31 mil professores ficaram sem colocação

Após primeira reserva de recrutamento ainda há 1213 docentes do quadro sem componente letiva. 5800 contratados vão chegar às escolas até segunda-feira. Mais de 31 mil ficaram sem colocação.
O ministro da Educação repetiu, por diversas vezes, tudo estar a fazer para que em setembro houvesse “zero” docentes com horário zero. Nuno Crato falhou esse objetivo. Há 1213 professores sem alunos. De fora ficaram 31139 contratados.
O Ministério da Educação divulgou esta quinta-feira os resultados da primeira reserva de recrutamento. Às escolas vão chegar até segunda-feira 5800 professores contratados. Destes, 346 renovaram os contratos em escolas TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária) e com contrato de autonomia, 4575 conseguiram colocação em horários anuais e 879 em temporários. De fora ficaram 31139 contratados.
Dos 8584 horários pedidos pelos diretores, ficaram por preencher 1991 que vão ser devolvidos às escolas para contratação direta. As federações sindicais reclamam novo concurso de afetação aos quadros em 2014. A Associação de Professores Contratados vai apresentar queixa na Comissão Europeia.
Dos 2185 professores de quadro com horário zero em agosto, 793 conseguiram agora colocação (330 em horários temporários, garante a Fenprof) e 179 foram retirados da plataforma por lhes ter sido atribuída componente letiva ou outras funções nas escolas. O que significa que, neste momento, não há zero, como Nuno Crato pretendia, mas 1213 docentes que continuarão à espera de colocação nas reservas de recrutamento até 31 de dezembro. “Se não o conseguirem, podem ser estes os primeiros a entrar em mobilidade especial no próximo ano” letivo, frisa Mário Nogueira.

jn.pt

LEIA TAMBÉM

Quatro fogos activos, incluindo um no Parque Natural da Serra da Estrela e outro na Pampilhosa

Detido suspeito de atear fogo florestal de Mangualde

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem pela presumível prática de …

Nelas viu aprovada candidatura de quatro milhões de euros para valorização de zona industrial

A Câmara de Nelas viu aprovado o projecto de expansão de novos acessos e valorização …