“Aquele querido mês de Agosto” venceu em Buenos-Aires e vai aos Estados Unidos e Nova Zelândia

Depois de já ter recebido vários prémios internacionais, “Aquele querido mês de Agosto” saiu vencedor do Festival Internacional do Cinema Independente de Buenos Aires.

Realizado na Beira Serra, o documentário e ficção que tem como pano de fundo as festas de Verão foi lançado em 2008 em Portugal e já recebeu vários galardões internacionais como o prémio para Melhor Filme e o prémio FIPRESCI do Festival de Valdivia no Chile, Prémio da Crítica no Festival de São Paulo, no Brasil, e, mais recentemente, os prémios Lady Harimaguada de Prata e o Prémio José Rivero atribuído ao Melhor Novo Realizador no Festival de Cinema de Las Palmas, entre outros.

O filme, co-produzido pelo O Som e a Fúria e Shellac Sud, está ainda seleccionado para o Festival de Cinema de São Francisco, Festival de Cinema de Los Angeles, e os festivais de Cinema de Auckland e de Wellington, ambos na Nova Zelândia.

LEIA TAMBÉM

Cid Teles, a cigarra do Triste Fado: Possíveis influências. Autor Renato Nunes

Não é fácil identificar as influências de um indivíduo. Ainda assim, o estudo dos seus …

Cid Teles, a cigarra do Triste Fado: As origens. Autor: Renato Nunes

O poeta que inspira estas palavras nasceu em 8 de Março de 1911, em Tábua, …