Autárquicas 2009: Independentes negam “impropérios” e denunciam “incidentes deploráveis” na passagem por procissão

Começando por esclarecer que a caravana – apelidada de “caravana da vitória” – com que saiu para a rua no último domingo foi participada por 279 viaturas incluindo motas, um tractor TIR e automóveis, a candidatura “Oliveira do Hospital Sempre” nega – em comunicado enviado ao correiodabeiraserra.com – ter dirigido “impropérios” à caravana social-democrata.

“É de lamentar que, no comício de Nogueira do Cravo, o candidato imposto pelo PSD se tivesse referido, incorrectamente, a factos provocatórios por parte de elementos da nossa caravana. Tais actos nunca existiram, nunca nos podendo ser imputadas quaisquer responsabilidades”, refere a direcção de campanha da candidatura de José Carlos Mendes, acusando o PSD de querer “exclusivamente desviar as atenções do ocorrido nos incidentes deploráveis e condenáveis que a sua caravana provocou, em Nogueira do Cravo, aquando da passagem de uma procissão religiosa”.

Os independentes classificam a atitude de “inqualificável” e reveladora de “desespero e nervosismo”. “Para quem se gaba, permanentemente, de só dizer a verdade aos Oliveirenses mais uma vez se comprova a pouca dignidade e ética moral que o leva a ocultar factos e a manipular a verdade”, adianta o comunicado.

Sobre a caravana realizada na tarde de domingo, 4 de Outubro, a candidatura de José Carlos Mendes destaca a “grande capacidade de mobilização de várias centenas de pessoas”.

O projecto independente faz ainda questão de referir que, por ocasião do primeiro contacto com a caravana do “candidato imposto pelo PSD” em Avô, a caravana de José Carlos Mendes “tinha aproximadamente mais 50 por cento de intervenientes”. Segundo aquele comunicado a “onda de mudança é imparável”, já que “a campanha está em crescendo, notando-se uma mobilização que excede todas as expectativas”.

LEIA TAMBÉM

PS vence Assembleia Municipal e PSD fica com a maioria das Juntas de Freguesia

 

Com António Lopes como cabeça de cartaz, o PS foi também o partido mais votado para a Assembleia Municipal.

José Carlos Alexandrino é o novo presidente da Câmara de Oliveira do Hospital

O PS conseguiu hoje um feito que não se repetia desde 1989. Alexandrino devolveu a Câmara Municipal aos socialistas.