Brás Garcia de Mascarenhas simulou sismo para testar plano de emergência

 

… um simulacro que correu “dentro dos objetivos previstos”.

Eram 11h30 da manhã quando no dia 10 de janeiro tocou o alarme na escola sede do Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas, em Oliveira do Hospital. Em causa estava a ocorrência de um sismo de 7,1 na escala de richter seguido de um incêndio de grandes proporções num dos blocos daquela unidade de ensino.

Tudo não passava de um ensaio para aferir a capacidade de resposta da escola a um desastre da natureza e que, segundo a direção da escola, “correu dentro dos objetivos previstos”. Logo aos primeiros abalos, foi acionado o Plano de Emergência e dado o alerta aos bombeiros que rapidamente acorreram ao local.

Todos os alunos se abrigaram em locais próprios (por debaixo de mesas), deslocando-se após os abalos ao ponto de encontro pré estabelecido, o campo de futebol. Demorou apenas quatro minutos e meio para que toda a comunidade escolar se encontrasse a salvo e os bombeiros tomassem conta da situação.

A realização de simulacro tem acontecido com regularidade na sede do Agrupamento Brás Garcia de Mascarenhas e faz parte do Plano de Emergência da escola no âmbito de “uma cultura de segurança”.

A direção da escola destaca a “imprescindível colaboração dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital”. Nesta matéria “têm tido um papel de relevo quer pela sua competência e rigor, quer pela pronta e incondicional resposta a todas as iniciativas que lhes são apresentadas por este agrupamento, no âmbito da emergência, da prevenção e da formação que a Escola tem levado a efeito”, refere o diretor Luís Ângelo.

LEIA TAMBÉM

Alunos da ESTGOH consideram “Oliveira do Hospital uma cidade acolhedora”

ESTGOH atrai 110 alunos na primeira fase de acesso ao ensino superior, curso de Gestão das Bioindústrias sem grande adesão

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) preencheu 110 das …

Amianto vai ser retirado da Escola Secundária de Oliveira do Hospital, oposição critica “timing”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital anunciou ontem que assinou um contrato de adjudicação …