Ana Abrunhosa e Alexandrino

Ana Abrunhosa visita Oliveira do Hospital para esclarecer Portugal2020

A Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, realiza amanhã, a convite do presidente da Autarquia José Carlos Alexandrino, uma visita oficial ao Município de Oliveira do Hospital e presidirá a uma sessão pública de esclarecimento sobre os apoios comunitários inseridos no programa PORTUGAL 2020. Este sistema de incentivos, recorde-se, vai permitir ao país o acesso a apoios no valor de 25 mil milhões de euros.

A sessão pública, que decorrerá às 16h15, no auditório da Casa da Cultura César Oliveira, tem como tema “Oportunidades de financiamento – PORTUGAL 2020” e pretende pretende dar a conhecer os apoios financeiros disponíveis para projectos de investimento no âmbito do PORTUGAL 2020 e é destinada a empresários e aos agentes do sector da economia social. Os candidatos podem fazer a sua inscrição online em http://goo.gl/forms/y31ONvI77h.

O Portugal 2020 é um acordo de parceria entre Portugal e a Comissão Europeia, que reúne a actuação dos cinco Fundos Europeus Estruturais e de Investimento – FEDER, Fundo de Coesão, FSE, FEADER e FEAMP – no qual se definem os princípios de programação que consagram a política de desenvolvimento económico, social e territorial para promover, em Portugal, entre 2014 e 2020.

“Estes princípios de programação estão alinhados com o Crescimento Inteligente, Sustentável e Inclusivo, prosseguindo a estratégia Europa 2020”, explica o portal destes apoios comunitários, adiantando que Portugal vai receber 25 mil milhões de euros até 2020, para tal definiu os Objectivos Temáticos para estimular o crescimento e a criação de Emprego, as intervenções necessárias para os concretizar e as realizações e os resultados esperados com estes financiamentos.

Os principais objectivos das políticas a prosseguir no Portugal2020 passam pelo estímulo à produção de bens e serviços transaccionáveis, incremento das exportações, Transferência de resultados do sistema científico para o tecido produtivo, cumprimento da escolaridade obrigatória até aos 18 anos, redução dos níveis de abandono escolar precoce, integração das pessoas em risco de pobreza e combate à exclusão social, promoção do desenvolvimento sustentável, numa óptica de eficiência no uso dos recursos, reforço da coesão territorial, particularmente nas cidades e em zonas de baixa densidade, bem como a racionalização, modernização e capacitação da Administração Pública.

 

LEIA TAMBÉM

CDU: “Julgamos demasiado sem vergonha utilizar uma inauguração pública para os candidatos de um partido [PS] se promoverem”

O candidato à Assembleia de Freguesia de União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …

João Brito atónito com “campanha eleitoral a favor do PS” por parte da Câmara ao aprovar hoje mais 10 subsídios a instituições

O vereador do PSD João Brito está atónito com aquilo que classifica de falta de …