Alexandrino acusa PSD de tentar reabilitar “ditadura” de outros tempos no concelho

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital acusou ontem durante a Assembleia Municipal o PSD de estar a formar uma força que permita trazer de novo ao concelho aquilo que classificou como uma ditadura, alegadamente protagonizada pelo seu antecessor. O autarca, sem nunca referir o nome, dirigia-se aparentemente a Mário Alves que supostamente aponta como mentor da actual candidatura social-democrata às eleições de 1 de Outubro. Palavras que foram condenadas de imediato pelo eleito do PSD Rafael Costa.

“Assisto agora aqui que alguns deputados eleitos pelo PSD foram contra esse poder e que hoje juntam-se novamente como se fosse possível apagar a ditadura que houve sobre os presidentes de juntas de Freguesia ou das próprias associações. É esse é o ambiente que o PSD de Oliveira do Hospital tenta a todo o custo reabilitar com um mentor que é um homem do passado. Como se houvesse um pacto para que o concelho volte aos tempos dessa ditadura”, referiu o autarca, para quem o seu mandato fica marcado “de forma indelével” pelo objectivo de ajudar as pessoas.

“Esse foi o maior contributo entre um poder que existiu e que achava que o concelho era dele. São realmente grandes diferenças”, continuou, acusando ainda o seu antecessor de ter responsabilidades nos problemas que o concelho ainda enfrenta. “Depois de governarmos em tempos de vacas magras, outros há que tiveram à sua disposição, mas por inércia e por preguiça aguda nada conquistou para o nosso concelho. Hoje Oliveira do Hospital é um concelho de modernidade, com qualidade de vida e onde as pessoas gostam de viver”.

Sublinhando que “é um orgulho ver o prestígio que Oliveira do Hospital conquistou fora de portas”, nos seus mandatos, José Carlos considerou que a acção do seu antecessor fez com que o concelho se tivesse atrasado. “Porque o poder de um homem só que achava que o concelho era dele fez com que ficássemos trás irremediavelmente em muitas áreas. Nas vias de comunicação ainda hoje pagamos devido à conflitualidade do poder absoluto que tivemos aqui que não soube ou quis fazer com que este concelho ganhasse força negocial e fosse ouvido em Lisboa”, destacou, antes de rematar que esses tempos não voltarão. “Agora é tempo do progresso imparável, da transparência e do diálogo”, rematou.

As palavras não agradaram ao eleito social-democrata, Rafael Costa, que classificou aquela linguagem imprópria para uma Assembleia Municipal, frisando ainda que o executivo de José Carlos Alexandrino chegou a recrutar para sua equipa um elemento eleito pelo PSD. “O anterior executivo era tão bom ou tão mau que foram lá contratar um vereador do PSD”, defendeu Rafael Costa, fazendo ver ainda a José Carlos Alexandrino que não se pode referir a um jornal do concelho que dá algumas notícias que não lhe agradam como “pasquim”. “De qualquer maneira esse passado já foi julgado nas urnas, já lá vão oito anos, portanto, já vai sendo tempo de se preocupar mais com o presente e futuro do que com o passado”, sublinhou o social-democrata. O dito ‘mentor’ não passa de uma das ilusões do Sr. presidente que só vem confirmar que continua a sonhar com o seu antecessor. Devia deixar essa narrativa e começar a debater ideias e projectos com o seu adversário politico do PSD, João Paulo Albuquerque.

LEIA TAMBÉM

Nelo Silva é o candidato da coligação liderada pelo CDS à Bobadela

A coligação “Construir o Futuro”, liderada pelo CDS, e que integra o MPT e o …

Cooperativa Capital dos Frutos Silvestres, criada em Oliveira do Hospital, prevê produzir já este ano 100 toneladas de mirtilo e framboesa

Uma cooperativa de produtores de frutos silvestres prevê produzir este ano 100 toneladas de mirtilo …

  • António Lopes

    Num Concelho onde se exercem represálias a quem almoça ou toma um café com o Presidente de Assembleia Municipal, eleito com a maior maioria de sempre,falar-se em ditadura, dos outros, vale o quê?
    Senhor Presidente José Carlos Alexandrino Mendes: TENHA VERGONHA..! Tem moral para dar lições de liberdade ou democracia a alguém? Substituiram o eleito pelo Povo por um “fantoche” a quem o Povo sempre recusou a eleição e vêm falar em democracia? A sua..! Que nada tem a ver com democracia? Mas quem é que passou a conhecer Oliveira do Hospital melhor? Só se for os que se dedicam a coleccionar patacoadas de presidentes..! Aquela da selfie ao lado do António Costa, diz tudo..! Ao menos podia ter dito que o Costa tirou a selfie consigo. Não é o Senhor o centro de Mundo..?

