“A nossa expectativa é realizar a melhor ExpOH de sempre”

Oliveira do Hospital abriu, hoje, portas a mais uma edição da ExpOH. Até 4 de agosto, no parque do Mandanelho, o certame serve de mostra às potencialidades do concelho e da região e aposta numa cartaz “popular” para atrair a maior enchente de sempre.

No arranque da quarta edição da ExpOH, nem a chuva esmoreceu as elevadas expectativas que, por esta altura, a organização deposita naquela que é entendida como a maior mostra das potencialidades do concelho de Oliveira do Hospital e da região.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA“A nossa expectativa é realizar a melhor feira de sempre”, afirmou ao final da tarde o presidente da autarquia oliveirense, considerando que, pese embora o clima pouco favorável, estão reunidas as condições em matéria de expositores e de programação cultural – Tony Carreira é cabeça de cartaz –  para que o certame cumpra o seu objetivo e chame a si muitos visitantes.

“A ExpOH está ao nível do concelho de Oliveira do Hospital, dos empresários e das suas IPSS”, continuou José Carlos Alexandrino, notando que até domingo o certame permite mostrar as “potencialidades do concelho” e ao mesmo tempo funcionar como espaço dedicado à cultura, ao convívio e ao lazer.

Razões que o autarca considera mais do que suficientes para, em tempo de crise, continuar a apostar neste tipo de eventos. “Ainda bem que realizamos muitas festas. Hoje, com as dificuldades de vida é bom ter este espaço”, referiu em resposta à oposição que repetidamente condena o dinheiro que o município gasta na organização de “festas”.

A abertura do certame que este ano conta com mais expositores – mais de 110 – e é responsável por trazer a Oliveira do Hospital artistas como Adriana Lua, David Carreira (28 de julho) e Tony Carreira (3 de Agosto), ficou revestida de simbolismo especial, com o município a dar protagonismo a jovens bolseiros do concelho que, em jeito de retribuição, fazem trabalho voluntário na EXPOH. “É um simbolismo que é forte”, frisou José Carlos Alexandrino.

“Sonho com uma ExpOH ainda muito mais forte”

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom a edição 2013, o executivo de José Carlos Alexandrino fecha um ciclo de quatro anos de ExpOH, cujo modelo, pese embora as melhorias, ainda não satisfaz a organização. “Sonho com uma ExpOH ainda muito mais forte”, confessou José Carlos Alexandrino, notando porém que as limitações decorrem da “crise” que obrigam a um olhar atento sobre os custos tidos com a organização da feira. “Uma crise nacional” que, reconhece, “não é tão forte em Oliveira do Hospital” devido a “um conjunto de empresários que temos”.

Certo da “centralidade” que a ExpOH tem vindo a conquistar – “por isso é que cresce de ano para ano em número de expositores”, referiu – o vice-presidente da Câmara Municipal não tem dúvidas de que “a feira precisa de afinações”. “Precisa de espaço vital”, entende o responsável, considerando importante que, em conjunto com os expositores se encontre a melhor forma de expansão do certame, seja pelo fórum de entrada, seja pela parte de baixo no Parque do Mandanelho. “Tem que se perceber como é que a feira pode crescer”, continuou José Francisco Rolo que em face da 4ª edição do certame entende que a organização deste evento não pode ser interrompida, porque “a EXPOH é “sucesso e uma marca distintiva de Oliveira do Hospital”. “É uma aposta ganha”, vincou.

LEIA TAMBÉM

AVMISP avisa, após reunião Marcelo Rebelo de Sousa, que falta de apoios pode levar empresas afectadas pelos incêndios a encerrar

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) lamentou hoje, na …

Ano de 2017 foi o melhor de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O ano de 2017 foi o melhor de sempre para a atividade turística no Centro …

  • Leandro Santos

    De valor era ouvirmos o “presidente” dizer “A nossa expectativa é ter a menor taxa de desemprego de sempre”. Isso sim, era de valor.

  • Mário Carvalho

    Ah pois é, só neste fim de semana estiveram quase 2 milhões de pessoas na EXPOH. Que balde de água fria para todos aqueles que criticam as festas que o nosso grande presidente faz. Chupem lá mais esta aziados laranjas.

    • Ainda mais atento

      Eh pah os que passaram por Oliveira na IC6 para a expofacic não contam! tal como a tua ultima frase só conta para demonstrar que o resto do comentário vem de alguém que a sua opinião não conte muito (e não sou um rosinha aziado, mas alguém com 2 dedos de testa).

    • Ainda mais atento

      ah e também não sou um laranja (esqueci me de dzr) 😉

    • CARLOS

      LOLOL 2 MILHOES…. PASSARAM NUM TOTAL CERCA DE 23 MIL PESSOAS NA EXPOH… VAI PARA A ESCOLA APRENDER A CONTAR ATRASADO