Alegada queda de chamada pode ter custado 100 mil euros por ano ao AD Nogueirense

António Lopes não se conforma com a falta de respostas do presidente da autarquia José Carlos Alexandrino sobre algumas das questões que lhe colocou na última Assembleia Municipal(AM). Uma delas tinha a ver com o facto de este, alegadamente, ter desligado o telefone na cara do empresário Joaquim Marques, quando este lhe falou na possibilidade de António Lopes encabeçar uma lista à direcção da AD Nogueirense. O autarca, porém, não respondeu a esta e a outras perguntas do ex-presidente da AM, limitando-se a referir que não estava “ali para discutir entrevistas ou assuntos pessoais”. Não aceitou o desafio, por exemplo, para apontar ali quem diz andar a ajudar financeiramente o empresário, como optou por não explicar se tinha ou não tido interferência num assunto que segundo António Lopes privou o Nogueirense “em 100 mil euros por ano”. Estes números seriam, eventualmente, o montante que empresário estaria disposto a conceder ao emblema.

O agora presidente do clube, Joaquim Marques, que na altura convidou António Lopes para encabeçar uma lista concorrente à liderança do clube, contactado pelo CBS preferiu não fazer comentários sobre o assunto. Estranhou mesmo que o caso tenha voltado a ser falado, uma vez que entende que está mais que ultrapassado. “O assunto estava encerrado e desconheço em absoluto o que se passou posteriormente”, explicou o dirigente, recusando-se a fazer qualquer outro tipo de declarações.

António Lopes, porém, considera que José Carlos Alexandrino tinha obrigação de esclarecer ali a sua interferência num caso que não lhe dizia respeito. “O que posso dizer é que Joaquim Marques me convidou para ser presidente e eu lhe disse que não era boa ideia. Por várias razões. Porque não tinha tempo, porque vivo afastado e não podia acompanhar devidamente a vida do clube. Além disso, alertei que o convite poderia trazer alguns problemas e que seria melhor falar com o presidente da Câmara”, explica António Lopes, adiantando que na base do convite provavelmente estaria o apoio financeiro que ele iria injectar na colectividade, permitindo-lhe atingir outros objectivos. “Já quando estive no Covilhã dei uma média de 100 mil para o clube por ano”, explica ainda o empresário. “Só espero é que a Câmara tenha compensado o Nogueirense por este caso”, rematou António Lopes.

Ao que o CBS apurou, junto de fonte próxima do processo, o presidente terá reagido mal. Desligando mesmo o telefone na cara do empresário. Mais tarde ter-se-á justificado, alegando que não tinha desligado, mas que teria sido a chamada que caiu. A partir desse momento foi encontrada outra solução. Com o próprio Joaquim Marques a assumir a presidência. “Foi um episódio extremamente desagradável, aquilo que aconteceu. O clube poderia ter conseguido o apoio de mais um empresário e por divergências políticas acabou por ser afastado”, sublinha a mesma fonte que preferiu manter o anonimato.

Na altura, em Julho, recorde-se, Joaquim Marques referiu que fez o convite, porém, depois de tirar um parecer, apercebeu-se de “divergências políticas”. “Para mim a política não conta e a instituição Nogueirense não tem nada a ver com política, nem politiquices… mas não quero ver ninguém indisposto”, explicou, na altura, adiantando que desafiou António Lopes para liderar uma lista pelo simples facto de ser sócio e vice-presidente do clube, recusando-se, contudo, a identificar quem terá ficado “indisposto” com tal convite. Mas, segundo garantiram ao CBS, a ideia terá caído depois do contacto com José Carlos Alexandrino. O autarca, no entanto, rejeitou, na altura, a acusação, alegando que nem era sócio do clube. Confrontado agora novamente com esta questão por António Lopes remeteu-se ao silêncio.

 

LEIA TAMBÉM

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …

João Paulo Albuquerque acusa PS por não concluir IC6, pelo menos, até 2030

João Paulo Albuquerque considera que o IC6 não é uma prioridade, mas sim uma necessidade …

  • Adjunto de ordens

    Mais uma novidade dos corredores, aqui da “Casa Branca. Diz-se nos mentideros que a ex-directora do CBS entra, dia 1 de Outubro, na ESTGOH, para o departamento de comunicação. Dizem as “más línguas” que vai assesorar a 1ª dama da Cordinha..!!! Será? Vendo a notícia ao mesmo preço que a ouvi..! O que fica provado é que o CBS é um grande tirocínio para emprego..! Se paga os ordenados não sei. Que é bom para arranjar empregos não tenho dúvida…

    • Leitor

      O quê? Já está na ESTGOH? Assessora da Directora de Comunicação?
      Deve ter passado com distinção na prova oral, o que é estranho pois no CBS entrava muda e saía calada.

    • Será do CV?

      Todos os que de lá saíram, estão encaixadinhos.
      Vale ou não a pena venerar os donos? Ou será do CV?

  • bola ao lado
  • Adjunto de ordens

    Não te irrites que ainda há mais. A moda está a pegar…Como o “Guerra Junqueiro” Que o Alex sabe quem é,não alinha neste tipo de gestão, as pressões já estão a chegar à SRE-Sociedade Recreativa Ervedalense. Começaram por distribuir um panfleto das Festas Setembrinas( sempre as festas) , feito onde não deviam, por quem não devia,e espalharam-no pelo Ervedal anunciando animação pelo “palhaço Guerra Junqueiro”. A coisa não caiu bem e houve alguém, com responsabilidades grandes,na SRE e no PS que manifestou desagrado. (o presidente está no estrangeiro). Já se fala em represálias do género de não pagar a carta conforto de 25 000 00 euros, que ainda não foi paga, obrigando o presidente(Guerra Junqueiro) segundo o Alex, a pagar..! Isto é que anda aqui uma democracia…!!! Ó totó: é publico o apoio ao Covilhã, ao União da Madeira e até a alguns mais próximo. Antes me quero ao pé dele falido que junto a vós com dinheiro. Se lhe pagarem os 232 mil, já dá para dois anos.Certo?

    • Ervedalense

      Manifestou o desagrado, e puxaram-lhe as orelhas.
      Agora foi incumbido para exercer pressão.

    • oliveira_livre

      Meus amigos, parece que a vida política deste concelho se resume a três ilustres ‘entidades’: Presidente do edil, António Lopes e Guerra Junqueiro. O Presidente, “manda” e festeja com o nosso dinheiro; o AL labuta e investe com o dinheiro dele; e o Guerra é o indomável, que muitos pensam conhecer, mas iludem-se nas aparências.

      Mais digo, política é discussão de ideias em prol do bem comum. Há que saber criticar com elevação, respeitando o adversário e rebater, também, com elevação as críticas feitas.
      Ser político não deverá ser sinónimo de falta de ética, honra e de respeito – o “povo” tem dignidade e é livre de pensar.

      “A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens. Nada a iguala,nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nosseus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida.” Cervantes

      Tristes daqueles a quem o que lhes sobra em ignomínia lhes falta em sabedoria.

      Pela Liberdade; Continue a “guerra”

      • Guerra Junqueiro

        “A força fez os primeiros escravos, a sua cobardia perpetuou-os”. Não podemos deixar passar em claro e impunes as facadas que o poder instalado está a dar na Democracia e na Liberdade.
        “Haverá alturas em que nada podemos fazer para impedir a injustiça mas nunca poderá haver uma altura em que desistimos de protestar”. Sim Oliveira_livre, que a “guerra” continue. Bem vindo à “frente de batalha”.

        Cumprimentos
        Guerra Junqueiro

  • Envergonhado

    valverde
    Quem deitou os panfletos deve estar triste,pois devia querer que o programa fosse alterado para que uma certa dama entrasse na animação fazendo as acrobacias no varão.. e palhaços já não há no programa pois o Guerra está fora e os restantes palhaços foram todos para a Junta do Ervedal e Câmara. Deviam ter vergonha na cara e não falar dos outros. Era também para constar do programa hipismo, estando as montadas entregues a certas donzelas,mas fica para a próxima…. se não for antes …. Olhem os telhados de vidro….

  • Arguina

    Jornalismo ao nível da sarjeta.
    Vai-se buscar um assunto já explicado. Tenta-se contar a história de outra maneira. Tenta-se enredar o Joaquim Fernandes Marques nesta história, só para atacar o Alexandrino e o Sr. Lopes ser “colocado nos píncaros”.
    Peço-te uma coisa. Respeita a instituição ADN, os seus sócios e dirigentes. Respeita o Povo de Nogueira do Cravo.
    Se tinhas 100 mil euros para dar, porque não os deste na altura, quando eras diretor do Nogueira? Aliás, quantas vezes lá apareceste?
    A cada notícia perdes cada vez mais qualquer réstia de credibilidade.
    ÉS UM FRACASSO!
    Oh “Show Lopes” uns dias é contra que se dê dinheiro ao futebol, outros já é a favor que se enterrem 100 mil euros no futebol. Ganhe juízo!

    • Respeito

      Ó Arguina, sabes lá o que é respeito.
      Respeito é desligar o telefone na cara?
      Respeito é o ADN ficar sem 100 mil euros privados, sim porque aquele que a câmara lá meter é publico, e isso é falta de respeito para o resto dos Oliveirenses.
      O Lopes pode dar o dinheiro dele a quem bem entender, é dele, não é nosso.
      E o respeito pelo nosso dinheiro? Pois é Arguina, vai lá vender palha para Abrantes.

  • coitado

    Coitado. Se a cagança desse estrufego mail gido pagasse imposto estava o cofre cheio. Mas como tem o intestino grosso ligado ao cérebro e só lhe dá para a parvalheira anda aqui neste triste espectáculo.

    • Respeito

      Coitado, mas é de ti. Porque vieste para aqui assistir ao espectáculo? Para ver se te defendes? Quantos cêntimos, já deu o presidente do bolso dele? Não é do nosso bolso, do dele? Zero sobre zero, tudo dinheirinho que não lhe custou a ganhar, e ainda rebentou com aquele que o MA lá deixou e outro que era só recebe-lo tudo fruto do trabalho do Mário Alves.

  • Pedra

    Ó Arguina, ele interessa-se tanto pelo Nogueira como se interessou pela freguesia que por ele tinha caído. Quer dizer que só apoia o clube se fosse o presidente? Queria “comprar” a presidência para ter um palco? Como dizem e confirmo, o ano passado era vice e nunca lá pôs os pés e segundo o Joaquim a ajuda foi igual à deste ano: zero!
    Foi o presidente que não quis? Então valeu mais uma palavra do presidente do que os 100 000? e já agora, falar por falar, porque não fazer de conta que oferece 500 000?
    Para quem diz que é “para meia duzia de individuos darem uns pontapés e a maioria nem são de cá”.

    • Respeito

      Parece que até podia oferece 232000€ se aqueles socialistas que lhe estão a ferrar o cão, lhe pagassem o que lhe devem.

  • Zé do rio

    Zé do rio
    Respondo ao respeito,para lhe dizer que o chefe só é grande com o dinheiro dos outros,do dele nem um cêntimos,( foge mula). Faz festas com o dinheiro de todos nós. Porque não pagou ainda o resto da obra da SRE?,Porquê o Regente Agrícola ainda não deu o cheque(tudo m…da do mesmo saco)?Onde está essa honra,onde está a tal educação que lhes deram? Os ensinamentos de honra e vergonha passa por politiquices que um dia vão acabar.Onde nos leva tudo isto? Leva-nos a ter pouca confiança nesta gentinha.
    O que eles precisavam era do focinho bem malhado para ver se aprendem a ser homens de bem.Mas pensando bem nem corpo (pequeno demais) nem cara( rugoso até dizer chega)têm de jeito para malhar.

    • João dos cavalos

      Caro Zé do rio;

      A honra, a sensatez e a vergonha diluíram-se com a maioria.
      A falta de honra, sensatez e vergonha vão diluir a maioria.
      Vamos ver se o natal, é quando o homem quer?

  • Nogueirense

    Sr. António Lopes pare de meter a Associação Desportiva NOGUEIRENSE NAS SUAS GUERRAS POLÍTICAS.
    Fica-lhe mal.

    • Também Nogueirense

      A nossa Associação pelos vistos está em desgoverno, se tanto falas não interessa como mas é preciso esclarecer o que anda passar e sabes bem que aquilo anda a cheirar mal por causa da Politica, ou quando tiraram todos a foto publicada também aqui neste jornal estava tudo bem, não disses te nada. Só quando convém, o Alex e o Estrelo que se aguentem a m*rd* está para rebentar vamos ver nas mãos de qual deles.

    • Combate

      “Nogueirense”: Quem meteu o Nogueirense em “Guerras políticas” foi quem se foi meter onde não era chamado, pois, segundo disse, nem era sócio..! Se não era sócio qual é o incomodo que lhe pode causar a direcção? Não te preocupa que se tenham metido e tenham faltado ao respeito ao nosso presidente? Sabes bem que ele não gostou mesmo nada do que se passou, não sabes? Quem eu vi a fazer política foram os dois vereadores que andaram aí a fazer de “bombeiros”. Vira-te lá para quem fez o que não devia e deixa o SR.AL em paz.Tenho a certeza que o Nogueirense não sai a perder…

  • Combate

    O mal desta gente é, com a aflição, quererem jogar para canto.O que o Sr.AL disse na Assembleia, foi perguntar ao presidente da Câmara as respostas a uma série de afirmações que o Presidente da Câmara fez , numa entrevista ao Folha do Centro, para tentar denegrir. o AL.O Sr.presidente que diz que é claro e transparente e que não tem medo de ninguém já é a 2ª vez que não responde ao próprio, no local próprio, sobre as afirmações que fez. A saber: disse que anda falido e que há quem o ande a ajudar.O que é que nós Oliveirenses temos a ver com isso? Não é um problema pessoal? Porquê o presidente da Câmara chama esse assunto? É sabido que na área do PS os que se sentam lá, nos dias de assembleia,lhe devem 232 mil euros.Não os pagam porquê? Ele é o falido e os outros é que devem? Se o presidente disse numa entrevista que o andam a ajudar,porque não diz quem é? O homem só quer saber quem é para lhe agradecer! Não fica bem esse sentimento? Ofendem a honra das pessoas e , depois, são as pessoas é que andam a fazer nºs e fait divers? Não é uma vergonha ter desligado o telefone na cara de um homem como Joaquim Marques? Não foi uma ofensa a todos os sócios? Todos sabem que JM ficou indignado, muito, e que esteve para tomar medidas gravosas. O que o Lopes perguntou foi se desligar o telefone na cara de Joaquim Marques era um fait divers…É? Tanta coragem e não são capazes de assumir os actos.Não confundam o que não dá para confundir.Joaquim Marques convidou-o porquê e para quê? Queres ver que o homem não sabe o que quer..! Falem do que sabem.E não se enervem…que não vale a pena.Depois se verá quem são “as sérias” e as outras..!

  • Combate

    “Se era para me dizer isso não precisava de me ter ligado”…”Pumba” desligou…Qual chamada caída..? Falta de espinha e carácter é o que esta gente tem…Andaram o Ramalhete e o Nuno Ribeiro uma semana a “Juntar os cacos”..!

  • Guerra Junqueiro

    Não podia deixar sem resposta, quem evoca o trabalho, sem saber o que isso é.
    Leiam, se tiverem paciência.

    “Quem gosta de Oliveira do Hospital promove o que existe de bom e felizmente temos muito de que nos orgulhar.”

    Quem não promove o que existe de bom, não gosta de Oliveira do Hospital? O que é bom? O que não é bom?

    Felizmente temos muito de que nos orgulhar? Quem? De quê?

    “Sejamos claros. Quem desempenha cargos políticos tem que estar preparado para ser e
    saber ser criticado.”
    Ser e saber ser criticado? Pode clarificar.

    “Faz parte das regras do jogo, criticar e ser criticado.”
    Também pode criticar? É um jogo?

    “O que não faz parte das regras é a crítica sistemática através da calúnia e da falsidade.”
    Só faz parte das regras a calúnia e a falsidade, caso a critica não seja sistemática?

    “A crítica única e simplesmente direcionada para questões pessoais, sem argumentos válidos.”
    Onde estão essas questões pessoais e esses argumentos inválidos? Exemplos por favor.

    ”Criticar é fácil, qualquer pessoa o faz. Mas saber criticar de forma séria e construtiva já é algo que não faz parte da forma de estar de alguns.”
    Quem critica de forma séria e construtiva (ou não) com facilidade? É uma pessoa qualquer? Qual é a forma de estar dessas pessoas? Qual é a forma de estar das
    outras pessoas?

    “E por isso, começo a achar que há pessoas que já não devem viver no mesmo Concelho que eu vivo e vivia há 1 ano atrás.”
    Só agora é que deu conta!!! Vá-se orgulhando disso.

    “Hoje tudo serve para criticar. O que se faz e não se faz. O que se devia ter feito e o que ainda estará por fazer. É o vale tudo para aparecer e ser notícia!”
    Parece-me efectivamente que vive noutro mundo! E antes não era assim? Não vai continuar a ser assim no futuro? As únicas notícias pagas, recebem cheques da Câmara
    Municipal.

    “Fala-se agora de dívidas da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.”
    Sempre se falou das dívidas da Câmara Municipal, infelizmente só as está a ouvir
    agora. É bom que comece a clarificar essa mente.

    “Sabem qual é o valor da dívida contraída por este executivo socialista desde que
    entrou em 2009? Zero (0) cêntimos. Admirados? É isso mesmo. Este executivo não
    fez qualquer empréstimo. Pelo contrário, ainda tem amortizado anualmente os
    empréstimos que encontrou.”
    Contrair divida ou pedir emprestado? Que confusão vai nessa cabeça. Sabe que recorrer
    a empréstimo tem que pedir autorização aos deputados, na assembleia. Ficar a dever aos fornecedores, como no caso da água, dos esgotos, dos empreiteiros, só tem que informar e justificar na mesma assembleia. E sim, a divida aumentou. E o que mais faltava era não estarem a cumprir as responsabilidades bancárias que tão bem negociadas foram no passado pelo MA, e que se apressaram a trocar para a CCAM.

    “Algum dia viram o nome do Município de Oliveira do Hospital em alguma dessas listas de Municípios que têm de recorrer aos apoios financeiros de emergência, ou na lista de devedores?”
    Aos apoios financeiros de emergência, ainda não, mas com esta gestão rapidamente
    veremos. Está na lista de todos os credores anteriormente enunciados. Quer que lhe mostre alguns?

    “Pelo contrário, o Município de Oliveira do Hospital é sempre reconhecido pela
    sua situação financeira equilibrada e por ser dos Municípios que em menos tempo
    paga aos fornecedores.”
    Qual é o seu conceito de equilíbrio financeiro? Bastante diferente do que estávamos habituados.
    Menos tempo? 6 meses? 12 meses? Cartas de conforto? Avalizar empréstimos a direcções de associações para pagamento das obras camarárias? É este, o seu reconhecido valor da equilibrada situação financeira existente?

    “Agora parece que este executivo não faz obra.”
    Este executivo obra demais.

    “Mas alguns até aplaudiram algumas das muitas obras feitas por este executivo. Lembram-se dos quilómetros de estradas que foram requalificadas por esse
    Concelho fora? Passam lá todos os dias. Ainda agora terminou a obra de requalificação da estrada de Lourosa até ao limite do Concelho. E lembram-se de todos os caminhos e ruas que foram requalificadas em todas as freguesias? Eles estão lá.
    Outros, ainda as obras não estão feitas, e já as estão a aplaudir. Relativamente aos quilómetros de estrada requalificados, devia ler a Acta da Câmara de 06/08/2013 para
    saber a quem deviam agradecer e aplaudir. Terminou a requalificação da estrada de Lourosa, a do caminho para a quinta do Ferreira, a do caminho para a quinta do Prof Rogério. E também me lembro da requalificação dos passeios do Ervedal, eles estão lá, mas só metade. Foi meia requalificação.

    “Lembram-se da melhoria que este executivo fez ao nível das necessidades básicas
    dos Oliveirenses, com a execução de quilómetros de ampliações da rede de abastecimento de água e saneamento, obras essas que continuam no terreno em
    várias freguesias?”
    Lembro-me perfeitamente, para colmatar essas necessidades básicas da água e do saneamento, aplicou taxas e tarifas nunca vistas nem imaginadas. Aumento médio de 67%, entrada de mais dois milhões de euros por ano, ouvem-se queixas em todas as freguesias.

    “Lembram-se da autonomia financeira que nunca antes tinha sido dada às Juntas de Freguesia e que lhes permitiu realizar obras de reconhecido interesse que melhoraram as condições de vida das pessoas?”
    Quais obras? Os projectos prometidos, não passam disso. O presidente de Avô disse que
    era só chegarem “fogo à peça”, pois deixou para lá projectos “até vir a mulher da fava-rica”, para já veio uma jovem de 21 anos, esperemos que valha a pena tal coragem.

    “Lembram-se do investimento na educação, por exemplo, através da construção de
    um novo Centro Educativo em Nogueira do Cravo, ou dos vários investimentos nos
    parques Desportivos do Concelho?”
    O Centro Educativo de Nogueira do Cravo já é outro “Elefante Branco”, um mamarracho sem pés nem cabeça, vamos lembrar-nos dele durante muitos anos, especialmente para o manter, assim como os campos sintéticos de Lagares, Nogueira e Oliveira, que por enquanto a câmara ainda os vai custeando com o dinheiro de todos nós. Vamos ver no futuro. Não me esquecerei de o lembrar.

    “E do investimento nunca antes visto no apoio social a quem mais precisa?”

    Em quem? Em ti, que devias estar no ensino, caso tivesses lugar? Na 1ª Dama da Cordinha, que devia andar a tratar calos em vez de ser a directora de comunicação da
    ESTGOH? No irmão, que devia estar a acabar os estudos? No Director de Comunicação da Câmara que devia estar a trabalhar em vez de por lá se arrastar? Queres que escreva mais? Há por aí muito mais gente com apoio, e pelos vistos precisam.

    “Lembram-se de algum executivo municipal conseguir trazer, em tão pouco tempo, mais de 8 milhões de euros em fundos comunitários para o Concelho, os quais foram investidos de forma rigorosa e equilibrada em várias obras de interesse público?”
    Estas obras, são as mesmas que enunciou anteriormente? É que continuo sem saber quais são.

    “Lembram-se de ouvir falar em Oliveira do Hospital há vários anos atrás, na televisão ou noutros meios de comunicação, como acontece hoje? e pelas melhores razões? Alguém em tão pouco tempo conseguiu promover a imagem de Oliveira do Hospital por esse país fora? E ao contrário do que apregoam, as televisões vêm a Oliveira do Hospital, sem para isso lhes pagarem nada. E os mesmos que criticam, se ligarem a televisão, facilmente percebem que vários Municípios, de todas as cores partidárias, também querem ter e recebem estes programas de televisão.”
    Sim, essa praga arrasa os programas ao fim de semana, banalizando os próprios locais.
    Por isso é que as pessoas não vêem, optam por outras soluções. As pessoas ouvem e
    vêem num momento, e esquecem no seguinte, essa promoção vale zero. Por isso, é que as televisões deviam pagar para vir cá arranjar alguma coisa para passar nos écrans.

    “Lembram-se de ter as praias fluviais do Concelho com tanta gente, fruto de um grande trabalho de divulgação das mesmas por parte da Câmara Municipal e das respectivas Juntas de Freguesia, aliado à atribuição de bandeiras que reflectem a sua qualidade e são um chamariz para novos turistas?”
    Lembro-me de ter os rios todos limpos, bem melhor do que as actuais praias fluviais. Lutem pela limpeza dos rios e vão ver quanta praias fluviais bem melhor do que essas,
    há pelo concelho, só o Mondego arrasa, e parece que nem o conhecem.

    “E agora as chamadas “festas” são desculpa para tudo. Qualquer associação ou freguesia, que assim o deseje, já não pode realizar eventos culturais nem convívios,
    que lá vai mais uma festa! Curiosamente há 1 ano atrás essas festas serviram para os partidos da oposição fazerem política e lá comparecerem. Mas talvez daqui a 3 anos lá voltem!”
    Estou agora a saber, que os partidos da oposição comparecem e fazem política nos
    convívios e eventos culturais que as associações ou freguesias realizam.
    Esta é de morte. O que eu vejo é o Sr Presidente da Câmara e restante vereação a transformarem esses eventos em palcos promocionais ao “culto da imagem do querido líder”.

    “E questiono eu. Quais as “festas” com que querem acabar? É com a Expoh, que é feita com um investimento reduzido e promove o comércio, a indústria, o artesanato, a gastronomia do Concelho? É a Festa do Queijo, que é hoje uma marca do Concelho e que tal como a Expoh, traz milhares de pessoas a Oliveira do Hospital e dinamiza toda atividade comercial, hoteleira e de restauração do Concelho?”
    E respondo eu. As festas não são para acabar, são para redimensionar e direcionar
    no sentido exacto. Não é a mistura de grelos que têm feito sem nenhuns resultados
    práticos e objectivos, para além da despesa excessiva e da passerelle para o Sr Presidente, amigos e vereação. Os poucos milhares de pessoas que cá vieram, sem
    grandes alterações relativamente aos anos anteriores, apareceram para ouvir cantar e verem dançar os artistas. A dinamização que refere, não existe, é mentira, é falso. Então, a actividade hoteleira é tal, que não há um único hotel em Oliveira do Hospital.

    “Eu até percebo que os partidos da área do Governo queiram seguir o exemplo de acabar com escolas, freguesias, tribunais, centros de saúde e outros serviços, e por isso queiram acabar com tudo o que se faz no nosso Concelho.”
    Percebe você e percebeu o Sr Presidente, pois meteu os pés pelas mãos nas anexações das Freguesias, que o António Costa não queria com menos de 1000 pessoas. Não sabia
    o que queria para o ensino e o Mega-agrupamento tem mostrado e bem a razão de
    existir. No centro de saúde é o que se vê, e no tribunal, foi o que não se viu nem ouviu. E também já se esqueceu das promessas vãs que o Paulo Campos e o Sócrates lhe fizeram.

    “Mas promover Oliveira do Hospital, para alguns, é exclusivamente colocar fotos e comentários depreciativos sobre o nosso Concelho na comunicação social e nas redes sociais, fazendo disso a imagem do Concelho!”
    Tem piada, ainda não passou muito tempo, que o director de comunicação da Câmara, tirava fotografias a qualquer “cagalhão” que estivesse à beira da estrada,
    colocava no CBS e dizia que a culpa era do Mário Alves. Nesse tempo, isso era promover o concelho.
    Sigo atentamente a comunicação social local, e para além do culto da imagem do Sr Presidente, paga com erário publico feita na maior parte desses ditos meios de comunicação social, o único que noticia com isenção é o CBS, mostra a verdade, não disfarça a realidade.

    “Quem gosta de Oliveira do Hospital promove o que existe de bom e felizmente temos
    muito de que nos orgulhar. Por exemplo, seria um orgulho escrever que vivem num
    Concelho que foi galardoado com a honrosa menção de ser “Um dos melhores Municípios para Viver”. Mas é mais fácil criticar.”
    Eu tinha algum dinheiro num dos melhores bancos do País, o BES, não me serviu de nada criticar. Pergunto em que está melhor Oliveira do Hospital para quem lá vive ou quer viver, pois em comparação com o que já foi, e isso é que nos interessa, está inequivocamente pior.

    “Por isso, caras e caros Oliveirenses, é com mágoa que percebo que em Oliveira do Hospital a oposição ao Presidente da Câmara Municipal e ao seu executivo camarário, está resumida à crítica fácil e ao ataque pessoal, sem propostas nem ideias alternativas. Esqueceram-se rapidamente que, há 1 ano atrás, quase 8400 pessoas depositaram a sua confiança neste projeto autárquico e parece que não querem ver o óbvio. Criticar é fácil. Trabalhar é difícil e dá trabalho.
    Obrigado pela paciência e Boa leitura.”

    Estás enganado, lembramo-nos clara e perfeitamente que há um ano atrás teve quase 8400 votos. E também nos lembramos que fez tantas asneiras, que passado um ano, nada mais se ouve para além de fortes e merecidas críticas.
    São uns malandros estes Oliveirenses que só criticam, mas ao mesmo tempo, labutam arduamente sem se encostarem a bandeiras politicas, coisa que muitos não se podem gabar.
    E trabalhar não é difícil, nem dá trabalho, Dá prazer, elevação e respeito. Para muitos como eu, é um desporto.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

    • pombo

      Onde há pombos há merda. Por isso vê lá se ficas no pombal que é para não conspurcar muito isto.

      • Combate

        “pombo”:Mais m..da cagam aqueles que elegemos para a não fazer e para evitarem que outros a fizessem. Só que, é o que vemos. O pombo a que faz é à custa dele. Grave são os que a fazem à nossa custa. Na minha opinião quem se deu ao trabalho de fazer um comentário tão extenso reflectindo e desmontando, ponto por ponto, a propaganda comicieira do Senhor Adjunto do presidente, merecia outra atenção e respeito. Ainda que não fosse por ele, ao menos pelo Concelho e pela gestão dos nossos interesses comuns.

  • Egomania

    Estes senhores são egomaníacos. Estão convencidos que, de facto, são algo de especial. Mas então não estão fartos de lhe fazer propostas? Há 4 anos e meio, mais concretamente em Maio de 2010 a prioridade, e bem, era a ESTGOH. Falou-se que custarias 800 mil euros. Nunca a fizeram, já poucos duvidam que tem os dias contados. Não havia dinheiro era preciso apoios. Não se nega que foram feitas tentativas para resolver o problema. Só que, confrontados com a falta dos apoios, o que fizeram? Dois campos de futebol relvados..! É esta a prioridade?Houve dinheiro para a bola e não há dinheiro para o ensino superior..? Foi esta a melhor opção? Para o Centro de Nogueira, fecharam as escolas todas contra a vontade de pais e alunos. Mas pronto, ofereceram uns cobres gastou-se lá o dinheiro. No apoio social, então deviam estar calados. É dos concelhos onde menos se faz no apoio à família, especialmente aos mais carenciados. Recorrer aos fundos e fazer algumas obras é algum favor? Da gestão inteligente, da apresentação de projectos com o empenho do governo quais? Com o boquismo foleiro caíram no descrédito, ninguém os ouve ninguém lhes liga. Na festa do queijo cada dia há menos ovelhas genuínas, cada dia o verdadeiro queijo da serra morre. Veja-se o que diz a Paula Lameiras e bem, num vídeo do Seguro. Vende-se a surrapa ao lado do verdadeiro queijo, com a oposição e crítica e ameaça de boicote dos verdadeiros e genuínos pastores e queijeiros. Nada se faz para preservar. Conta é a festa com muita gente, alguns com transporte, almoço e dormida assegurada, só para fazer número. Pelos vistos querem que nos calemos e lhes batamos palmas…Não há pachorra: Mas no tempo do Mário Alves a Câmara não tinha os mesmos indicadores? Não devia quase nada. Por isso se endividou 5 milhões. Esta Câmara consegue fazer isso? Ou dá muito trabalho..?

  • Zé do rio

    Zé do rio
    Muito bem Guerra Junqueiro,ensine estes atrasados mentais, a escrever e a falar,que se cultivem. Ajudou-nos a perceber um pouco dos meandros do Município,e do que por lá se vai fazendo e arranjando. Foram viver para Oliveira,por gostarem tanto da sua terra.Algum deles devia ter uma sombra negra por essas bandas, que o não deixava viver bem na sua santa terrinha.
    Nota-se bem o espírito de gente má que são e no que estão a tornar o Concelho.O conselho que dou aos pombos,é… Caguem muita e basta que dê para tapar a boca destes falsos profetas.
    Estes senhores deviam ter uma conduta exemplar,mas cada dia que passa mais nojo metem,e pior estão a desempenhar os cargos para que foram eleitos. Não têm respeito por ninguém,são mesmo gentalha reles.

  • Zé do rio

    Zé do rio
    Combate muito bem assim é que é falar.
    O Alex não sabe dizer nada.Têm o 5º ano,2 anos de magistério primário e andou na IP3,Mangualde um ano e diz ser licenciado,para tal devia saber mais alguma coisita.É um pobre de espírito e louco.Que ponha as lunetas e veja como se escreve. E que dê mais atenção ao Concelho.

  • Zé do rio

    Zé do rio
    Isto está a ficar feio,mas tenham cautela há muito gente a saber demais e até video para ver. E olhem lá, iam ficar muito mal no figurino!. Não se estiquem.Deitem a bola baixa falem lá nos balneários e até ai muito cuidado pode aparecer alguém que vos ponha em sentido vocês já têm 60 anos ou mais. Já perderam o esplendor e o brilho,estão a ficar jarretas,com mania que são alguém.

    • gaita de foles

      Refere-se a uma produção audiovisual, onde a montagem foi imprescindível, ainda que pouco criativa em decupagem, sem elipses, e de uma abordagem narrativa pobre?

      O enredo até poderia ser instigante, mas peca pelos spoilers e o fio condutor perde-se na falta de carisma dos atores, contrapondo, inexplicavelmente, com o olhar desolado dos espectadores.

  • António Lopes

    Meus amigos e adversários: Em boa verdade, sobre este assunto do Nogueirense, penso já ter dito tudo às pessoas certas e nos locais indicados.Cada um que tire as suas ilações.Hoje quis dar-vos uma notícia de outro tipo.Tive o grato prazer de assistir e coordenar o encontro das duas frentes de um de dois túneis que esta noite,rigorosamente às 23,58 deste dia 27 de Setembro, acabámos a escavação.Foram dois tuneis de cerca de 500 m (487 e 490 m) para os SMAS de Viseu.Foram escavados à impressionate média de 150 m mês, apesar de 20% do traçado,serem em zonas alteradas(acidentes geológicos) e sem qualquer acidente. .A empresa chama-se Construgrafia e tem sede em Oliveira do Hospital.Quanto aos ordenados, não consta que tenha havido greves e ou reclamações… No intervalo das “maldicências” ainda vamos fazendo alguma coisa de útil e que nos dê satisfação. Para compensar certas desilusões.Uma palavra de reconhecimento à equipa que coordeno, verdadeiros heróis, com quem dá muito gozo trabalhar.

    • Guerra Junqueiro

      O meus sinceros parabéns, que evidentemente alargo a toda a equipa.
      Quem sabe, sabe, e por mais trabalho que dê trabalhar é uma felicidade ver os dignificantes resultados. Congratulo a sensatez de a ter sediado em Oliveira. Espero vê-la tomar o devido crescimento.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

  • Guerra Junqueiro

    Após ler os comentários, decidi colocar em baixo um trecho de Agostinho da Silva, foi escrito à mais de meio século, dirigido às forças politicas de então.
    Quem quiser, que leia e medite.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

    “Nenhum político deve esperar que lhe agradeçam ou sequer lhe reconheçam o que faz; no fim de contas era ele quem devia agradecer pela ocasião que lhe ofereceram os outros homens de pôr em jogo as suas qualidades e de eliminar, se puder, os seus defeitos; o seu ideal deveria ser o de passar anónimo e o de ver com olhar nem sequer indiferente mas agradecido que atribuam a outro o que ele próprio realizou; as tarefas lhe devem ser difíceis porque é o fácil o predilecto reino do Diabo; e se, no fim da jornada, reconhecer que não realizou qualquer sonho que por acaso tenha, console-o ter possibilitado a realização dos sonhos de muitos outros, que, por serem pequenos em âmbito, não eram talvez menores em intensidade, e é isto que verdadeiramente conta. Político não veio ao mundo para se satisfazer a si próprio: veio para se modelar, veio para se libertar do que lhe era inferior, e não representa num determinado campo senão o que devia ser feito por todos os homens, qualquer que seja a sua especialidade”.

    Agostinho da Silva, As Aproximações, “Fadiga Política”, 1960

  • Sócio confuso

    Sr Antonio Lopes, o senhor não sendo presidente acabou por ficar nesta direção como vice-presidente a semelhança do ano passado, numa lista aonde consta também o Dr. Ramalhete como vice-presidente. Além de continuar num lugar de destaque na A.D.N. Que lhe permite apoiar ou arranjar apoios financeiros para o clube, peço desculpa pela minha ingenuidade, não devia estar a trabalhar para unir estes “cacos” que este caso provocou, independentemente de quem tem razão?

  • António Lopes

    “Sócio Confuso”: O Senhor está um pouco ultrapassado.Os cacos foram todos juntos em tempo útil. Da minha parte, desde o momento em que fui convidado até ao momento em que tudo se serenou,fiz sempre o que me pareceu melhor para os interesses do Nogueirense.Se calhar, não fazer nada ou muito pouco,foi melhor a solução do momento.Enquanto deitei água na fervura,aconselhei outra solução e recomendei auscultar opiniões, podia ter posto gasolina na fogueira, dizendo que sim e feito promessas tentadoras.Só não o fiz por respeito ao Nogueirense e à sua massa associativa. A questão que deve ser colocada é porque incomodava ao Sr.Presidente da Câmara,a minha presença.Sendo certo que, não sendo o Senhor Presidente da Câmara sócio,não vejo a legitimidade de se imiscuir no processo. O problema é quando as pessoas que elegemos para dirigir os destinos do Concelho,se arrogam no direito de decidir tudo e por todos.Apoiar o Nogueirense ou qualquer outra colectividade é um dever de qualquer Câmara, não é um favor nem um capricho dos presidentes.Mal vai quando assim não se entende e assim não se comportam.Quanto aos apoios, cada um faz o que pode.Não consta que seja dos que faço menos.Os tempos não andam de feição. Promessas só costumo fazer as que posso cumprir. Solidário todos sabem que sou. O resto não é assunto para comentário de jornal.

  • leria

    Não fez nada como não fez no ano passado e era vice-presidente e o Nogueira esteve em risco de descer. Isto é só para fazer barulho como todas as notícias que aqui aparecem. É só Lopes e mais Lopes. Fotos para aqui e para ali. Parece a CARAS. Não faz nada e critica o apoio ao desporto mas depois diz que a câmara não faz mais que a obrigação. Deitar gasolina fazendo promessas tentadoras? então vir falar de 100000 euros não é falar de promessas? léria há muita!

  • Adjunto de ordens

    Ó “léria” O Senhor António Lopes, sabemos quem é. Também sabemos que já se solidarizou com este Concelho em mais de um milhão de euros.Tu, quem és? Nem o nome nos ofereces .Faço-te um desafio: Diz quanto estás disponível a doar ao Nogueirenses e a que horas e em que dia estás disposto a fazê-lo. Garanto-te que o Sr.AL é homem para cobrir a tua proposta. Prova para nós quem é o lérias,vale..? Explica lá: O SR .Joaquim Marques foi convidá-lo porquê? Sou lento. Não podias dar uma ajuda? Por acaso, por mero acaso, passei à porta de um restaurante hoje. Alí ao pé do cemitério. Sabes quem estava lá a jantar? Adivinha..? Não tens pena de ser tolinho..? O Alex meteu-se no assunto. Agora que indemnize o Nogueirense dos prejuízos. São cem mil. O Alex só tem de dizer se compensa ou não compensa. Com uma diferênça. O Alex é com o nosso. O Lopes é com o dele…

  • Grão-Mestre

    Há uma coisa que ninguém percebeu, ora se o Lopes queria doar 100 mil euros por que razão voltou com a palavra atrás?
    Se o espírito benemérito está tão presente, que priorize as instituições em detrimento das quezílias pessoais.
    Para ficar bem na foto digo que vou também oferecer 100 mil ao Oliveira, porém zanguei-me com o roupeiro e agora ele que dê eu dinheiro que eu tinha tão boa intenção de doar…
    Os verdadeiros beneméritos ajudam as pessoas e as instituições de forma abnegada e sem qualquer interesse secundário, muito menos se vêm vangloriar do que já ofereceram.

    • Da treta

      Grão-Mestre da treta;

      Já viste o Lopes vangloriar-se do que deu? Vejo é agradecerem-lhe.
      Quem te diz que não dá, ainda não o ouvi dizer que não vais dar. Se fosse eu, já não dava, quem não se sente, não é filho de boa gente, se os directores do ADN preferiram esta situação, deviam esquecer a ajuda do Lopes. Se fosse eu, distribuía os 100 mil por as restantes e antigas instituições do concelho.

  • treta

    Da treta. O lopes a vangloriar-se do que da? Nao! Nunca vi! Deve ser piada. Sabes quantos anos tem o nogueirense? Quando é que ele mostrou interesse? Aproveitar-se de um clube para as suas guerras?

  • Combate

    “Treta”: Nós percebemos o vosso problema. Mas o Lopes alguma vez mostrou interesse pelo Nogueirense? Não dizem que ele nem aparece..? Estou em condições de te garantir que foi para vice depois de muito pressionado pelo Alex. Fizeram um jantar na Cristina, em Aldeia,os três, para o “convencer”. Da maneira como falas até parece que foi o Lopes que pediu para ser presidente. Foi convidado na véspera, disse que não. Não lhe aceitaram o não. Ele sugeriu que falassem com o Alex, (porque já sabe como ele reage) para o clube não ser prejudicado, Falaram e foi o que se sabe. Aí claro, perante a ingerência e reagindo o Alex tal como se esperava,o Lopes não ia perder a oportunidade… “né”? É o Lopes que fala no que dá ou são vocês que têm medo do prestigio dele? Porque é que o presidente responde, quando lhe dizem que vão convidar o Lopes:”Ou ele ou eu”? O Lopes não aparece para não complicar as instituições. Até porque, querendo, como eleito pode ir onde quiser . Tenho assistido a muita gente a empurrá-lo para presidente. Ele diz sempre que não pode, Tanto medo porquê? Nunca o Mário Alves fez coisa semelhante e houve situações idênticas.Incluindo com o Nogueirense..! Fala do que sabes…

  • qual combate qual que

    Só te faltou dizer a frase que agora tanto repetes de forma coerente “volta Mário que estás perdoado”. Dizes as mentiras tantas vezes para ver se te convences ?

  • Combate

    Pois, com a democracia que o PS anda a vender, até o Secretário Geral puseram na rua,melhor aliado o Mário Alves não pode ter.Nunca no tempo do Mário Alves se viram estas poucas vergonhas.E não ouviste a frase” Sem retirar nada ao que lhe disse”,essa, tu, não ouviste..! Vai falando com o Povo , que anda muito contente…

  • Nogueirense

    Sr. António Lopes, vamos a coisas práticas!
    1. Páre de meter a Associação Desportiva Nogueirense nas suas guerras políticas. Tenha respeito pela Instituição.
    2. Sr. Lopes queria dar 100 mil euros, não arranje desculpas. Dê lá os 100 mil euros.
    3. Sr. Lopes, se quando era director do Nogueirense prometeu dar 10 mil euros, aproveite dê-os já!
    Mais vale dar já 10, do que 100 quando Deus quiser.
    4. Já agora com tanta generosidade e se desse os 5.000 que “agora não pode, que isto está mal”. Assim sim! É que era falar.

  • Pago Promessas

    Mas quem é o António Lopes no Nogueirense?
    Não me recordo de ter concretizado promessas;
    Nunca o vi a trabalhar como têm vindo a fazer um qualquer diretor da ADN;
    Vergonha é querer fazer duma promessa vã, um facto político.
    Se há tão boas intenções que PAGUE o que prometeu. Este é o verdadeiro espírito altruísta que ele vendeu ao eleitorado.

  • Combate

    Outra vez? Essas perguntas que fazeis, não deviam ser feitas a quem o convidou e a quem o “empurrou? O mal é alguns pensarem que o AL anda ao sabor da corrente e da vontade de alguns. Ele tem 30% do União da Madeira. Neste momento está em lugar de subida na 2ª liga. E contra factos..! Tratai da vossa vida e deixai a do homem. Desde que andais a tentar queima-lo já fez mil metros de túnel em Viseu e toda a gente lhe tira o chapéu.E vós, a darem-lhe corda. É como dizeis.Ele nem aparece..! Mesmo assim incomoda tanto? Porque é que o Alex o queria lá e agora não quer? Essa pergunta é que eu gostava de ver respondida? Ele prometeu o quê a quem? Ao que sei o Alex tentou empurra-lo e pediu 15. Não foram dez. Só que, o homem vai para onde ele quer.Não para onde o querem mandar..! Percebeste?

  • Desunião da Madeira

    Estamos a 3 de outubro e o “União da Madeira está em lugar de subida”, o campeonato do Lopes deve terminar antes dos finados!!!
    Os mil metros de túnel em Viseu vão tirar o chapéu a muita gente mas é para pedir dinheiro. Quero ver quem vai pagar esta obra e a “urgência” em querer finalizá-la em tão curto espaço de tempo. Não serão os consumidores do serviço de água e saneamento de Viseu?
    Também posso perguntar por que razão o Lopes queria o Alexandrino e agora não o quer? Mesmo assim incomoda tanto?