CF Oliveira do Hospital vai ter formação com os padrões Escola Academia Sporting

FC Oliveira do Hospital vai ter formação com padrões da Escola Academia Sporting

As camadas jovens do FC Oliveira do Hospital vão contar a partir da próxima temporada com uma capacidade de organização muito diferente da actual. O clube, juntamente com a autarquia, está a ultimar uma parceria com a Academia do Sporting Clube de Portugal que promete revolucionar a formação futebolística das crianças, entre os cinco e os 14 anos. Estes aspirantes a craques da bola vão receber os métodos de treino praticados na Escolas Academia Sporting, através de um acordo que está a dar os últimos passos. As reuniões entre as partes têm-se sucedido, com a coordenação de Albano Dinis por parte do Oliveira, e o presidente do clube, Paulo Figueira, espera assinar o protocolo já pela Páscoa. É a reestruturação completa da formação de um dos clubes mais representativos da cidade que vai contar esta temporada apenas com os escalões de traquinas, benjamins, infantis e iniciados.

Albano Dinis não tem dúvidas que esta parceria será uma mais-valia para Oliveira de Hospital. “Estamos a falar da melhor academia do mundo em termos de metodologia de formação”, conta. E será essa a metodologia a seguir. A partir do momento em que o acordo seja estabelecido nada se passará sem a prévia concordância da formação de Alvalade, com os métodos de treinos praticados enviados pela Coordenação Técnica leonina. Os técnicos do Oliveira do Hospital também terão de receber a formação adequada em Alcochete e só se foram aprovados poderão exercer funções, passando a um manual cuidadosamente elaborado e adaptado aos diversos escalões etários. Nada será feito ao acaso.

“Dificilmente se consegue outra organização, com excepção do Sporting e Benfica, com os termos de conhecimento nesta área. Têm tudo estudado ao pormenor. Não é por acaso que dali surgiram nomes que são conhecidos a nível mundial, incluindo o melhor jogador do mundo da actualidade”, continua Albano Dinis, para quem esta parceria irá servir de motivação para as crianças. Elas vão ter conhecimento que no apoio que é fornecido pelo Sporting se incluem visitas periódicas dos responsáveis leoninos a Oliveira e que estão em constante observação. “Além disso sabem que se mostrarem evolução a qualquer momento podem ser chamados para a Academia. Haverá ainda competições regulares orientadas pelo Sporting”, sublinha, este responsável, explicando que a nova estrutura estará também aberta a todos os jovens de fora do concelho que pretendam vir treinar para o clube.

Nestas parcerias, o emblema de Alvalade compromete-se a proporcionar, em diversos momentos da época, aos jovens atletas deslocações à Academia Sporting para realizar jogos, visitas ao Estádio José de Alvalade para assistir a jogos da Primeira Liga e “no final da época para jogarem no palco dos seus sonhos, perante os seus familiares”. O Sporting garante que para os jovens nada é impossível e que estas escolas já serviram de porta de entrada a 46 crianças nas equipas de competição do Sporting. “Esse é, de resto, um dos objectivos do projecto”, refere o clube leonino. “Mas no imediato, as vantagens do Oliveira do Hospital são claramente superiores, porque o Sporting só a médio prazo pode tirar partido desta parceria”, avisa Albano Dinis.

Mas para estabelecer o acordo existe uma série de condições que o Oliveira do Hospital terá cumprir. O Sporting exige, entre outras coisas, um campo de futebol de sete com relva natural ou sintética, balneários, um espaço para funcionamento de uma secretaria administrativa com ligação à internet e um local para os encarregados de educação. Os jovens têm ainda de utilizar o equipamento verde e branco que vem com um kit (de 75 euros), adquirido no início da temporada e que inclui a camisola Sporting, calção, dois pares de meias, saco desportivo, seguro e um cartão de atleta. “As coisas estão a correr bem. Estamos a trabalhar com os pés bem assentes na terra. Queremos formação de qualidade, não queremos ser apenas mais do mesmo. Isto é para ser visto de forma diferente”, conta o presidente do Oliveira, Paulo Figueira. E acredita que está será uma arma muito forte para potenciar um clube que já lançou jogadores como André Fontes ou Flávio que está nos espanhóis do Málaga.

 Foto: http://easalges.blogspot.pt

 

 

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …

  • Sportinguista

    Viva O SCP, que faz hoje 30 anos viu um Herói Nacional, mas também sportinguista ganhar a maratona.
    Uma das maiores alegrias da minha vida enquanto adepto desportivo. Inesquecível, a primeira medalha de ouro olímpica para Portugal. Inesquecível, ver a nossa bandeira subir ao mastro do estádio olímpico e ‘A Portuguesa’ entoada em Los Angeles. Seriam umas três da madrugada (hora portuguesa). Uma das madrugadas mais longas e mais gloriosas do desporto português.
    Sim, é verdade, disto já não há. Mas felizmente o Carlos Lopes encontra-se entre nós. E também o treinador dele, o professor Moniz Pereira. Campeões, um e outro.

    Era já madrugada e nós seguimos
    quilómetro a quilómetro a corrida
    Era já madrugada e nós corríamos
    com aquele que levava ao peito as quinas
    Era já madrugada e nós não víamos
    o loiro Menelau e as belas crinas
    dos imbatíveis cavalos do Atrida.

    Era só Carlos Lopes que nós víamos
    e com ele ganhámos a corrida
    aquela madrugada e toda a vida.

    Manuel Alegre