À Boleia Autor: André Duarte Feiteira

A Demagogia anda à solta pelas ruas de Oliveira do Hospital. Autor: André Duarte Feiteira.

O erro não foi meu, aliás, o erro não foi nosso.

Quando o Partido Socialista se apresentou nas últimas eleições com o slogan “Tudo Pelas Pessoas”, o que os munícipes poderiam esperar, caso este vencesse, seria que, pelo menos, as políticas iriam ao encontro das pessoas. Pura demagogia!

Ao analisar o Orçamento do Município de Oliveira do Hospital para 2015, não me restam dúvidas, a demagogia anda à solta pelas ruas de Oliveira do Hospital.

É do conhecimento de todos nós que a crise económica e financeira não se vive só em Oliveira do Hospital. É mundial. Mas o nosso dever enquanto munícipes é zelar pelos nossos e pelo nosso concelho. Porém, tudo o que acabo de escrever também é pura demagogia, confesso!

Como é que posso dizer que é nosso dever zelar pelos nossos, quando os números provam o contrário? No meu entender, em tempos de crise, a prioridade deve ser a educação, a formação profissional, o apoio às famílias, a solidariedade e a acção social. No entanto, e apesar das inúmeras vezes que observei o Orçamento para 2015 (na esperança de que os números se alterassem, a realidade era esta) continuo a exclamar, quase por impulso: demagogos! Como é que se atrevem a dizer que o seu compromisso é com as pessoas, quando a verba mais elevada do orçamento (1,188,750 milhões de euros) é destinada à cultura, desporto, juventude e tempos livres? Desse valor, 586 mil euros foram atribuídos para o desporto. Um valor bem superior à soma do que é destinado à assistência a carenciados, habitação social, apoio à família e creches! Perante tal atropelo ao “tudo pelas pessoas”, podemos interrogar-nos: será que em Oliveira do Hospital se vive da bola e para a bola?

Não me conformo, e prefiro morrer inconformado, a silenciar-me perante um executivo municipal que vê mais futuro na bola que na educação, saúde e acção social. Não podemos enfiar a cabeça na areia e fingir que não é nada connosco, é a nossa cidade, é o nosso concelho e somos nós que estamos em causa.

Espero que neste novo ano de 2015 a oligarquia em que vivemos se extinga, dando lugar, de novo, a um Concelho de Oliveira do Hospital que conheci: Democrático.

 

Porta-voz dos Números. Autor: André FeiteiraAutor: André Duarte Feiteira

LEIA TAMBÉM

Deixar de fumar é possível com ajuda médica. Autora: Sandra Saleiro

Atualmente, quase dois milhões de portugueses continuam a fumar. Segundo dados da Organização Mundial de …

Município de Oliveira do Hospital volta a ser distinguido como amigo das famílias

Oliveira do Hospital volta a estar entre os setenta municípios que foram distinguidos por adoptarem …

  • Guerra Junqueiro

    Já dizia a Lena d’Água: “Demagogia feita à maneira, é como queijo numa ratoeira.”

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • José S.

    Muito bem André!

  • Carlos Amaral

    Este executivo só pensa no populismo e nos votos, é uma vergonha!

  • Faroleiro

    Sr. André, concordo plenamente consigo,tudo isto é pura demagogia, festas e mais festas, nos próximos dias 21 e 22 de Fevereiro lá vem a
    prestigiada feira do queijo, com as excursões de Lisboa etc etc. Olhe não se preocupe, porque o povo merece o que tem. Não foi o povo que escolheu? Deixe-os andar é disto que o povo gosta, enfim,por causa de uns pagam os outros.

    • Mitómano

      Acho que este ano são capazes de ter cá uns “convidados especiais” para “apreciar” in loco

  • Mitómano

    André: Eles são demagogos . Mas são mais do que isso. São mentirosos e são trauliteiros..! Em minha opinião acho mesmo que são criminosos.E explico porquê:

    Leia o trecho da acta de 17 de Junho passado, e veja o que está escrito…”O presidente da Câmara referiu que contra aquilo que alguns dizem e apregoam a EXPO, no ano transacto, (des) organizada pela Câmara Municipal teve um INVESTIMENTO (!!!) de cerca de 60 000 00 Euros” O “cerca” foram 63 662 22.euros.

    Este ano que era para ser só… 45 000 00 euros o INVESTIMENTO, o “regabofe foi 50 +20+24, 520 +18,395= 112 915,97 !!! Isto é crime ou não é crime? São irresponsáveis ou não são? A receita caiu de 86 337 24 para 26 889.64…31%!!! Nós os “alguns”. podemos estar descansados com esta gente a gerir desta maneira? Eles programam? Eles orçamentam? Como é que se vai de 45 para 113 mil? Duas vezes e meia mais!!! e as receitas? Menos 59 447 00 euros!!! Como é possível? As caixas são rotas? E dizem eles que querem é ver os adversários nas eleições!!! Isto é: acham que quem governa assim merece prémio e deve continuar !!!

