Bruxelas prepara um “resgate brando” para Portugal sem o FMI

A Comissão Europeia está a preparar um segundo resgate a Portugal, prevendo um cenário em que o país tenha dificuldade em financiar-se nos mercados em meados de 2014, altura em que termina o actual programa de resgate da troika.

A informação é avançada pelo jornal espanhol El País que cita duas altas fontes comunitárias, segundo as quais Bruxelas já estará a negociar com Lisboa “uma linha de crédito de precaução”.

De acordo com o mesmo jornal, o dinheiro dessa linha de crédito virá do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEDE), o que significa que a avaliação do programa de ajuda será feita pelos dirigentes do MEDE e não pelo triunvirato FMI, Comissão Europeia e BCE.

Este “resgate brando”, como lhe chama o El País, implica condições, ou seja, mais cortes. O jornal espanhol avança, no entanto, que as medidas de austeridade a adoptar em Portugal serão menos exigentes do que as que foram aplicadas até agora.

Esta segunda ajuda permitiria ainda que o BCE pudesse reactivar a compra de dívida portuguesa, “um sinal de que a União Europeia não deixará cair um país que chegou aos limites da austeridade”, escreve o El País numa notícia assinada pelo seu correspondente em Bruxelas que lembra em primeira página a turbulenta semana política portuguesa, na qual o Governo de coligação esteve perto da ruptura total.

publico.pt

 

LEIA TAMBÉM

Carlos Peixoto reeleito líder da distrital do PSD/Guarda

O deputado Carlos Peixoto foi reeleito, no sábado, presidente da Comissão Política Distrital do PSD …

Altice garante não existir ninguém afectado pelos incêndios à espera de reposição das comunicações

O presidente da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, afirmou hoje que “não existe ninguém” nas regiões …