  • Oliveira do Hospital

    Sr. António Lopes:

    Num Concelho onde se eliminam os comentários que não são abonatórios ao Ex-Presidente da Assembleia Municipal ou ao Diretor do Jornal, falar-se em ditadura dos outros vale o quê?
    Senhor Ex-Presidente da Assembleia Municipal, não foi o povo que o elegeu para presidir à Assembleia, o senhor sabe disso, sabe da Lei, tenha vergonha em insistir num assunto cuja legislação nega categoricamente aquilo que o Sr. Lopes aqui afirma.
    Não fosse José Carlos Alexandrino e o PS, acha mesmo que conseguiria o tal resultado histórico?

    • Vozes que não entram no céu

      Vamos ver as cenas do próximo capitulo.
      Espera-se que o “então” eleito Rodrigues Gonçalves se proponha a sufrágio.
      Sabem que já foram, mas garganta ainda têm.

  • António Lopes

    O José Carlos Alexandrino e o PS já eram candidatos há uns anos.Nunca lá chegaram..! Quanto aos comentários, há leis neste País.E regras de educação também.Por exemplo questionar-me no anonimato é uma delas..! O jornalista é responsável pelo que se escreve, não sou eu.Que eu saiba foi apagado um comentário que visava a vida pessoal de um candidato.A vida pessoal de cada um não é nem assunto de notícia nem de comentário.Porque se fosse, “só Deus sabe o abismo que anda dentro de cada um de nós”…Quanto à lei, não queira ensinar a missa ao vigário.O previsto no artº 46 nº2 da lei 169 /99, tem vários objectivos mas nunca aquele para que serviu, aqui. O presidente de Câmara pode governar em minoria.O da Assembleia não. O artº 46 é para permitir a formação de maiorias. Não é para “despedir” os independentes que não abdicam de o ser..! Esclarecido..? Quem foi o proposto para o cargo..? Argumentando não há problema que não se resolva.E isto de prometer o IC em todas as eleições e ficar sempre a amarelar.Isso é o quê? O António Costa não vinha em Março? Vem de burro? Mesmo que viesse já tinha chegado.Não decidiam no dia 1 de Abril? Mentirosos também devem ser eleitos..? Alguém exigiu alguma data…Vêm um micro cegam-se..! Depois, sai disto…

  • oculum

    oculum

    Focalizem.

    O presidente PS Alex andrino, dedicou uma parte do seu «discurso» na última Assembleia Municipal ao seu predecessor na presidência, Mário Alves – e 1/2 PSD – embora sem lhe citar o nome.

    E zurziu-lhe forte e feio talvez dentro daquela linha dos maiores trauliteiros do PS que às vezes dizem publicamente que «quem se mete com o PS, leva !»…

    Focalizem.

    Sendo Mário Alves – 1/2 PSD – o principal responsável pela fractura em dois que o PSD sofreu e da qual não consegue recuperar para a Autarquia, o presidente Alex andrino, nessa intervenção, atirou-o para o mundo frio das «almas penadas» como se Mário Alves andasse agora, por aí, a penar nas «trevas alaranjadas», para expiar esse seu «pecado» em ter dado decisiva contribuição para o PSD ter rachado a meio e, assim, ter proporcionado a vitória eleitoral ao PS nas autárquicas em 2009. Pois nem tanto, nem tanto.

    Focalizem.

    E quanto àquela intervenção desastrada e destravada, na mesma Assembleia Municipal, do «líder» do PS concelhio ? Que problema terá este homem, contra ele próprio, que só sabe berrar com os outros, que só sabe insultar os adversários ?? Depois, com tamanha exaltação, uma grande parte dos impropérios que lhe saem da boca (a espumar…) fazem o efeito de «boomerang» e regressam acertando-lhe na cara como se de bofetadas se tratassem. Pois, ele não nota que, na verdade, o homem não tem capacidade para perceber isso. É demasiado boçal.

    Focalizem.

    E é um tipo destes, o «líder» do PS local ! Va dé retro !

    Oculum