Autarquia de Nelas assina protocolo com termas que dá vantagens aos munícipes e promove o turismo

Autarquia de Nelas assina protocolo com termas que dá vantagens aos munícipes e promove turismo

A Câmara Municipal de Nelas e a Companhia das Águas Medicinais das Caldas da Felgueira, em Canas de Senhorim, assinaram um protocolo que pretende “estimular a cooperação no domínio dos tratamentos termais, saúde e Bem-Estar e abrangerá a prestação de serviços de Termas e SPA, para os naturais e residentes do Concelho de Nelas”.

O período de abrangência é toda a época termal com descontos conforme a data da realização dos tratamentos termais e programas termais de 7 a 14 dias. “Durante a época média/baixa o desconto de 50 por cento e na época alta será de 30 por cento. Será aplicada a Tabela de Contratualizados (20 por cento sobre preço normal), nos serviços de Bem-Estar, Estética e Beleza, sendo acumulável com o desconto do Iva (23 por cento) nos Dias Verdes”, refere a autarquia de Nelas em comunicado.

A Câmara de Nelas com a assinatura deste protoloco institucional pretende ainda “estimular o turismo local e promover a sua divulgação à população do concelho, permitindo desta forma o acesso facilitado a um serviço de saúde de maior qualidade”.

A utilização das águas das Caldas da Felgueira remonta ao início do século XIX, segundo a instituição, e o primeiro doente a curar os seus males através das águas foi o padre José Lourenço. O próprio mandou construir a primeira casa de habitação em Canas de Senhorim. Em 1818 era já um povoado de 13 fogos e 50 habitantes.

Até aqui o movimento era pouco, facto que se alterou com a vinda de imensas pessoas de várias regiões, sobretudo de Tondela e Gouveia, que tentavam encontrar naquelas águas as respostas aos seus problemas. Após várias tentativas falhadas para dar resposta à procura crescente da estância termal e aproveitando o reconhecimento das águas da Felgueira, pela Exposição Universal de Paris em 1867, e a abertura do caminho-de-ferro da Beira Alta, surgiu José Maria Marques Caldeira, que pediu e obteve a concessão da exploração das águas, formando-se assim a Companhia das Águas Medicinais das Caldas da Felgueira a 7 de Agosto de 1882. Em 1886 criou-se a Nova Companhia do Grande Hotel Club das Caldas da Felgueira.

 

LEIA TAMBÉM

Moléculas da cerveja desvendadas na Universidade de Aveiro

Fragrâncias frutadas, vegetais e aromas tostados ou a caramelo provenientes do lúpulo ou do malte. …

Costa assina despacho para iniciar pagamento das indemnizações das vítimas dos incêndios

O Primeiro-ministro assinou hoje um despacho para que se proceda ao pagamento das primeiras indemnizações aos …