Anoitecer em Alvôco. Autor: Alexandre Relvas

Anoitecer em Alvôco. Autor: Alexandre Relvas

Anoitecer em Alvôco. Autor: Alexandre Relvas

Anoitece;
Hás-de ver as estrelas e sentir-te em casa
Como se uma criança observasse o mundo.

As fábricas da noite iniciam-se
À medida que sol se vai pondo
Com o teu olhar apaixonando-se pelo céu,
Enquanto bebes do momento dos teus sentidos.

Depois, lentamente colocar-te-ás entre as entrelinhas do céu;
Saberás que há mais luz no escuro da noite do que em Paris
E a tua alma caminha entre as pontes do mundo.

A faísca da tua existência
É, agora, um espetáculo de fogo de artifício
E ouvirás, neste anoitecer, uma grande exclamação: ah!

Anoitece, tranquilamente e ao sabor da natureza
Aqui, em Alvôco.

LEIA TAMBÉM

Município de Oliveira do Hospital volta a ser distinguido como amigo das famílias

Oliveira do Hospital volta a estar entre os setenta municípios que foram distinguidos por adoptarem …

A recompensa. Autor: Renato Nunes.

Todos os domingos, depois da missa matinal, os garotos lá da aldeia juntavam-se no clube …