BLC3 aposta em produção de cogumelos silvestres

 

A BLC3 prepara-se para, no decorrer deste ano, candidatar ao QREN, através do “Compete – Programa Operacional Factores de Competitividade”,um projeto biotecnológico destinado a explorar o potencial económico dos cogumelos silvestres nativos no ecossistema florestal da região interior.

Num trabalho conjunto com o Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra e a Voz da Natureza – uma empresa com atividade na área da investigação científica e tecnológica para o desenvolvimento de produtos inovadores, a BLC3 pretende fomentar, na região interior centro do país, a produção de inóculo de cogumelos silvestres nativos.

Paralelamente, outro dos objetivos do projeto passa por investigar as condições para a produção de trufas, fungos do solo que formam cogumelos subterrâneos, e cujo preço nos mercados internacionais pode chegar aos 500 Euros/Kg. Para levar por diante a nova aposta de valorização económica do território, a BLC3 propõe-se a avançar com um Centro de Micologia Aplicada.

Em nota de imprensa, a estrutura destinada a desenvolver a região interior Centro nota que “em Portugal o potencial industrial, económico e ambiental, associado aos cogumelos silvestres tem sido subvalorizado”, não apresentando por isso – ao contrário do que acontece em Espanha, França e Itália – “fluxos comerciais significativos nesta área que pode gerar atividades empresariais com elevado retorno económico”.

No sentido de inverter esta realidade, a BLC3 pretende através da nova aposta de base biotecnológica valorizar nos mercados internacionais a ampla diversidade de cogumelos silvestres “escondidos” no interior do país.

LEIA TAMBÉM

Ano de 2017 foi o melhor de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O ano de 2017 foi o melhor de sempre para a atividade turística no Centro …

PSA anuncia produção de carros de lazer na fábrica de Mangualde

Depois de ameaçar encerrar a produção em Portugal, o grupo francês PSA aumenta a pressão …