Alexandrino diz “sim” a nova candidatura pelo PS à Câmara Municipal

Depois de o líder do PS já ter anunciado a sua intenção de convidar o atual presidente da Câmara para uma recandidatura, ontem foi o próprio a mostrar-se disponível para “essa luta política”



“Se o PS me convidar para ser seu candidato estarei cá para essa luta política”. A afirmação foi proferida ontem à tarde pelo presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital quando participava na cerimónia de assinatura de protocolos e acordos de cooperação com a Junta de Freguesia e coletividades de Vila Franca da Beira e, onde não deixou sem resposta as recentes declarações proferidas pelo novo líder do PSD concelhio.

“Andam aí uns vendilhões do templo, uns homens novos da política nova no meu concelho que dizem que vão propor uma coisa nova, outra filosofia”, reagia assim o presidente da Câmara visivelmente insatisfeito com a postura assumida por aqueles que dizem que querem fazer “política de elevação”, mas que depois vão ter com as pessoas e presidentes de junta “com mentiras, dizendo que somos uma equipa fraca, como se eles tivessem uma equipa forte”. Uma ideia que Alexandrino logo deitou por terra, garantindo estar à frente de uma “equipa forte” que, apesar das dificuldades – Oliveira do Hospital tem menos três milhões de Euros do que em 2009”, frisou – “tem feito um grande trabalho à altura do concelho”.

Um trabalho a que o presidente da Câmara Municipal pretende dar continuidade, revelando-se ontem, e pela primeira vez publicamente, disponível para uma nova candidatura à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital pelo Partido Socialista.

“Fui um homem sempre frontal e sem medo da disputa eleitoral”, avisou José Carlos Alexandrino que, ainda em reação às declarações proferidas pelo novo presidente do PSD disse não ceder “a hipocrisias e em cantos de sereia de que vão fazer política limpa”.

Aos mesmos que defendem a “nova filosofia” para o concelho, Alexandrino lembrou que também estiveram no poder “e nunca os vi fazer nada para que o concelho se desenvolva”. “Alguns deveriam era ter vergonha”, enfatizou o presidente de Câmara, na certeza de que com a sua chegada à presidência da autarquia oliveirense deu início a uma forma diferente, em particular, no que respeita ao relacionamento com as Juntas de Freguesia, podendo os seus presidentes fazer obra “pela sua capacidade de trabalho, sem terem que estar condicionados pelo partido político por que foram eleitos. “Isto hoje é diferente no nosso concelho”, insistiu o autarca, apreciando a política de distribuição proporcional de verbas a cada uma das 21 juntas de freguesia possibilitando uma maior independência em relação à Câmara Municipal.

O anúncio da disponibilidade de José Carlos Alexandrino para uma recandidatura à Câmara Municipal surge quando falta pouco mais de um ano para o próximo ato eleitoral autárquico e , em jeito de clara resposta à intenção do líder do PS concelhio- José Francisco Rolo recandidata-se à presidência da Comissão Política do PS que vai a votos no dia 16 de junho – de convidar o atual presidente para aquele efeito. “É meu propósito renovar convite ao professor José Carlos Alexandrino”, referiu recentemente, em entrevista ao correiodabeiraserra.com, o líder do PS oliveirense consciente do “grande ganho autárquico” saído das eleições de 2009.

LEIA TAMBÉM

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …

VIV´Á REPÚBLICA ! Autor: João Dinis

Viv´ó 5 de Outubro, Dia da República !  Viv´ó Feriado do 5 de Outubro que …