As pessoas mais atentas já compreenderam que estamos num Mundo em profunda mudança. A energia foi o grande motor do progresso. A mobilidade das pessoas, mercadorias, a evolução tecnológica e o aumento da produtividade está tudo ligada ao consumo energético. A electricidade e os combustíveis foram decisivos para o tipo de sociedade que criámos.

A crise do petróleo

A forma de produzir electricidade está em grande evolução com o incremento da eólica, solar, nuclear, hídrica etc. São inúmeras as alternativas e a evolução tecnológica permite admitir que a prazo não sejamos afectados com a falta desta energia.

Nos combustíveis a situação é gravíssima e não haverá alternativas, a curto prazo, para que possamos afirmar que não nos vai afectar e fazer mudar profundamente de hábitos e de tipo de sociedade.

O petróleo é, já hoje, um bem escasso e a procura vai exceder largamente a oferta com reflexos cada vez maiores na vida das pessoas. A produção situa-se à volta dos 85 milhões de barris dia. As descobertas de novos poços não compensam o esgotamento dos que estão a funcionar. Os Estados Unidos consomem cerca de 25% e a China 10%.

Os Americanos têm mais de 300 milhões de automóveis, isto é, na prática um veículo por habitante. Na Europa e em Portugal a percentagem por habitante é elevadíssima.

A China com 1300 milhões de habitantes tem pouco mais de 30 milhões de automóveis O sonho do Chinês ou do Indiano, que perfaz cerca de 1/3 dos habitantes do planeta, é também ter um carro como tem o Europeu ou o Americano e o petróleo existente não chega para este aumento da procura.

Os especuladores financeiros conhecem como ninguém este desfasamento entre a oferta e a procura e compram petróleo no mercado virtual, isto é compram a meio ano ou a ano de distância, na ânsia de terem lucros fabulosos. Criou-se pois uma situação onde todos berram mas ninguém têm razão.

Se os impostos baixarem o consumo mantém-se e os preços vão subir na mesma só que mais rapidamente. O desvio para a produção de biocombustíveis à base de milho, soja, óleo de palma etc. fez disparar a alimentação que afecta sobretudo os mais desfavorecidos.

Não é este o caminho que resolverá o problema no futuro, dado que o planeta não suportava produzir para biocombustíveis e para alimentar as pessoas. Há pois um caminho a percorrer mas que não surge de um momento para o outro.

Esse caminho será a utilização de biocombustíveis celulósicos produzidos à custa da vegetação espontânea, giesta, tojo, esteva etc. Segundo os cientistas, demora 8 a 10 anos a tornar-se possível. A utilização do hidrogénio em pilhas, apontará para o mesmo tempo para se tornar viável, mas neste momento já está em vias de abrir uma fábrica em Montemor-o-Velho e segundo se sabe a mais evoluída da Europa.

Os carros, movidos a electricidade, vão ser lançados em Israel em 2010, com autonomia para quase 200 Kms. O hidrogénio será o grande combustível do futuro e de produção ilimitada. Como o leitor compreenderá se os Chineses e os Indianos tivessem o mesmo número de carros por habitante que os Portugueses, o planeta tornava-se inabitável. A poluição arrasaria o planeta.

Os combustíveis que vão surgir, após a era quase exclusiva do petróleo, são energias limpas, isto é não poluem. Todos vamos sofrer agora, mas os meus netos vão agradecer esta mudança que a escassez do petróleo vai obrigar a fazer na sociedade actual. A adaptação a este novo tipo de sociedade não vai ser fácil e vai provocar violência e afrontamentos. Sempre que há uma mudança há uma contestação .

Esta é enorme e a dificuldade é evitar a demagogia colocando as pessoas a pensar, mas estou convicto que a razão do pensamento vai ser ultrapassada e que vamos assistir a afrontamentos, violência quanto baste e possivelmente guerras, na tentativa de tomar de assalto Países ricos em poços de petróleo. O que aconteceu no Iraque dá pistas preocupantes que deveriam obrigar a reflectir.

*Ex-Eurodeputado do PS

LEIA TAMBÉM

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …

E porque digo eu que o Futebol Clube do Porto é a equipa de futebol mais próxima de jogar como faz o Real Madrid? Autor: João Dinis

Tipo “declaração de interesses”, digo que sou Benfiquista desde que me conheço (tenho 64 anos) …