ADI explica projeto de 28 mil euros para dinamização do comércio tradicional na quadra natalícia

 

O Presidente da Agência de Desenvolvimento Integrado de Oliveira do Hospital e Tábua (ADI) convidou ontem os jornalistas para uma conferência de imprensa com o objetivo de divulgar “o conjunto de iniciativas” que aquela associação tem estado a desenvolver na área da “dinamização do comércio local” na quadra natalícia.

José Francisco Rolo sublinhou a importância de “incentivar” os oliveirenses à realização de compras no comércio tradicional, como forma de “valorizar” aquele setor de atividade.

Elencando as diversas ações que estão a ser desencadeadas pela ADI – como a decoração das ruas, o sorteio de Natal e outros atrativos –, o vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH) disse que o projeto, que habilita a prémios os consumidores que façam compras no comércio local, tem cerca de 100 lojas aderentes.

Nos dois concelhos da área de intervenção da ADI – Oliveira do Hospital e Tábua – está em causa um investimento na ordem dos 28 mil euros, que foram cofinanciados em 65 por cento através do QREN.

O vereador da CMOH, com a presidência da ADI, deu também conta da importância que o AGIRARTE tem para a cidade, nesta altura do ano, e desafiou os oliveirenses a visitarem os espaços públicos que contêm exposições integradas naquele festival de arte.

Relativamente aos pinheiros naturais distribuídos pela ADI ao comércio local, Rolo fez também questão de explicar aos jornalistas que as árvores foram cedidas por um dos parceiros do projeto – a Caule – e são fruto “dos trabalhos normais de limpeza da floresta da região”.

A vereadora da CMOH com o pelouro da cultura também sustentou que aquelas iniciativas – onde se inclui uma pista de patinagem e uma charrete que percorre algumas artérias da cidade com uma família de pais natais – “procuram trazer pessoas à cidade para fazerem compras no comércio local”.

Graça Silva disse ainda que a CMOH tem dado vários passos no sentido de atrair pessoas à cidade, e deu como exemplo o êxito da atuação recente, na casa da Cultura César Oliveira – onde se encontra patente uma exposição alusiva ao Natal com cerca de 100 presépios –, do coro Fernando Lopes-Graça.

Quem se congratulou com estas iniciativas, foi também a vereadora da cultura da Câmara Municipal de Tábua.

“Fico feliz com esta agenda cultural… de tristeza já basta. Precisamos é de animação para promover o comércio local”, salientou Ana Paula Neves, filha de um antigo comerciante de Oliveira do Hospital.

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …