Aldeia das Dez abre “porta Norte” da Rede das Aldeias do Xisto

 

Aldeia das Dez, conhecida pelos imponentes Santuário de Nossa Senhora das Preces e Monte do Colcurinho, é oficialmente uma “Aldeia de Xisto”.

Aprovada no dia 3 de maio, a adesão da freguesia à Rede das Aldeias do Xisto – ADXTUR representa uma maior consolidação do potencial turístico da freguesia e da própria rede.

Agora constituída por 27 aldeias – a entrada de Aldeia das Dez, foi acompanhada pela admissão de Vila Cova do Alva, em Arganil e Sobral de S. Miguel, na Covilhã – a Rede de Aldeias do Xisto justifica o alargamento às três novas localidades com um critério de coesão territorial.

“Sempre foi ambição estratégica da ADXTUR estabelecer a ligação entre a Serra do Açor e o Vale do Alva”, referiu o coordenador da Rede ao correiodabeiraserra.com, explicando que, com a adesão de Aldeia das Dez, “fica consolidada a entrada Norte do território pelo Vale do Alva” e assiste-se à “transição do xisto para o granito”.

Contudo, a aprovação da adesão de Aldeia das Dez não teve apenas por base a coesão territorial. Rui Simão explicou a este diário digital, que na hora da decisão foram determinantes aspetos, como a população residente e o valor patrimonial inerente.

Fundamental foi também a elaboração do designado Plano de Aldeia, preparado pelo arquiteto municipal Carlos Santos, com o apoio de técnicos da ADXtur e Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Centro, e que “surge na forma de um documento estratégico, que enquadra uma visão futura de aldeia”.

O valor patrimonial da localidade, associado aos serviços turísticos existentes na freguesia assumiram-se, igualmente, como contributos importantes para aprovação da adesão que, por via do Mais Centro, tem uma reserva financeira associada.

Fruto desse apoio – o financiamento é de 50 por cento – Aldeia das Dez começou já a ser palco das designadas evidências materiais. Trata-se da recuperação do Centro Histórico da sede de freguesia, num investimento total de 165 mil Euros, que pretende adequar o espaço à realidade de Aldeia das Dez e dotá-lo de um conjunto de estruturas materiais, como sinaléticas e outros elementos informativos, com o objetivo de “aumentar o potencial turístico” da localidade.

A par da ordenação do espaço, a adesão à ADXTUR tem também associada a integração de Aldeia das Dez num plano alargado de comunicação e divulgação das Aldeias do Xisto. “Há integração e projeção da aldeia em termos de marketing”, garantiu Rui Simão, assegurando que Aldeia das Dez vai estar associada “a uma lógica de inserção em spots de comunicação”.

O coordenador da ADXTUR reconhece o potencial religioso, cultural e paisagístico de Aldeia das Dez e a qualidade das respostas turísticas existentes no território e, a este diário digital, disse não ter dúvidas de que “todo este trabalho vai contribuir para estimular o setor turístico”.

“Fizemos aquilo que há muito deveria ter sido feito”

Reconhecendo as mais-valias resultantes da adesão, o vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital só lamenta que tal não tenha acontecido há mais tempo.

“Fizemos aquilo que há muito deveria ter sido feito”, afirmou José Francisco Rolo ao correiodabeiraserra.com, confessando que “esta foi uma das primeiras decisões” tomadas pelo executivo de José Carlos Alexandrino, quando tomou posse em Novembro de 2009.

De acordo com José Francisco Rolo, o objetivo daquela tomada de posição foi o de “transformar o potencial em produto turístico, aproveitando uma marca com notoriedade e que é reconhecida internacionalmente: a Rede das Aldeias do Xisto”.

Indissociável de todo o processo está ainda o facto de – como referiu o vice-presidente – “haver produto instalado em Aldeia das Dez”. Em concreto, referiu o Hotel Rural Quinta da Geia, as várias unidades de alojamento turístico e as praias fluviais ao longo do Vale do Alva.

Para além das vantagens em termos de promoção turística, José Francisco Rolo aprecia particularmente as mais-valias em termos de requalificação do espaço urbano, cujos trabalhos se encontram a decorrer na zona central da sede de freguesia.

A aguardar por aprovação estão também as candidaturas, apresentadas pelo município, para um conjunto de percursos pedestres, e para adesão da praia fluvial de Alvôco de Várzeas às Praias do Xisto.

Da mesma forma, também a conhecida Casa do “S” aguarda por aprovação de candidatura para poder acolher uma Loja do Xisto, destinada a disponibilizar todo o tipo de informação relacionada com a freguesia e as demais aldeias que integram a ADXTUR, bem como produtos endógenos.

A adesão de Aldeia das Dez à ADXTUR vai ser apresentada publicamente, no dia 9 de junho, pelas 18h00, numa sessão que terá lugar no Salão da Filarmónica.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …