Amantes das motos invadem Góis

Amantes das motos invadem Góis

Centenas de pessoas estão concentradas na tarde de hoje, em Góis, esperando nas filas pela inscrição na 21.ª Concentração Mototurística, que se prolonga até domingo, informou uma fonte da organização. “Há muita adesão e as coisas estão animadas, com o bom tempo a ajudar neste primeiro dia”, disse à agência Lusa Jaime Garcia, presidente da assembleia geral do Góis Moto Clube, que promove o encontro de ‘motards’.

Nesta edição da Concentração Mototurística, os promotores esperam a presença de mais de 12 mil participantes, a que devem juntar-se milhares de visitantes, interessados num programa para diferentes públicos que inclui os concertos dos Xutos & Pontapés e Blind Zero, na sexta-feira e no sábado, respectivamente, além de outras bandas e DJ.

“Numa vila com dois mil habitantes, a sua população sobe nestes dias para 20 mil”, observou Jaime Garcia. Às 18h00, ainda havia “filas enormíssimas, com centenas de pessoas”, nas duas entradas da iniciativa, cujo recinto inclui estacionamento e áreas para acampar, na Quinta do Baião, junto ao rio Ceira.

Na compra dos bilhetes, ao preço de 20 euros, os participantes são convidados a aderirem a uma campanha de apoio aos Bombeiros Voluntários de Góis, pagando mais um euro, o que lhes permite receberem um brinde na ocasião e habilitarem-se ao sorteio de dois prémios.

Além dos participantes inscritos na iniciativa, o concelho, à semelhança de anos anteriores, deverá registar neste período um acréscimo da afluência de turistas. A organização prevê que cerca de oito mil motas circulem, nas ruas de Góis, nos quatro dias concentração. No ano passado, segundo dados da Câmara Municipal, “mais de 25 mil visitantes de Portugal e do estrangeiro aceleraram em direcção à vila de Góis”.

A concentração termina, no domingo, com um passeio de 25 quilómetros que permitirá aos ‘motards’ conhecerem o património e as belezas naturais do concelho e do vale do Ceira. O programa coincide com as comemorações dos 900 anos da concessão do foral ao concelho de Góis.

 

LEIA TAMBÉM

Mistério do consumo de mais de 1300 litros de água por dia em casa desabitada em Andorinha continua e proprietários ainda não sabem se vão ter ou não de pagar

Câmara Municipal de Oliveira do Hospital facturou menos 40 mil euros de água para não onerar vítimas dos incêndios

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital facturou no último mês de Outubro menos 38.133 …

Voluntários da Ordem de Malta visitam vítimas dos incêndios em Oliveira do Hospital e ouvem críticas à actuação das autoridades e autarquia

Logo à entrada da Quinta da Porfía, Seixo da Beira, Oliveira do Hospital, os sinais …