Basquetebol: Ovarense elimina Sampaense da Taça de Portugal

A Ovarense é a actual detentora do troféu e é uma das equipas mais marcantes no basquetebol nacional. No seu plantel, ainda que com alguns ausentes e outros lesionados, a equipa de Ovar tem jogadores de enorme experiência e valia, que conhecem o jogo em toda a sua plenitude e fazem-no com uma mestria assinalável.

Ao Sampaense, porque não era o favorito à vitória, competia lutar com todas as suas armas e pôr em campo o basquetebol eficaz que tinha mostrado até então. O jogo iniciou-se a um ritmo bastante elevado e com um equilíbrio evidente entre ambas as equipas.

Os primeiros minutos foram discutidos numa lógica de “ponto cá, ponto lá” com o marcador a registar várias mudanças de liderança. Nos minutos finais, a equipa da casa cometeu alguns “turn-overs” que permitiram à Ovarense sair vencedora dos primeiros 10 minutos por 20-27.

No segundo período, a história do jogo não foi muito diferente uma vez que a equipa do Sampaense continuou a dar muitas facilidades defensivas aos seus adversários na primeira parte do jogo.

A acrescentar a isso, algumas desatenções infantis dos beirões permitiram aos visitantes tirar partido da sua maior experiência e conseguiram ir para intervalo a vencer por 36-42.

No reatar do jogo, a Ovarense entrou mais forte e conseguiu dilatar um pouco mais a vantagem ao praticar um basquetebol inteligente e muito apoiado no seu jogador interior, que fez a maior parte dos pontos da sua equipa.

O jogo vai para o último período com o resultado favorável aos visitantes por 50-66. O último tempo foi, sem dúvida, o melhor de todo o jogo.

O Sampaense elevou o seu ritmo de jogo, deixou de oferecer brindes ao adversário e reagiu bem conseguindo estar a apenas 8 pontos de desvantagem, ainda com 6 minutos para jogar.

Mas como nestas coisas o estatuto é soberano, foi com mestria cirúrgica que a Ovarense se viu novamente na frente com vantagem folgada. O jogo terminou com o resultado de 74-87 e resume em si, a forma inteligente como duas equipas maduras conseguem vencer, com alguma naturalidade, uma equipa ainda um pouco inexperiente nas altas andanças do basquetebol nacional.

Ficou também explícito que a equipa do Sampaense, invicta em jogos do campeonato, tem de ser mais acutilante na sua defesa para garantir que o seu ataque seja produtivo. Não adianta marcar muito e depois no sentido contrário sofrer ainda mais.

Por: PNV

LEIA TAMBÉM

Gouveia recebe Campeonato Mundial Trial de motos

O Parque da Senhora dos Verdes, em Gouveia, vai receber, entre os dias 23 e …

Luís Mota voltou a vencer as 100 milhas do Oh Meu Deus – Ultra Trail Serra da Estrela

O atleta Luís Mota, do Clube do Benfica de Abrantes, venceu as 100 milhas do …