estão com pressa paguem. Esse é para o Nogueirense..Vais ver a acta de 15 de Março de 2011 está lá o vice presidente a dizer que ele “injectou” 20 mil no Kikas.”injectou” não doou..! O presidente ficou de trazer o cheque de volta. Não vem. Honrai os vossos não se preocupem com os dele. Ele já disse na AM que não “gostava”mas apoiava. Outros andaram lá porque lhe pagavam.Essa parte cortaram da acta..O que ele diz é que não se pode dar mais à bola do que a resolver problemas sociais. Convêm-vos ouvir o que quereis, não o que ele diz . Então não foi um gozo nas bancadas, pois não? Olha e a gente sabe quem é o novo “redactor” de comentários …de serviço.Diz o pessoal que também é o que fazes…E como foi a bola que te deu o protagonismo, até se percebe…

    • Pelo associativismo

      Quanto custam ao Município essas actividades?
      Dai o mesmo a todos e vão ver o que outros fazem.

      • Assurancetourix Das Beiras

        Os que fazem muito com pouco, fariam mais ainda, e com mais qualidade. Os que fazem nada com muito, continuariam a rir-se de quem trabalha em prol do Concelho, e a desbaratar o erário público. Há que distribuir em função das possibilidades, mas com critérios claros. Termos como “qualidade”, “conhecimento”, “experiência” ou “mérito” há muito que não significam nada no Concelho.

        • António Lopes

          “Esqueceu-se” da bandeira, Assurancetourix.Esse é um elemento altamente decisivo…

          • Assurancetourix Das Beiras

            Caro António Lopes; a “bandeira” do Concelho e, por inerência, a da República, que devia ser defendida, ou a “bandeira” socialista, abanada em interminável campanha (inclusive por algumas associações que, estatutariamente, deviam abster-se em questões políticas e religiosas)?

          • António Lopes

            “Assurancetourix”: Essa nem parece sua…A da mãozinha, claro…Critério prioritário,”passaporte” super eficaz…

          • Assurancetourix Das Beiras

            Parece, parece… diz-se que do caos nasce a ordem, e sou dos que gosta de baralhar bem antes de partir. Vamos ver até onde essa “mãozinha” nos leva…

          • Guerra Junqueiro

            Caro Bardo;

            Vai levar-nos onde sempre nos levou. Ao abismo.

            Cumprimentos
            Guerra Junqueiro

          • Assurancetourix Das Beiras

            De facto, fico “abismado” com os discursos que vou ouvindo…
            Cumprimentos.

          • Guerra Junqueiro

            Caro Bardo;

            Infelizmente, eu já nem isso fico.

            Cumprimentos
            Guerra Junqueiro

    • Politicalex

      Há que gastar… e como os jogadores “são todos de cá”,é mais uns empregos que se arranjam “à nossa gente”. Depois ajuda-se os carenciados a 3 euros há hora…

  • António Lopes

    Kurt Waldheim que foi Secretário Geral da Nato, a certa altura foi acusado de nazista, por ter sido tenente das SS. O Senhor respondeu: “eu, era um jovem tenente de 22 anos,que fiz o que fizeram todos na minha época: Aliás nem tinha-mos condições para ser de outra maneira”… Vamos agora censurar um jovem de 16 anos..! Eu censuro é quem convidou pessoas não eleitas, logo não mandatadas. Isso sim. É de censurar…Ainda se fosse um assunto de juventude…”Democracia avançada”…

  • JPCRUZ

    Mais uma vez camarada e amigo João dinis tá de parabéns. O que me entristece é ver um jovem de 16 anos a ir fazer um discurso anarquista. isto visto só no tempo da ditadura. Mais ficou-se a saber no 25 dia abril aquilo que o CDS pensa fazer se for eleito. è isntaurar uma ditatura cristã.
    Este discurso só é ouvido no Estado Novo.
    Ah já sei o Menino rafael trocou os livros em vez de ler os livros do 25 de abril leu os livros do Estado novo.
    deve ter isdo um pequeno (grande) lapso.
    cumpriementos

  • Toino

    Estás pior que um chapéu de um pobre ó Toino, só fazes figuras tristes, ele é as queixas arquivadas por falta de credibilidade, ele é as notícias tristes nos jornais com o teu frontespício, ele é as senhas, ele é as palhaçadas que fazes à Bobo, ele é a tua voz trémula e roufenha, ele é o desespero, ele é papéis e requerimentos, ele é as queixas contra ti a seguirem para a frente, ele é a malta que te dá gás a rir-se de ti por trás, ele é as tosquias que levas, ele é as promessas tesas de milhões, enfim, estás uma lástima Toino.

