Associação de Estudantes quer fazer da ESTGOH “uma escola melhor”

 

… numa sessão para a qual o correiodabeiraserra.com não foi convidado.

“Queremos passar uma imagem de união e de que somos cada vez mais fortes” anunciou Luís Pereira, o novo presidente da Associação de Estudantes, que – de acordo com informação disponibilizada a este diário digital pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital – deixou um forte apelo à congregação de esforços para “com a ajuda de todos, fazer uma escola melhor, dar melhores condições aos alunos e fazer sempre o melhor trabalho, contando com a ajuda do presidente da escola e da Câmara Municipal”.

Congratulando-se pelo empenho que verifica no grupo de jovens que assume os destinos da Associação de Estudantes e que “está preocupado em fazer trabalho para a comunidade e para o concelho”, a vereadora da Educação mostrou-se “convicta de que vão ter sucesso”. Frisando que a ESTGOH tem a “responsabilidade” cada vez maior de ser uma escola da Beira Serra e não apenas do concelho de Oliveira do Hospital, Graça Silva defendeu o dever de “estar cada vez mais voltados para a comunidade do concelho e dos concelhos vizinhos”, sugerindo à nova direção que dirija as iniciativas “aos jovens de Oliveira do Hospital mas também dos municípios vizinhos”. “É necessário trabalhar de mãos dadas para dar visibilidade à ESTGOH na região”, acrescentou, convidando estes alunos a participarem ativamente nos órgãos municipais onde têm assento.

Foi também esta a tónica da intervenção do presidente da ESTGOH, Carlos Veiga, que sustentou haver “uma esperança nesta equipa que eu saúdo com satisfação. A escola é sobretudo vossa e vocês têm de ser atores do vosso futuro”. O responsável entende ser importante “adotar a postura construtiva que tenho sentido” sendo que “há muito trabalho a fazer” incentivando esta direção a tomar posição nos órgãos onde estão representados na orgânica do Instituto Politécnico de Coimbra – “devem discutir com os vossos pares como iguais”, afirmou, apontando que esse “é o caminho”. “Temos de construir uma escola mais forte” sustentou o vice-presidente da autarquia, explicando que este é um “desafio que cabe aos órgãos diretivos, aos docentes e à associação de todos os estudantes da ESTGOH”.

José Francisco Rolo quis transmitir “palavras de incentivo e total apoio ao órgão que representa os estudantes” e frisou que “esta escola não é apenas uma instituição, a ESTGOH e toda a comunidade escolar é um dos pilares de desenvolvimento da região interior centro”. Lembrando que a escola está em funcionamento há 13 anos, o autarca reforçou que “está em Oliveira do Hospital e ninguém a tira de cá, mas tem de ser uma escola do interior da região Centro, de ligação aos centros do saber e instituições da economia social”.

Nesse sentido, a “Associação de Estudantes tem de ser arrojada e vestir a camisola da ESTGOH”, disse José Francisco Rolo, que também desafiou os estudantes a “envolverem-se totalmente em todas as janelas da comunidade”, acrescentando ainda que poderão “encontrar na Câmara Municipal um edifício de porta aberta e um presidente acolhedor e parceiro” na construção da solidez desta instituição de ensino que deve representar o compromisso do Estado de que o interior é, também, uma região do país onde tem de se investir.

LEIA TAMBÉM

Há mais Escolas – Há mais Alunos – no nosso Concelho para além da Sede do mega-Agrupamento na cidade. Autor: João Pedro Cruz

Aqui há dias, tivemos o Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital a anunciar …

EPTOLIVA brilha no projecto “Ciência na Escola”

A Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil (EPTOLIVA) garantiu a selecção a …