Câmara de Oliveira do Hospital demora 14 dias a pagar a fornecedores

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital está entre as 25 autarquias que melhor cumprem as suas obrigações junto dos fornecedores de bens e serviços.

Com um prazo médio de pagamento de 14 dias, Oliveira do Hospital é, no distrito de Coimbra, o segundo município com a melhor avaliação, ocupando o 24º lugar do ranking geral. O município oliveirense é apenas ultrapassado por Pampilhosa da Serra que surge, em quarto lugar da tabela geral, com um prazo médio de pagamento de 4 dias.

Os dados que constam da lista do Prazo Médio de Pagamento Registado por Município à data de 31 de dezembro de 2010, divulgada pela Direção Geral das Autarquias Locais, revelam ainda que o município de Tábua e Arganil demoram 196 e 121 dias a liquidar as contas, respetivamente, enquanto que o Góis salda os compromissos aos 40 dias.

Numa lista em que o município de Porto Santo é identificado como o pior pagador – demora 1228 dias a pagar, contra os 151 verificados no final de 2009 – e Alcoutim como o melhor – mantém a média de três dias identificada em 2009 – destaque ainda para a prestação do vizinho município de Seia que apresenta um prazo médio de pagamento de 276 dias. Nelas situa-se nos 169 dias e Gouveia nos 107.

Da análise aos números divulgados pela Direcção Geral das Autarquias Locais, é possível ainda constatar um aumento do prazo médio de pagamentos por parte das Câmaras Municipais. Passou de 86 dias em 31 de dezembro de 2009, para 112 no período homólogo de 2010.

Conheça aqui a lista completa.

LEIA TAMBÉM

Mistério do consumo de mais de 1300 litros de água por dia em casa desabitada em Andorinha continua e proprietários ainda não sabem se vão ter ou não de pagar

Câmara Municipal de Oliveira do Hospital facturou menos 40 mil euros de água para não onerar vítimas dos incêndios

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital facturou no último mês de Outubro menos 38.133 …

Voluntários da Ordem de Malta visitam vítimas dos incêndios em Oliveira do Hospital e ouvem críticas à actuação das autoridades e autarquia

Logo à entrada da Quinta da Porfía, Seixo da Beira, Oliveira do Hospital, os sinais …