    • Até ficaste amarelo

      Pois é!!! Andas aflito e não é no WC que resolves o problema.
      Sabes quem tem queixas arquivadas? Então informa-te. A das senhas já seguiu para a frente, ainda vamos ver muito.
      Viste aquela assembleia? Que vergonha, não conseguem justificar um numero. Agora vai ser na próxima, diz o presidente da câmara.
      O dinheirito que receberam vão ter que o justificar, tens lá umas facturas…
      Vai ser rir à farta..

      • Politicalex

        Pois…é capaz de ser assim.”Toino”. Estiveste em que Assembleia? Foi na Municipal de Oliveira do Hospital? Nessa, o que eu vi foi o “toino” impor o regimento e pô-los em sentido.Vi que já estavam com respeitinho para que ele acabasse por ele, as intervenções..Vi o “Toino” dizer” que quem tem nível ataca as pessoas na presença, não onde não se podem defender. Vi o “toino dizer ao presidente da Câmara,que, enquanto anda a mostrar os documentos confidenciais, por lei,demonstrando a educação, falta de ética que têm, para lhe pagar 60 mil euros de que é o principal responsável. Vi o “toino” dizer que tem muita coragem mas é ali.No tribunal diz que a correspondência passa por mais de 50.Vi o “toino” perguntar se isso era gestão e se o pedido de 450 mil euros era para pagar a essa gente toda. Vi dizer ao “presidente da AM, em exercício”, que foi a votos e não lhe deram confiança e que não tinha moral para mandar calar quem lá foi posto pelo Povo.Vi perguntar à assembleia o que é que ali estão a fazer, que tinha mandado as contas da água a todos e que o aumento da água é superior em 300 mil euros ao anunciado em Assembleia Municipal, e perguntar para o desmentirem e o que é que aqueles eleitos iam dizer a quem os elegeu e ali representam. Vi dizer ao deputado do PS André Pereira que disse a mesma coisa da anterior Assembleia mas que recebia uma senha por cada vez. Vi o Nina a falar de saúde o mesmo que disse o Líder do PS, na anterior Assembleia, ao que o “tóino” respondeu que de facto é um projecto revolucionário,pois continuam sem gastar um euro em saúde, este ano..Vi o “Toino” deixar todos de boca a berta e sem resposta, quando perguntou o que fizeram a trezentos e tal mil euros que faltam na conta de exploração desde o dia 31 de Janeiro até 31 de Março. Vi que não havia lá ninguém com capacidade para responder ao “Toino” e vi que o “toino” é a única garantia de defesa dos Munícipes naquela assembleia e neste Munícipio”. Vi o “Toino” dizer ao presidente da Câmara que mandou convidar o João Paulo Albuquerque para jantar e, como este recusou, foi enxovalha-lo para a reunião de Câmara.Esta foi a Assembleia a que eu assisti e se for como é costume, vai ficar para a posterioridade, se a acta for feita como de costume.Finalmente vi o “toino” avisar para as consequências das aprovações que fizeram. E vi mais.Vi rejeitarem por 2/3 como manda a lei e o regimento, o ponto em que queria esclarecer a gestão dos tempos de intervenção, e perguntar se para demitir o Presidente da AM não eram precisos os mesmos dois terços..! Foi isto que eu vi. Vi deixar toda a gente calada. E se os senhores deputados e demais membros daquela Assembleia, tivessem os mínimos pediam a demissão, depois daqueles atestados que o toino, mais uma vez lhes passou, como já o fez antes..Se eu fosse o presidente da AM e ouvisse o que o actual ouviu, porque é verdade, nunca mais me lá sentava. Esta foi a Assembleia a que eu assisti.O que eu vi, foi um “toino” agarrado aos compromissos assumidos com o eleitorado, que fez questão de assumir e lembrar. Foi nesta Assembleia que tu estiveste “Toino”..?Isto, foi o que eu vi…Vi que temos uma Câmara que manifesta alta irresponsabilidade, que não pôe na rua um número certo…É esta Câmara que tu queres e aplaudes? Olha desta vez, o toino deixou lá os teus papeis mas não disse o nome…vê lá se ele volta à carga…