BLC3 premiada com o segundo lugar nacional nos Prémios Europeus de Promoção Empresarial

A BLC3 conquistou, dia 25 de junho, o segundo prémio europeu de Promoção Empresarial com o projeto “Bioeconomia e Smart Regions”, na categoria “Apoio ao desenvolvimento de mercados ecológicos e à eficiência de recursos”.

Os Prémios Europeus de Promoção Empresarial (European Enterprise Promotion Awards – EEPA) são uma iniciativa da Direção- Geral da Empresa e Indústria em colaboração com o IAPMEI, que visa distinguir as melhores práticas de promoção do empreendedorismo na Europa.

A 8ª edição contou com 53 candidaturas nacionais nas seis categorias apresentadas. O número de candidaturas apresentadas em Portugal, corresponde a 15% das candidaturas apresentadas a nível Europeu. O IAPMEI já distinguiu em Portugal mais de meia centena de projetos no âmbito desta iniciativa, três dos quais foram vencedores na final europeia do concurso.

A conquista do segundo prémio, “ é um reconhecimento e importante passo para a BLC3 e resulta de toda a sua estratégia e trabalho do departamento de Bioeconomia e de Apoio ao Tecido Económico”.

LEIA TAMBÉM

Universidade de Coimbra aposta na folha de mirtilo para tratamento da Esclerosa Múltipla

Um projecto de investigação da Universidade de Coimbra aposta no potencial terapêutico da folha de …

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve 12 pessoas em Coimbra por suspeita de tráfico de droga

A Directoria do Centro da Polícia Judiciária anunciou hoje ter detido, na terça-feira, doze pessoas …

  • Mais uma para conta

    Tanto investimento.
    Tanto milhão.
    Só conseguiu ser o 2º melhor dos Portugueses?
    Gostava de saber, em que lugar ficou da geral? E quanto gastam os que ganharam?
    Digam isso para a gente ter consciência de quanto andam aqui a mamar.

  • Marco Brito

    Boa noite a todos.

    Não sou natural de Oliveira do Hospital, mas falaram-me deste jornal e do que se passava aqui. Estou a passar por Oliveira do Hospital por me terem falado da zona do colcorinho, os mesmos que falaram deste jornal, e lembrei-me de vir ver os jornais locais online para conhecer mais da região. Este de facto foi o que me fez perder mais tempo, mas pela negativa.

    Perdi uns minutos a ver as notícias e a ler os comentários por curiosidade. Vi que os comentários eram feitos pelos mesmos e sem conteúdo interessante.

    Tenho vergonha que existam pessoas assim e no meu país, que parecem miúdos sem educação e que não têm trabalho nem nada para fazer. Também quero deixar um reparo para o jornal: sendo um jornal online e onde as crianças podem aceder facilmente, é incorreto deixa apresentar os conteúdos que aparecem e que não são exemplo para ninguém. Não sei como podem deixar isto acontecer.

    Mais me envergonha que vejo criticas a coisas positivas. Será que só damos valor ao mal e ao estrangeiro.

    Espero que melhor a cultura das pessoas que perdem tempo aqui para apenas a dizer mal, que o seu nível de educação cresça e seja um exemplo para os mais novos e que AS PESSOAS SE DEDIQUEM MAIS A TRABALHAR DO QUE A FALAR DOS OUTROS.

    Também deixo um comentário final ao Jornal. É necessário que os jornais façam mais o seu papel de informação e que não sejam apenas um local onde existe falta de respeito,
    falta de educação e se deixe que as pessoas que não têm nada para fazer critiquem tudo e todos.

    Cumprimentos,
    Marco Brito