“A Junta de Freguesia não entra, nem entrará em conluios”

O presidente da Junta de Freguesia de Oliveira do Hospital negou, ontem, a existência de qualquer “conluio” entre a autarquia e a Delta. Nuno Oliveira reagiu, assim, a declarações proferidas pelo vereador do PSD que criticou os moldes em que a junta cedeu um espaço público à Delta para a dinamização de uma ação promocional.

“As acusações para além de não fazerem sentido, são de um total absurdo, pretendendo colocar em causa o sucesso de uma iniciativa”, afirmou ontem o presidente da Junta de Freguesia de Oliveira do Hospital, esclarecendo que o evento que levou o vereador do PSD a denunciar a existência de um “conluio entre a junta de Oliveira e alguém ligado à Delta”, foi “público” porque “nada tinha a esconder”.

Reportando-se ao evento que tornou pública a parceria entre a Junta de Freguesia e a Delta/Grupo Nabeiro, no âmbito da iniciativa “Há Festa na Zona Histórica” e cujos lucros revertem a favor da Arcial e que culminou com uma ação promocional da Delta, Nuno Oliveira entende que tal só é “revelador da capacidade da Junta de Freguesia em atrair novos parceiros”. “Para que é que se faz politiquice barata?” questionou ainda o presidente de Junta, lamentando “este tipo de atitudes, que nada contribuem para Oliveira do Hospital” e “nada dignificam a política de proximidade”.

Às portas de mais uma edição do “Há Festa na Zona Histórica” que por via da parceria com o Grupo Delta vai beneficiar a ARCIAL, Nuno Oliveira considera este modelo acertado, pelo que avisa que “a Junta vai sempre envolver novos parceiros”. O autarca clarificou porém que “a freguesia não entra, nem entrará em conluios, nem perseguições com ninguém”. “Estou cá para fazer bem por quem mais necessita e que é quem mais nos motiva”, rematou.

LEIA TAMBÉM

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve em Coimbra autor de crimes de homicídio, na forma tentada e de roubo

A Polícia Judiciária deteve um homem pela presumível prática de um crime de homicídio, na …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Filho preso por suspeitas de ter matado mãe com martelo em Viseu

O homem de 37 anos suspeito de ter matado a mãe em Santarinho, no concelho …