ASAE apreende queijo Serra da Estrela falsificado no valor de 1.200 euros

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu mais de 1.612 rótulos e cerca de 50 quilos de queijo de ovelha, num valor estimado de 1200 euros, por usurpação da Denominação de Origem Protegida “Serra da Estrela”, indica um comunicado divulgado hoje.

A apreensão deveu-se à utilização do nome “serra da Estrela” em queijos cuja produção não reunia os requisitos necessários para essa certificação, quanto à origem da matéria-prima utilizada.

A investigação da ASAE detectou que um estabelecimento de produtos tradicionais no Porto comprou os queijos de ovelha de uma fábrica da zona centro e substituiu os rótulos de origem por outros, fazendo constar que a sua origem seria “serra da Estrela”. No estabelecimento foram apreendidos 500 rótulos de queijo da serra que seriam colocados nas próximas unidades.

Foi ainda detectado, segundo o comunicado, que a unidade de fabrico produzia queijos para um grupo de restaurantes em Lisboa, cujos rótulos ostentavam a denominação protegida.

LEIA TAMBÉM

Governo lança hoje financiamento de 36 milhões para recuperar floresta das áreas ardidas, sendo 4 milhões para o Pinhal Interior

O Governo lança hoje concursos faseados de apoio à floresta, por região do país, no …

À Boleia Autor: André Duarte Feiteira

O país da Maria, do Manuel, das cunhas e dos tachos! Autor: André Duarte Feiteira

Que bonito é Portugal! Um país à beira mar plantado, com um clima afortunado e …