Aumento de combustíveis pode ser atenuado já a partir de segunda-feira

Aumento de combustíveis pode ser atenuado já a partir de segunda-feira

Os combustíveis aumentaram no primeiro dia do ano mais quatro cêntimos. O aumento refere-se à incorporação dos impostos da Contribuição para o Sector Rodoviário e da taxa de carbono (em 2,5 cêntimos e 1,5 cêntimos, respectivamente). Estas subidas poderão ser minimizadas com uma descida do gasóleo e da gasolina, prevista já a partir da próxima segunda-feira, devido à quebra continuada da cotação do petróleo e seus derivados nos mercados internacionais.

É que, depois de fechar 2014 com a maior queda anual desde 2008, o preço do petróleo iniciou 2015 em queda. O crescimento da produção na Rússia e no Iraque levou os preços para um novo mínimo de Maio de 2009, tanto em Londres, como em Nova Iorque.

A queda acentuada do preço da matéria-prima ocorre no dia em que foi divulgado que a produção russa e iraquiana atingiram os níveis mais elevados das últimas décadas. Na Rússia, a produção de petróleo cresceu 0,3% em Dezembro para um recorde da época pós-soviética (10,6 milhões de barris por dia), de acordo com dados da CDU-TEK, departamento do Ministério da Energia russo.

Já o Iraque exportou, no mesmo mês, 2,94 milhões de barris por dia, o nível mais elevado desde os anos 80, revelou esta sexta-feira, 2 de Janeiro, o porta-voz do ministro do Petróleo iraquiano. De acordo com os últimos dados da Agência Internacional de Energia, o Iraque e a Rússia foram responsáveis, em Novembro, por 15% de todo o fornecimento mundial de petróleo.

LEIA TAMBÉM

Ano de 2017 foi o melhor de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O ano de 2017 foi o melhor de sempre para a atividade turística no Centro …

PSA anuncia produção de carros de lazer na fábrica de Mangualde

Depois de ameaçar encerrar a produção em Portugal, o grupo francês PSA aumenta a pressão …