Assembleia Municipal reúne amanhã em sessão ordinária

Numa reunião, onde o período antes da ordem do dia deve ocupar grande parte dos trabalhos, a informação acerca da atividade e da situação financeira do município referente a 31 de janeiro de 2013 marca a entrada na ordem do dia da Assembleia Municipal.

Em causa está uma situação financeira que dá conta de um total de disponibilidades municipais superiores a 1,6 milhões de Euros e de uma despesa que se situa nos 5,9 milhões de Euros.

No conjunto da despesa, os empréstimo contraídos junto da CGD são os que continuam a representar a maior fatia da dívida na ordem dos 5 milhões de Euros. Os fornecedores e prestadores de serviços situam-se num segundo patamar, com um valor total para receber de 470.810, 62 Euros, sendo que a maior fatia (379. 935,82) é relativa ao serviço da Águas do Zêzere e Côa. Perto de 89 mil Euros da dívida do município são relativos a subsídios, estando os restantes 34.077, 94 Euros associados a parte nos empréstimos AMRPB. Na primeira sessão ordinária de 2013, os deputados são ainda chamados a autorizar a 1ª revisão ao Plano Plurianual de Investimento e ao Orçamento.

Em cima da mesa também vão estar assuntos como o subsídio à Obra D. Josefina da Fonseca, contrato de manutenção do elevador instalado na Casa da Criança Sarah Beirão, bem como os compromissos plurianuais. Sujeita à análise dos deputados vão estar, também, a nova configuração das NUT III, o regime Financeiro das Autarquias Locais e das Entidades Intermunicipais, a lei da reorganização administrativa do território das freguesias e a proposta de agregação de escolas.

Uma ordem de trabalhos extensa – nove pontos no total – que já faz adivinhar o prolongamento da reunião da Assembleia na madrugada de sábado 23 de fevereiro. Refira-se que em últimas reuniões daquele órgão, os trabalhos chegaram a ultrapassar as sete horas de sessão contínua.

LEIA TAMBÉM

Líder parlamentar do PSD questiona António Costa sobre a reconstrução das casas afectadas pelos incêndios.

O líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, pediu ontem explicações ao primeiro-ministro sobre o reduzido número …

Presidente da Câmara de Oliveira do Hospital garante verba ainda desconhecida para reconstrução das segundas habitações depois de questionado pelo vereador do PSD

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, disse hoje que …