800 crianças e jovens formaram, em Seia, “Laço Humano” contra os maus tratos infantis

A comunidade escolar de Seia saiu esta manhã à rua para chamar a atenção para as questões dos maus tratos infantis, uma acção de sensibilização que se iniciou com uma Marcha “Azul” pela cidade e culminou com a formação de um “Laço Humano” no largo da Câmara Municipal de Seia.

A acção decorreu no âmbito da campanha “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância” e contou com 800 participantes, alunos e professores da Escola Secundária de Seia, do Agrupamento Guilherme Correia de Carvalho, da Escola Evaristo Nogueira, da Escola Profissional da Serra da Estrela e da Escola Superior de Turismo e Hotelaria – IPG, a que se associaram indivíduos portadores de deficiência, da Casa de Santa Isabel, a Casa do Povo de Seia, a Santa Casa da Misericórdia, a Fundação Aurora Borges, os Bombeiros Voluntários de Seia e a GNR.

A campanha contra os maus tratos infantis teve início na sexta-feira com a colocação de laços azuis em 20 edifícios do concelho e decorre ao longo de todo o mês com a realização de um conjunto de iniciativas desenvolvidas por diversas entidades com competências em matéria de infância e juventude, com o objectivo de sensibilizar, formar e informar vários públicos, para que as crianças cresçam saudáveis, felizes e seguras.

colocacao_laco_CMS (Small)Os laços azuis são o emblema da campanha para despertar as consciências do público em geral relativamente aos maus tratos em crianças, tendo em vista a sua prevenção e na promoção e protecção dos seus direitos. O laço no edifício dos Paços do Concelho foi colocado pelo Presidente do Município de Seia, Filipe Camelo, com a ajuda de crianças do concelho, pela acção simbólica que representa.

Para além do edifício da Câmara, o Laço Azul também está presente durante o mês de Abril nos edifícios da Biblioteca Municipal, Ludoteca Municipal, Casa Municipal da Cultura, Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Seia, Contrato Local de Desenvolvimento Social – CLDS 3G de Seia. Associaram-se, ainda, a esta causa o Agrupamento Guilherme Correia de Carvalho, o Agrupamento de Escolas de Seia – Escola Secundária, a Casa de Santa Isabel, o Centro de Emprego e Formação Profissional de Seia, o Centro de Saúde de Seia, o Conservatório de Música de Seia, a Escola Evaristo Nogueira, a Escola Profissional Serra da Estrela, a Escola Superior de Turismo e Hotelaria, a GNR, o Hospital Nossa Sr.ª Assunção, a Segurança Social, o Solar do Mimo e o Tribunal.

“Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância” é o nome da campanha nacional da prevenção de qualquer forma de violência contra as crianças e jovens, cujo lema é Todos juntos podemos fazer a diferença! PREVENIR RESULTA!, uma iniciativa lançada pela Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco (CNPCJR), tendo como objectivo consciencializar a comunidade, para a importância da prevenção dos maus-tratos na infância; a família, para o exercício de uma parentalidade positiva; e a criança/ jovem, para os seus Direitos. Em Seia, o programa é promovido pelo Município de Seia, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Seia (CPCJ) e o Contrato Local de Desenvolvimento Social + SENA.

LEIA TAMBÉM

Fogo em duas localidades do concelho de Oliveira do Hospital já foi dominado

Situação em Góis “é preocupante” e pode agravar-se

O comandante operacional da Protecção Civil, Vítor Vaz Pinto, disse hoje que o incêndio de …

PSD e CDS/PP de Oliveira do Hospital solidários com vítimas da tragédia de Pedrogão Grande

O Partido Social Democrata de Oliveira do Hospital e o CDS/PP manifestaram–se ontem solidários com …