ADI e autarquia apostam em mega produção de moda para dinamizar o comércio e valorizar a indústria de confeção (com vídeo)

Cerca de três centenas de jovens modelos dão vida, a partir do próximo sábado, à “Semana da Moda Verão Oliveira do Hospital 2013”. O Moda Bobadela dá o pontapé de saída para um conjunto de três desfiles para os quais estão mobilizadas 31 lojas e três indústrias com o claro propósito de dinamizar o comércio local e de transmitir que “Oliveira do Hospital está na moda”.

A promover pelo terceiro ano consecutivo o desfile que por esta altura dá vida ao anfiteatro Romano da Bobadela, a Agência para o Desenvolvimento Integrado (ADI) de Oliveira do Hospital e Tábua e a Câmara Municipal oliveirense surpreendem com uma produção de moda em dose tripla. Em causa está a “Semana da Moda Verão Oliveira do Hospital 2013”, cujos pormenores foram ao início da tarde apresentados em plena rua e junto daqueles que conferem a motivação maior à mega produção de moda: os estabelecimentos comerciais.

“Esta semana é um investimento que foi pensado, estruturado e centrado na promoção da qualidade e diversidade do comércio local de Oliveira do Hospital que assim merece”, explicou o presidente da ADI. O Moda Bobadela dá o pontapé de saída para a semana dedicada à moda, levando à passerelle cerca de 125 jovens modelos recrutados a nível concelhio, os atores nacionais Francisco Corte Real e Ana Ferreira, a manequim internacional Adriane Garcia e o ex jogador de Hóquei em Patins Filipe Gaidão, num desfile apresentado pelo conhecido jornalista Luís Maia.

Ao Moda Bobadela, a ADI e o município fazem associar mais dois desfiles, o segundo a acontecer no dia 10 de julho, no Jardim Municipal, pelas 21h30 e o terceiro a ter lugar nas Piscinas Municipais, no dia 12 à mesma hora.

Eventos que, José Francisco Rolo entende de “qualidade e virados para a atração de clientes pela inovação” e com o objetivo de “valorizar o comércio local, os estabelecimentos e os seus clientes” e de “assumir Oliveira do Hospital como um concelho onde a confeção e a moda são capitais”. “Em Oliveira do Hospital fazemos muitos dos melhores fatos do mundo”, lembra o responsável, certo de que o concelho é “inequivocamente uma terra onde a confeção e a moda têm uma expressão muito forte”, quer no que respeita à “criatividade”, quer à “qualidade dos pontos de venda” e também à “criação e manutenção de postos de trabalho”.

Inserida no conjunto de “estímulos” que a ADI tem vindo a trabalhar para ajudar o comércio local a ultrapassar o momento de crise e a “combater o negativismo”, a Semana da Moda tem produção a cargo de Gil e Aberto e só é possível graças ao positivo envolvimento das lojas (31), indústrias (3), designers de moda e joalharia(2) e dos jovens modelos (300).

“É um evento a baixo custo graças aos jovens que desfilam gratuitamente e às lojas que cedem as roupas e acessórios gratuitamente para podermos mostrar o que há de melhor no concelho”, referiu a vereadora da Cultura da Câmara Municipal oliveirense, destacando ainda a colaboração de cabeleireiros e maquilhadores e a forte presença da componente cultural em cada um dos desfiles. Destaque particular para o Moda Bobadela que este ano se associa à comemoração dos 500 anos de atribuição de foral àquela localidade.

Com a mega produção de moda que visa mostrar aos munícipes e demais visitantes que “Oliveira do Hospital tem bons produtos” e dizer que “é preciso comprar local”, Graça Silva não tem dúvida de que o concelho ganha pontos no que ao mundo da moda diz respeito. “Queremos transmitir que Oliveira do Hospital está certamente na moda”.

À frente da produção do triplo evento de moda, a dupla Gil e Alberto subscrevem aquele que é o propósito maior do mega evento, mas não deixam de apreciar o envolvimento em massa de lojistas e jovens modelos com idades a partir dos quatro anos. “É raro. Nenhuma grande cidade consegue mobilizar 300 participantes a custo zero”, verifica a equipa de produção certa de que o concelho vai sair a ganhar com a realização dos três desfiles que, não têm dúvidas, vão trazer muita gente a Oliveira do Hospital e assim dar o seu contributo ao comércio local.

LEIA TAMBÉM

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve em Coimbra autor de crimes de homicídio, na forma tentada e de roubo

A Polícia Judiciária deteve um homem pela presumível prática de um crime de homicídio, na …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Filho preso por suspeitas de ter matado mãe com martelo em Viseu

O homem de 37 anos suspeito de ter matado a mãe em Santarinho, no concelho …