BLC3 premiada com o segundo lugar nacional nos Prémios Europeus de Promoção Empresarial

A BLC3 conquistou, dia 25 de junho, o segundo prémio europeu de Promoção Empresarial com o projeto “Bioeconomia e Smart Regions”, na categoria “Apoio ao desenvolvimento de mercados ecológicos e à eficiência de recursos”.

Os Prémios Europeus de Promoção Empresarial (European Enterprise Promotion Awards – EEPA) são uma iniciativa da Direção- Geral da Empresa e Indústria em colaboração com o IAPMEI, que visa distinguir as melhores práticas de promoção do empreendedorismo na Europa.

A 8ª edição contou com 53 candidaturas nacionais nas seis categorias apresentadas. O número de candidaturas apresentadas em Portugal, corresponde a 15% das candidaturas apresentadas a nível Europeu. O IAPMEI já distinguiu em Portugal mais de meia centena de projetos no âmbito desta iniciativa, três dos quais foram vencedores na final europeia do concurso.

A conquista do segundo prémio, “ é um reconhecimento e importante passo para a BLC3 e resulta de toda a sua estratégia e trabalho do departamento de Bioeconomia e de Apoio ao Tecido Económico”.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino acusa Governo de discriminação na ajuda pós-incêndios

O presidente da câmara de Oliveira do Hospital acusou o Governo de estar a discriminar …

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

  • Mais uma para conta

    Tanto investimento.
    Tanto milhão.
    Só conseguiu ser o 2º melhor dos Portugueses?
    Gostava de saber, em que lugar ficou da geral? E quanto gastam os que ganharam?
    Digam isso para a gente ter consciência de quanto andam aqui a mamar.

  • Marco Brito

    Boa noite a todos.

    Não sou natural de Oliveira do Hospital, mas falaram-me deste jornal e do que se passava aqui. Estou a passar por Oliveira do Hospital por me terem falado da zona do colcorinho, os mesmos que falaram deste jornal, e lembrei-me de vir ver os jornais locais online para conhecer mais da região. Este de facto foi o que me fez perder mais tempo, mas pela negativa.

    Perdi uns minutos a ver as notícias e a ler os comentários por curiosidade. Vi que os comentários eram feitos pelos mesmos e sem conteúdo interessante.

    Tenho vergonha que existam pessoas assim e no meu país, que parecem miúdos sem educação e que não têm trabalho nem nada para fazer. Também quero deixar um reparo para o jornal: sendo um jornal online e onde as crianças podem aceder facilmente, é incorreto deixa apresentar os conteúdos que aparecem e que não são exemplo para ninguém. Não sei como podem deixar isto acontecer.

    Mais me envergonha que vejo criticas a coisas positivas. Será que só damos valor ao mal e ao estrangeiro.

    Espero que melhor a cultura das pessoas que perdem tempo aqui para apenas a dizer mal, que o seu nível de educação cresça e seja um exemplo para os mais novos e que AS PESSOAS SE DEDIQUEM MAIS A TRABALHAR DO QUE A FALAR DOS OUTROS.

    Também deixo um comentário final ao Jornal. É necessário que os jornais façam mais o seu papel de informação e que não sejam apenas um local onde existe falta de respeito,
    falta de educação e se deixe que as pessoas que não têm nada para fazer critiquem tudo e todos.

    Cumprimentos,
    Marco Brito