Bloco quer incluir vias da Serra da Estrela no quadro comunitário

O Bloco de Esquerda (BE) da Guarda defendeu hoje a inclusão dos Itinerários Complementares (IC) da Serra da Estrela nos investimentos a realizar no âmbito do quadro de apoio comunitário 2014-2020.

A Comissão Coordenadora Distrital do BE/Guarda exige, em comunicado, que o projeto de execução dos IC 6, 7 e 37 seja considerado “prioritário” em prol do desenvolvimento do território da Beira Serra e da Serra da Estrela.

No documento hoje enviado à agência Lusa, Marco Loureiro, coordenador distrital do BE, manifesta o seu desagrado pelo facto de o relatório do Grupo de Trabalho para as Infraestruturas de Elevado Valor Acrescentado não incluir a construção dos três IC, considerando que a decisão demonstra, “mais uma vez, a falta de compreensão dos sucessivos governos sobre a importância destes itinerários para o aumento da coesão territorial”.

“As populações destas regiões do interior merecem que as consecutivas promessas políticas, protagonizadas em vários períodos eleitorais, sejam de verdade cumpridas, possibilitando assim a criação de condições de crescimento e competitividade”, assinala o responsável.

A posição do BE/Guarda é tomada no dia em que o Movimento de Apoio à Construção dos Itinerários Complementares da Serra da Estrela (MAIS), acompanhado por autarcas e empresários da região, é recebido por todos os grupos parlamentares na Assembleia da República.

O MAIS pretende sensibilizar os partidos com assento parlamentar para que as vias da Serra da Estrela – IC6/IC7 (Oliveira do Hospital, Seia, Gouveia, Covilhã) e IC37 (Seia, Nelas, Viseu) – sejam “incluídas nas prioridades do Governo no âmbito do próximo quadro comunitário de apoio”.

lusa.pt

LEIA TAMBÉM

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …

Detidos incendiários em Viseu, Vouzela e Tondela

A Polícia Judiciária deteve um homem, de 41 anos, casado, servente de pedreiro, pela presumível …