Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital assinalou 3.º aniversário

A Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital assinalou esta terça-feira, 10 de junho, o seu 3.º aniversário. O momento contou com casa cheia de utilizadores e amigos, que participaram nestas comemorações, que iniciaram com a apresentação do livro “O meu irmão vem aí” de Rita Alexandra Figueiredo, autora natural do concelho.

Um livro “muito peculiar e direcionado aos mais pequenos” como referiu a vereadora da Cultura, Graça Silva, dando conta que a promoção de iniciativas como esta vem ao encontro do que tem sido uma das apostas do executivo, na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital, “incidir nas atividades direcionadas para o público infantojuvenil”. “Tem sido este o objetivo nestes três anos: trazer muitos jovens leitores para que criem hábitos de leitura e vejam a Biblioteca Municipal, ao longo do seu crescimento, como um espaço de conhecimento”, acrescentou.

“O meu irmão vem aí” foi editado com a chancela da Chiado Editora que se fez representar por António José Silva e a apresentação da obra contou com a presença da autora e da ilustradora Diana Filipa Silva. Cristina Loureiro foi responsável por apresentar a autora de quem realçou que “este livro é o espelho da grandeza da simplicidade que impera na sua escrita”. Confessando que partilhava “um dia de dupla felicidade porque posso realizar o meu sonho de publicar um livro e é o aniversário do meu pai”, Rita Alexandra Figueiredo considerou que “não podia ser o melhor dia para lançar este livro que é de celebração da família” e que “pretende dissipar as dúvidas da chegada de um irmão”.

Congratulando a autora pela escrita de “um livro de grande simplicidade, que fala da família e dos sentimentos, e que é para dar a ler aos nossos filhos e netos”, o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino sublinhou a forte componente cultural existente no concelho e a elevada qualidade dos autores concelhios.

“Todos juntos fazemos um concelho diferente e Oliveira do Hospital tem uma riqueza extraordinária nas suas gentes”, afirmou o autarca que neste 3.º aniversário enalteceu o “trabalho que é feito” ao longo do ano na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital.

Outro momento alto destas comemorações foi a assinatura dos protocolos do projeto “Viver a Ler +” dirigido às instituições do concelho com valência de idosos e que visa a deslocação da Biblioteca, uma vez por mês, a estas instituições para deixar livros, revistas e jornais, e dinamizar atividades de promoção da leitura. Até ao momento 14 IPSS aderiram a este projeto o que é relevante da pertinência do mesmo. Um aspeto que foi valorizado pelo vereador da Ação Social, José Francisco Rolo que destacou “o esforço em levar a leitura às IPSS” deste “projeto meritório” que fomenta um envelhecimento ativo.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal o projeto “Viver a Ler +”, “mais do que levar leitura, é levar vida e um momento de novidade na rotina das instituições” e é parte “do que entendemos como educação e formação ativa ao longo da vida”.

O programa das comemorações completou-se com a atribuição de certificados aos habituais frequentadores das atividade promovidas na Biblioteca Municipal, carinhosamente chamados de “Amigos da Biblioteca” e com a distinção do melhor leitor das Bibliotecas Escolares no ano letivo 2013/2014 – Tatiana Quaresma da Escola da Cordinha (51 livros) – e dos melhores leitores da Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital nas três categorias: crianças, adolescentes e adultos – Mateus Ferreira Pires (126 livros); Andreia Nunes Dias (47 livros) e Cláudia Lemos Rodrigues (78 livros), respetivamente.

Neste último ano, a Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital registou mensalmente a entrada de 2 mil pessoas, entre utilizadores e participantes nas atividades. Dando cumprimento ao seu principal objetivo – a promoção da leitura – foram dinamizadas, por mês, uma média de 21 iniciativas, com particular destaque para as atividades dirigidas ao público infantil. De registar ainda que neste terceiro ano de atividade registaram-se perto de 170 novos leitores e foram requisitados 3 mil livros. No final da tarde foi promovido um concerto comemorativo do aniversário pela Banda Filarmónica Fidelidade de Aldeia das Dez.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …