O presidente da Junta de Freguesia de Lagares da Beira, interveio na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, dia 30, para se insurgir contra as descargas de poluentes que vêm sendo feitas nos rios Cobral e Seia e que frequentemente têm sido denunciadas na comunicação social.

Assembleia Municipal aprova voto de repúdio à poluição nos rios Seia e Cobral

Imagem vazia padrãoRaul Costa disse que este “estado de coisas se mantém assim há muito tempo” e que com “coimas irrisórias se calhar o crime compensa”.

Alegando que estas descargas “são oriundas essencialmente de queijarias e agro-pecuárias” que, nalguns casos, estão “instaladas fora do concelho”, o autarca de Lagares da Beira avançou com uma proposta – aprovada por unanimidade – no sentido de que a Assembleia Municipal aprove “um voto de repúdio pela poluição dos nossos rios”, fazendo chegar aquela deliberação “às entidades competentes, nomeadamente ao Ministério do Ambiente, para consequentemente serem tomadas medidas que evitem situações destas no futuro”.

Na sua intervenção, o autarca do PS sublinhou ainda que a situação é tanto mais grave pelo facto de existirem captações de água para abastecimento humano feitas no leito destes rios.

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …