António Costa afasta-se do Bloco e do PCP e aproxima-se do Livre

Rui Tavares, que lidera o Livre, foi convidado para o Congresso do PS, e António Costa, além de elogios, abriu-lhe a porta a um entendimento pós-eleitoral. Os socialista na viragem à esquerda em busca de votos e, viram costas ao BE e PCP, aceitando um alegado encontro à esquerda com o ex-bloquista.

O DN relata hoje que poderá ter sido forjado no passado fim-de-semana, a base para um ‘encontro’ de vontades de esquerda entre o partido de Rui Tavares e o PS de António Costa. O fundador do Livre, diz que há espaço para ouvir o PS, mas também todos os outros partidos. O entrave maior a um entendimento poderá estar na ideologia defendida pelo partido rosa: o Tratado Orçamental.

“O Tratado Orçamental e uma aberração do ponto de vista económico e de projecto europeu. Muita gente no Livre acha que este tratado não vai lá com leituras inteligentes ou novas leituras”, explica Rui Tavares ao DN.

António Costa, porém, neste aspecto assume uma posição de meio-termo. Na agenda para a Década lê-se que “sem pôr em causa as regras fundadoras da disciplina orçamental da União, Portugal deve acompanhar aqueles que defendem um leitura inteligente e flexível dessas regras”. E esta é uma posição inaceitável para o Partido Livre.

LEIA TAMBÉM

Bruno Amado ganha recurso e é confirmado como Presidente União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira

O presidente da União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira ganhou …

Líder parlamentar do PSD questiona António Costa sobre a reconstrução das casas afectadas pelos incêndios.

O líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, pediu ontem explicações ao primeiro-ministro sobre o reduzido número …

  • Politicalex

    É uma boa ideia.”Afasta-se” da maioria e fica “Livre” de problemas…Até porque, em Évora, só há uma vaga. Dificilmente não é ocupada antes das eleições…