Académica com a lição bem estudada

… duas equipas vem já do tempo em que a Académica militava na Proliga. No início desta época, fruto da classificação da temporada passada, pela primeira vez os conimbricenses conseguiram superar o Sampaense e garantiram a presença na LPB.

O jogo começou com maior ascendente da equipa da casa a controlar com visível qualidade o decorrer do jogo. A Académica nestes minutos iniciais não conseguia dar réplica à boa postura da equipa da casa. O primeiro período é ganho pelo Sampaense por 20-15. No segundo período a tendência da partida manteve-se até ao momento em, que o jogo ficou ofensivamente muito confuso.

Com ambas as esquipas a ser muito perdulárias debaixo do cesto, era na defesa que poderia ser criada a diferença e nesse aspecto os visitantes foram melhorando com o passar dos minutos, conseguindo ir para intervalo a vencer por um ponto após uma jogada incaracterística por parte do Sampaense que perdeu 5 pontos num minuto.

O resultado ao intervalo estava a favor dos visitantes por 31-32, e deixava tudo em aberto para a segunda parte. No terceiro período a postura defensiva da académica começou a dar frutos e após uma sequência de 5 tiros exteriores os visitantes ganharam uma vantagem que os deixou menos pressionados para a restante partida. A partir daqui foi o Sampaense a tentar dar a volta ao jogo, mas nas alturas em que se aproximava na pontuação acabava por cometer um qualquer erro ofensivo que permitiu à Académica recuperar a vantagem.

O jogo foi para o último tempo com o resultado de 46-53. O último período foi marcado pela gestão da vantagem conseguida pelos conimbricenses por um anormal desacerto ofensivo por parte da equipa beirã.

A nível de qualidade não existiu nenhuma diferença entre ambas as equipas, só mesmo um dia mau dos atiradores do Sampaense fez com que esta não fosse mais uma vitória na até agora muito positiva participação da equipa de S. Paio de Gramaços no campeonato deste ano.

O jogo terminou com a vitória por 68-73 para a Académica e ficou no ar a impressão que o sucesso neste jogo esteve sempre ao alcance do Sampaense que por demérito próprio não conseguiu superar as dificuldades apresentadas pela Académica.

O MVP da partida foi Jorge Sing com 8 pontos, 9 ressaltos e 13 assistências. Em destaque no Sampaense estiveram também Anastácio Sami com 14 pontos e Juan Wyatt com 13 pontos.

Na Académica evidenciaram-se Fernando Sousa com 23 pontos, Karlton Jr. com 20 pontos e Manuel Johnson com 13 pontos.

Por: PNV

LEIA TAMBÉM

Cristiano Letal Ronaldo

Joelhos na relva, punhos cerrados, sorriso rasgado, olhos fechados, cabeça bem erguida e o grito …

Trail Running Serra da Estrela

A maior aventura de Trail Running em Portugal está de regresso à Serra da Estrela com participantes de 16 países

Seia vai realizar de 9 a 11 de Junho, pelo quarto ano consecutivo a sétima …