Alunos da Secundária representam círculo de Coimbra em sessão nacional do Parlamento Jovem

Hugo Lopes, Nelson Nunes e Ana Luísa Costa são os três alunos da Escola Secundária de Oliveira do Hospital (ESOH) que, juntamente, com colegas das escolas secundárias Quinta das Flores, Colégio de São Teotónio e Infanta D.Maria, vão marcar presença na sessão nacional do Parlamento dos Jovens do Ensino Secundário, este ano alusivo às “Redes Sociais – Participação e Cidadania”.

Tal decorre da boa prestação dos alunos na sessão distrital realizada no passado dia 28 de fevereiro, no auditório do instituto Português da Juventude de Coimbra.

Para além de assegurar passagem à sessão nacional que acontece a 28 e 29 de maio na Assembleia da República, o aluno Hugo Lopes reuniu a preferência dos colegas na hora de escolha do porta voz. Do mesmo modo, também o projeto de recomendação para representar círculo de Coimbra foi o proposto pela Secundária oliveirense.

Boa prestação foi também a das alunas Mónica Marques e Rute Ferreira que irão representar o distrito de Coimbra na sessão nacional do concurso Euroscola, programa organizado pelo Parlamento Europeu e que decorre em articulação com o Parlamento dos jovens.

Ao nível do ensino básico, a Escola Secundária de Oliveira do Hospital esteve, uma vez mais na sessão distrital do Parlamento dos Jovens, realizado no dia 27 de fevereiro, no auditório da Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra. A iniciativa subordinada ao tema “Redes Sociais: Combate à Discriminação” foi participada por três alunos do 8º e 9º ano – Sebastião Barbosa, Cátia Peres (8ºA) e Maria João Andrade (9ºB) – foi acompanhada pelo deputado da Assembleia da República, Rui Duarte.

De acordo com os docentes responsáveis pelo Clube Europeu da ESOH – Célia Lourenço, Fátima Couceiro, Luísa Azêdo e Norberto Almeida – todos os deputados revelaram grande entusiasmo pelo programa do Parlamento dos Jovens, quer na sessão escolar, quer na sessão distrital, bem como as alunas concorrentes ao concurso Euroscola, manifestando sempre empenhamento e colaboração ativa nos trabalhos desenvolvidos.

Apesar de este ano os deputados do ensino básico não estarem presentes na sessão nacional, os docentes fazem um balanço “muito positivo”, porque “esta é uma excelente oportunidade que é dada aos nossos jovens de conviverem com os seus pares, de exercitarem as normas da democracia e de se enriquecerem através da experiência e do debate, desenvolvendo as capacidades de argumentação e de oratória, vivenciando, simultaneamente, as regras da cidadania ativa”.

LEIA TAMBÉM

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …

A escola ou a escolinha (?). Autor: António Ferro.

Durante várias décadas, fui assistindo às mudanças (algumas drásticas e escusadas) no sistema de ensino …