Câmara de Oliveira do Hospital dispensa funcionários na tarde de sexta-feira

 

O município de Oliveira do Hospital não vai seguir o exemplo do governo no que respeita à não concessão de tolerância de ponto aos funcionários públicos na época natalícia.

Amanhã, os serviços municipais só vão estar em funcionamento no período da manhã, até às 12h30, hora a partir da qual decorrerá o almoço de Natal com os cerca de 280 funcionários da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da autarquia já justificou a tolerância de ponto na tarde de 23 de dezembro com o facto de o almoço de Natal decorrer até cerca das 15h00, pelo que não “fazia sentido que  viessem trabalhar apenas uma hora”.

“Havia um prejuízo para a Câmara, pois o custo para reativar a atividade – desde os aquecimentos aos computadores – seria superior ao resultado obtido em termos de trabalho”, justificou José Carlos Alexandrino que também encara a medida de estímulo aos funcionários públicos que, como referiu, não “contribuíram para o descalabro do país”.

Do mesmo modo assegura que também a Câmara Municipal, que “tem estabilidade financeira”, não tem responsabilidades no estado em que o país se encontra.

A par do município de Oliveira do Hospital, são várias as autarquias que, um pouco por todo o país concedem tolerância de ponto aos funcionários nesta época festiva.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino acusa Governo de discriminação na ajuda pós-incêndios

O presidente da câmara de Oliveira do Hospital acusou o Governo de estar a discriminar …

Presidente da CM de Oliveira do Hospital indignado por FPF esquecer Coimbra e quer jogo de solidariedade da selecção naquela cidade

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, criticou a Federação Portuguesa …