Assalto à mão armada em Oliveira do Hospital

 

Dois homens munidos de caçadeiras surpreenderam esta manhã, cerca das 10h00, um indivíduo quando se dirigia de carro para Oliveira do Hospital.

De acordo com o relato da vítima junto da GNR de Oliveira do Hospital, o homem com idade na casa dos 50 anos foi intercetado na Estrada Municipal 502, junto ao cruzamento de Negrelos, por uma viatura onde seguia a dupla de assaltantes.

Ainda no interior do carro que conduzia desde o concelho de Tábua, o homem foi ameaçado pelos dois indivíduos que se encontravam munidos com caçadeiras, e obrigado a entregar o dinheiro que trazia consigo. Sem oferecer qualquer tipo de resistência, a vítima entregou uma quantia considerável de dinheiro – ainda não quantificada – situação que leva a supor que o homem estaria a ser seguido pela dupla, que já teria conhecimento de que se fazia acompanhar daquele montante.

O assalto à mão armada não se esgotou no roubo do dinheiro. A dupla de assaltantes que se terá deslocado até ao local do roubo em viatura furtada, colocou-se em fuga no carro da vítima. A viatura acabou por ser abandonada na mesma estrada alguns quilómetros mais à frente.

A GNR de Oliveira do Hospital tomou conta da ocorrência que está, por esta altura, a ser objeto de investigação por parte da diretoria do Centro da Polícia Judiciária.

Para além do assalto à mão armada ocorrido esta manhã, o concelho de Oliveira do Hospital ficou este fim de semana marcado pelo assalto ocorrido em três espaços da Zona Industrial. Em causa está um furto ocorrido cerca das 04h00 de sábado para domingo, que terá tido início no armazém de frutas Agostinho, com recurso a arrombamento da porta lateral de onde foi retirado um cofre para a vizinha fábrica Residence. Neste local, as tentativas para abrir o cofre revelaram-se infrutíferas, havendo porém a registar danos materiais e o furto de três máquinas fotográficas e um computador portátil.

As instalações da BLC3 também receberam a visita dos assaltantes, que acabaram por não retirar qualquer valor do seu interior. O assalto terá sido precedido pela desativação dos alarmes do armazém de frutas e da Residence. Acabou por ser o alarme da BLC3 a dar o alerta para a ocorrência.

Segundo apurou este diário digital, a GNR de Oliveira do Hospital ainda se deslocou ao local durante a noite, mas como os espaços se encontravam fechados não percecionou qualquer tipo de ocorrência.

Só na manhã de domingo, os proprietários se aperceberam do que tinha sucedido. A GNR tomou conta da ocorrência, que entrou no domínio da Polícia Judiciária.

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …