Câmara de Oliveira acusa autores de “carta aberta” de “aproveitamentos políticos”

O Centro Educativo de Nogueira do Cravo vai entrar em funcionamento no próximo dia 2 de setembro. A garantia é dada pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital num comunicado, onde associa os autores da “carta aberta” dirigida à vereadora da Educação à candidatura do PSD à autarquia e denuncia o seu intuito “político-partidário”.

“Fazer politiquice e atacar o executivo municipal”, é a leitura que a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital faz da carta aberta que encarregados de educação dos alunos de Santa Ovaia, Galizes e Senhor das Almas remeteram, esta semana, à vereadora da Educação com conhecimento da comunicação social e onde se queixavam de “falta de informação” relativamente à entrada em funcionamento do Centro Educativo de Nogueira do Cravo.

Em comunicado também dirigido à comunicação social, a autarquia oliveirense começa por estranhar a inexistência de qualquer assinatura na missiva dirigida à vereadora Graça Silva pelo que não tem dúvidas do “intuito político-partidário” – “lamenta-se e rejeita-se”, refere a autarquia – de uma carta que foi redigida “única e exclusivamente para fazer politiquice e atacar o executivo municipal”.

Sem qualquer hesitação em associar a “carta aberta” a “pessoas afetas à candidatura autárquica do PSD à Câmara Municipal”, o executivo condena o recurso a “instrumento de política partidária”, sem que tivesse havido a preocupação de “apurar a verdade dos factos, que será fácil de obter”. O município não tem dúvidas de que o objetivo foi “criar um incidente político enformado pela má fé a que este movimento tem vindo a habituar os oliveirenses”.

No mesmo comunicado, o executivo a que preside José Carlos Alexandrino sossega as famílias e professores com a certeza de que “os alunos passarão a beneficiar de um moderno Centro Educativo”. “Da parte do município tudo está planeado e programado para que o arranque do próximo ano letivo se processe com toda a normalidade e com um amplo envolvimento de todos os interessados”, assegura o município não deixando de, também, notar que o processo de constituição do mega agrupamento “atrasou os procedimentos do arranque do próximo ano letivo”.

Para evitar “aproveitamento políticos abusivos”, o município informa que o novo espaço vai funcionar, a partir do próximo dia 2 de setembro, com as valências de Complemento de Apoio à Família e Atividades de Tempos Livres e com refeições asseguradas. Um funcionamento que – conforme comunicado – “está de acordo com o calendário escolar que é fixado pelo Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital”.

Em causa está a abertura de um Centro Educativo que resulta de um investimento de um milhão e 250 mil Euros e que “representa um investimento na qualidade do ensino ministrado no município de Oliveira do Hospital, sendo o único Centro Educativo criado neste concelho”.

“Enquanto a política de alguns, poucos, é atacar o investimento feito na melhoria da qualidade da educação no concelho, a política da Câmara é continuar a investir na melhoria das condições pedagógicas e educativas”, sustenta ainda o município, voltando a lamentar a decisão da ex-DREC e do governo de extinguir quatro agrupamentos de Escolas e a Secundária “penalizando a qualidade educativa”.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino acusa Governo de discriminação na ajuda pós-incêndios

O presidente da câmara de Oliveira do Hospital acusou o Governo de estar a discriminar …

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

  • Guerra Junqueiro

    Sr. Presidente;

    Esta sua atitude cobarde de culpar quem não tem culpa, já há muito se tornou motivo de chacota.
    Identifique pelo menos uma pessoa que tenha tido aproveitamento politico.
    Os seus opositores, ao contrario de si, sabem estar.
    Eça de Queirós já há muito lhe dedicou umas linhas. Tomando como Governo, a sua gestão, assenta-lhe que nem uma luva: «A gargalhada nem é um raciocínio, nem um sentimento; não cria nada, destrói tudo, não responde por coisa alguma. E no entanto é o único comentário do mundo político em Portugal. Um Governo decreta? gargalhada. Reprime? gargalhada. Cai? gargalhada. E sempre esta política, liberal ou opressiva, terá em redor dela, sobre ela, envolvendo-a como a palpitação de asas de uma ave monstruosa, sempre, perpetuamente, vibrante, e cruel – a gargalhada!»

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • Guerra Junqueiro

    Sr. Presidente;

    Correu mal a reunião com os pais?
    Atirar culpas para cima de inocentes é vergonhoso. Todos são culpados menos a equipa camarária!!!
    Estou para ver que noticia vai aparecer.
    O mais triste Sr. Presidente, foi abandonar a reunião a meio e deixar a Drª Graça Silva sozinha, sem nada ter para dizer aos pais.
    Bem fez a mãe que perante tal cenário, se levantou, virou-vos as costas e abandonou a reunião.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

    • catarina

      fui eu…essa mae so disse verdade e o k senti!!! e isto n foi com ataque politico pk eu votei no sr presidente! mas só de saber k a ideia foi dele da escola ….já n voto mais…

      • sem comentarios

        E que tal a Dona Cristina, que queria o mega agrupamento?? E o estado, que mandou mexer em tudo o que esta feito? ja sabe, afinal quem mandou foi o alexandrino e nao o governo…

  • catarina

    ola muito boa tarde sr presidente, antes de mais lamento o facto de ter se deslocado á reunião de ontem e ter falado e na hora de ouvir ter se ausentado, não sabia que aquele projecto tinha sido ideia sua, da qual desculpe a minha sinceridade não gostei, esta é a minha opinião, acho que as nossas crianças eram muito mais felizes na antiga escola de galizes, não vejo o porque de a fechar, também não acho proveitoso “enfiar” 200 crianças num edifício, nem vejo quais os benefícios, disseram que estiveram sem almoçar para nos virem dar aquelas informações ontem, quais informações??? as mesmas que nos deram á 2 anos quando nos reuniram em galizes e disseram que em Setembro seguinte os nossos filhos já iriam pra nogueira? lamento dizer isto, mas votei em si na ultima campanha pois prometeu mt pelos jovens e crianças, eu não tenho nenhuma afinidade politica, que fique claro, apenas estou a manifestar a minha opinião como mãe que sou, a desculpa de fecharem a escola de galizes é não ter cantina? a de nogueira tbm não tem, espaço para ginástica? tanto quanto vi aquela apenas tem um exterior, ou seja, a mesma coisa que em galizes…ou seja, dinheiro gasto em nada…arquitectura moderna?! de que serve isso? que eu saiba a arquitectura não tem efeitos sobre a educação e felicidade dos miúdos… alguma vez pensaram em perguntar aos pais qual a opinião sobre a abertura dessa escola? não limitaram se a impor isso, não lhe disse pessoalmente tudo isto ontem pk infelizmente o sr presidente limitou se a falar, mas como se costuma dizer, se temos uma boca e duas orelhas, é para falarmos menos e ouvir mais, eu ouvi, ouvi, passado uma hora de ouvir nada, sai , pois acho ridícula a reunião de ontem em nogueira, se não tinham nada para nos dizer deviam ter feito o mesmo que fizeram estes 2 anos….o silêncio , esse silêncio que nos fez suspirar de alivio durante 2 anos pensando que afinal aquele projecto não iria para a frente….espero que pelo menos de uma próxima tenham o cuidado de prepararem uma reunião destas em que tantos pais se deslocaram pra ouvir….nada….aqui fica a minha opinião e critica construtiva! ah aqui fica a prova k não sao ataques politicos eu nem soube de carta nenhuma e sou mãe, e sou contra!!!

  • catarina

    250 mil euros???? meu Deus….mal empregado dinheiro….nem sei o que dizer com tanta barbaridade que aqui vem em cima….isso para mim é que é um ataque, um ataque cardíaco , pois com menos dinheiro teriam feito boas coisas pelo concelho….pelas crianças , pelos jovens como prometeram e…..olha viu se….

    • catarina

      enganei me falta 1 milhao…. xiça é mt dinheiro mal investido….

  • catarina

    http://www.unicef.pt/artigo.php?mid=18101111&m=2

    já agora leia estes artigos, depois já que não ouviu os pais convoque as crianças e pergunte a opinião delas sobre a nova escola!
    as crianças não mentem e também não tem interesses políticos, assim fica descartada essa hipótese ….enfim sinto me mal com isto tudo, sinto me indignada, só tenho pena que se fale tanto e depois na hora H poucos tenham coragem de dizer o que pensam, graças a Deus que não sou assim, pena é viver nesta sociedade em que tanta hipocrisia é o alimento do dia a dia…. mas nem que seja só eu a pensar assim, vou continuar honesta e digna…venha quem vier!