ADI realizou de sessão esclarecimento sobre o programa FINTRANS


Cerca de duas dezenas de empresários participaram, na última quarta-feira, na sessão realizada no Hotel S. Paulo, onde ficaram a conhecer o programa FINTRANS– Dimensão e Transmissão Empresarial, destinado a apoiar a transmissão da titularidade do capital social das empresas como forma de resolver problemas de sucessão e impulsionar processos de crescimento rápido, que permitam às PME portuguesas alcançar a dimensão necessária para competir em mercados globalizados, por via de aquisição de empresas.

Dirigida às empresas PME Líder dos concelhos de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil e empresas com mais de 20 trabalhadores, a sessão decorreu em duas partes distintas. Na primeira, os oradores dissertaram sobre os conteúdos do Programa FINTRANS, o seu conceito e a sua aplicabilidade, tendo havido de seguida um período de debate com os mais de 20 empresários presentes. Para a segunda parte, reservou-se um período de entrevistas individuais, em que os empresários tiveram oportunidade de ver esclarecidas dúvidas sobre o enquadramento deste programa às suas situações concretas.

A Agência para o Desenvolvimento Integrado (ADI) de Tábua e Oliveira do Hospital faz um balanço positivo da sessão, quer pela adesão obtida, quer pela importância do tema.

A ADI está já a ponderar organizar uma outra sessão de esclarecimento, com o intuito de proporcionar aos empresários locais, um espaço de debate sobre a situação real do sector empresarial dos concelhos de Tábua e Oliveira do Hospital. Desta forma, a agência pretende que sejam encontradas soluções, para fazer face aos desafios económico-financeiros com que se debatem as empresas da região na actual conjuntura.

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital entre os municípios beneficiados pelo novo concurso do programa Centro 2020

O Centro 2020 publicou ontem o Aviso de Concurso SI2E – Atrair novo investimento empresarial …

Funcionários da ASAE contra operação anunciada para as áreas afectadas pelos incêndios

O sindicato dos funcionários da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) considerou hoje “lamentável” …