No dia de comemoração do 16º aniversário da EPTOLIVA -Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, foram os alunos que receberam as prendas.

“A concorrência obriga-nos a fazer mais e melhor a cada dia que passa”

Imagem vazia padrãoDuas salas de informática interactivas UNINET, a página na Internet – www.eptoliva.pt – e o anúncio de atribuição de prémios pecuniários aos melhores alunos de cada um dos anos, bem como à melhor Prova de Aptidão Profissional (PAP), foram os presentes que a direcção da Associação para o Desenvolvimento do Ensino Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil (ADEPTOLIVA) reservou para a tarde de 12 de Novembro.

Na Casa da Cultura César Oliveira reuniram-se as entidades ligadas à escola e outros estabelecimentos de ensino e, quem também não faltou ao aniversário foi Engrácia Castro, Directora Regional de Educação do Centro.

Passados dois meses do início do novo ano lectivo, a qualidade e o ensino de excelência continuam a ser os critérios defendidos pelo presidente do conselho executivo da EPTOLIVA, que, fez questão de vincar que “o ensino profissional em Portugal deixou de ser a solução de recurso para os menos preparados para ser encarado como sistema de ensino pautado por uma especificidade prática, indo ao encontro do sector empresarial”. Paulo Rocha entende, por isso, que com “a mudança de paradigma”, às escolas profissionais acresce o desafio de “elevar os patamares de exigência e qualidade, de forma a conseguir atrair alunos e proporcionar sólida e adequada formação, que permita a integração no mercado do trabalho”.

A diminuição do número de alunos foi apontada por Rocha como outra preocupação a que a EPTOLIVA pretende fazer face. Anunciou, por isso, o programa de incentivo ao estudo e ao mérito escolar. “A concorrência obriga-nos a fazer mais e melhor a cada dia que passa”, considerou aquele responsável educativo, anunciando prémios pecuniários – que deverão entrar em vigor no corrente ano lectivo – aos melhores alunos de cada um dos anos: 250 euros para o 1º ano, 350 euros para o 2º ano e 500 euros para o terceiro ano. Rocha anunciou ainda a isenção de pagamento na recuperação de módulos em atraso e, o início de um processo de estruturação de oferta formativa.

O presidente do Conselho Executivo da EPTOLIVA não desperdiçou a visita de Engrácia Castro e, desafiou a sensibilizar quem de direito a desbloquear o acesso à candidatura ao QREN, uma vez que a escola só tem financiamento aprovado até ao final do ano.

Mário Alves desafia alunos a trabalhar
Num discurso especialmente dirigido a alunos e professores, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital referiu-se à importância do trabalho. “O trabalho é a base do sucesso de qualquer pessoa, em qualquer organização”, referiu, notando que “todos devem estar disponíveis para a batalha da globalização”. “Só é possível vencer pela capacidade de criar riqueza e vender inteligência”, considerou Mário Alves, sublinhando que “é preciso apostar no modelo de outros países” porque – como frisou – o modelo português e concelhio onde havia muito emprego, associado à indústria de confecções “começa agora a ficar esgotado”.

Aos professores, Mário Alves, aconselhou a darem bons exemplos de assiduidade e pontualidade. “Tenho 51 anos e, não acredito que aquele que não é assíduo na escola, seja pontual no trabalho”, referiu o autarca, notando que “os hábitos adquirem-se, em ambiente de formação”.

“Saber estar, saber fazer, saber ser”, foram expressões usadas por Engrácia Castro que – como explicou – resultam do percurso educativo de cada aluno. “Dezasseis anos é a prova provada do sucesso que passa pela formação integral dos alunos”, referiu a responsável da DREC, numa alusão ao percurso feito pela EPTOLIVA desde que iniciou a actividade. Não deixou de louvar a aposta da escola em atribuir prémios monetários aos melhores alunos e à melhor PAP.

Numa visita às instalações da escola sede em Oliveira do Hospital, onde foram inauguradas as duas salas de aula, Engrácia Castro não poupou elogios às condições físicas disponíveis naquele espaço, bem como à aposta nas secretárias individuais UNINET.

LEIA TAMBÉM

EPTOLIVA conquista terceiro lugar a nível de desempenho dos cursos profissionais

A EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, situa-se entre as …

EPTOLIVA distinguida nos prémios Ciência na Escola

A EPTOLIVA (Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil) foi a escola da …