    6 – EXPOH – PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO COM A ADI – AGÊNCIA PARA O
    DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DE TÁBUA E OLIVEIRA DO HOSPITAL ————
    D.A.G.F./DOC.5
    ——–Pelo Presidente da Câmara foi presente a proposta de Protocolo de Cooperação
    com a ADI –Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital, tendo em vista a organização conjunta da edição de 2014 da EXPOH – Feira Regional de Oliveira do Hospital, para análise e aprovação.
    ———————————————————————————————–
    ——–Ainda sobre este assunto o Presidente da Câmara referiu que “contra aquilo
    que alguns dizem e apregoam a EXPOH, no ano transacto, organizada pela Câmara Municipal, teve um investimento de cerca de 60.000,00 €”. Disse no entanto que “mesmo assim julgo que, este ano, devemos readaptar a EXPOH para que o investimento seja, no limite máximo, até 45.000,00
    €”….///..

    Ver as contas da EXPO 2014 na acta da Câmara de 30 de Outubro. Isto foram dados que eu tirei de um comentário, há dias aqui e que trago no bolso para discutir com os senhores que nos desgovernam, na primeira oportunidade…

  • Idem

    Quando os que comandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito.

  • Erasmo de Roterdão

    Se eu fosse presidente de uma Câmara, tivesse ofendido os cidadãos que criticam, com essa do “alguns”, e apresentasse um resultado de despesa duas vezes e meia superior, ao proposto, primeiro fazia um inquérito para apurar como foi possível. Depois, ficava preocupado como é que as receitas caíram de 86 para 26 mil euros e ia verificar “os fundos” das caixas…! Depois, se verificasse que tudo tinha corrido dentro da normalidade, pedia a demissão por incompetência. Um desvio de 10 ou 20% até se pode compreender. Agora duas vezes e meia mais despesa que o orçamentado, redução de 70% nas receitas, é aceitável..? As borlas nas entradas e a “generosidade ” nos almoços, não têm nada a ver com isto? Isto de ser um “gaijo porreiro” com o dinheiro de todos nós, só pode dar nisto. Incompreensivelmente, ninguém é preso, nem ao menos se demitem..! O dinheiro dos nossos impostos não merece outro respeito..? As famílias em dificuldade não merecem outro respeito..?

    • Sr. Viegas

      São autênticos necrófagos, alimentam-se dos “cadáveres” pagos pelo povo, povo este que, devido à sua ignorância, pensa que as esmolas vindas do burgo são uma dádiva de Deus…que Deus este, vive em ostentação, partilha a ostentação com sua seita (apenas e só) e, num acto populista, faz acreditar que se distribui a riqueza pelas aldeias! Vivemos numa terra de cegos, são consumidos pelas dádivas e oferendas…já pararam para pensar? já? olhem à vossa volta; Parem, já! Não é curioso? tanta miséria, tanta euforia por miolo de pão, enquanto os ditos pais dos pobres se cobrem de ouro…O erro não é nem nunca será deles, o erro é de quem os alimenta!

    • Guerra Junqueiro

      Caro Erasmo;

      E porque não formar de imediato uma equipa multidisciplinar para saber o que aconteceu? Uma equipa de 15 a 20 elementos, devidamente remunerados, contratos por um ano com possibilidade de renovação. Caso não conseguissem respostas atempadamente, ou tivessem dificuldade em elaborar os resultados, pedia-se ajuda a uma das BLC’s, pagando-lhes é claro, até 60 mil aceitam. E se mesmo assim as conclusões teimassem em chegar, contratava-se uma Org(ásmica) colaboradora!!! Quaisquer 55 mil mais uns trocos chegam para esta ajuda.
      Fala o amigo em demissão! Se casos como este a isso levasse, já se tinha demitido várias vezes…

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

      • Sr. Viegas

        Caríssimo Guerra Junqueiro,
        Gostava que me conseguisse esclarecer sobre uma dúvida que tenho à meses e, para a qual, ainda não consegui desenrascar solução. A dúvida é a seguinte: se foi levada ao paços do concelho uma equipa multidisciplinar (que a meu ver não trabalha a “água”) para esclarecer os senhores deputados que graças a esta santíssima trindade se poupava cada vez mais água. Até aqui, bom trabalho amigos! Então, se cada vez se poupa mais água, ou seja, que há cada vez menos desperdícios, não deveria a água até ser mais barata? É que para além de pagarmos a uma equipa multidisciplinar também levámos com aumentos de 65% na água…

        • Guerra Junqueiro

          Caro Sr. Viegas;

          Acredito que o aumento sirva acima de tudo para tapar outros buracos que não os da água.
          Para a água parece que 400 mil chegavam, agora com mais de 2 milhões veja lá que outros não se tapam.

          Cumprimentos
          Guerra Junqueiro

          • Sr. Viegas

            Para a BLC3, os 400mil, com toda a certeza, que não chegariam. Para assessores, concordo, é capaz de ser suficiente.

          • Guerra Junqueiro

            Parece que a BLC3 mete muita água. Quanta não sei, mas parece que ninguém sabe.

            Cumprimentos
            Guerra Junqueiro

          • Junqueiro G.

            Já tu so metes daquela que faz bem à saude… com rádio. Que eu bem te vi lá nas noticas.