Câmara e ADI dizem que a EXPOH teve "mais de 40 mil visitantes" e que foi um “êxito” económico.

Câmara e ADI dizem que a EXPOH teve “mais de 40 mil visitantes” e que foi um “êxito” económico.

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e a Agência de Desenvolvimento de Oliveira do Hospital garantem, num comunicado que a EXPOH teve um mais de 40 mil visitantes e constituiu um êxito.

“No último dia da maior feira regional do interior da região centro do país, e apesar das condições climatéricas não serem as melhores, entraram mais de 10 mil pessoas no Parque do Mandanelho para assistirem à transmissão directa, durante seis horas consecutivas, do popular programa televisivo da SIC – o Portugal em Festa – e ao concerto dos “Função Públika”. Foi um dia em que a EXPOH teve, pela primeira vez, três palcos em funcionamento”, referem os organizadores.

O último fim-de-semana “foi aliás o momento alto desta EXPOH, com o espectáculo musical de Quim Barreiros, na sexta-feira, a registar uma grande afluência de público”. “Na memória da feira ficará também o memorável concerto de sábado à noite, com casa cheia, que a prestigiada banda portuguesa – os The Gift – deu no palco principal da EXPOH”, frisa.

Com um cartaz “mais económico” e um orçamento” muito mais reduzido”, comparativamente às edições dos anos anteriores, a EXPOH 2014 primou por ter espectáculos dirigidos a diferentes públicos e também por alguma inovação musical, como foi por exemplo a presença do projecto musical “As 3 Marias”.

Sublinham ainda, em termos de promoção, as duas estações de televisão que vieram a Oliveira do Hospital no âmbito deste evento – a RTP, com o programa Verão Total, e a SIC através do Portugal em Festa – “asseguraram, sem qualquer contrapartida financeira, nove horas de transmissão directa em horário nobre e deram um contributo fundamental na mediatização de Oliveira do Hospital e da EXPOH”.

Economicamente, garantem, a EXPOH “também teve um balanço francamente positivo, não só em termos do volume de negócios que foi gerado no interior da feira como no exterior, provocando elevadas taxas de ocupação hoteleira no concelho e na própria região”. Na restauração, o impacto “ foi muito significativo e os empresários desta área de actividade revelaram-se surpreendidos com o que consideram ter sido um dos maiores picos de facturação do ano”.

O presidente do Município de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, e o presidente da ADI – Agência de Desenvolvimento de Oliveira do Hospital e Tábua, José Francisco Rolo, agradeceram “publicamente aos expositores, visitantes, associações culturais do concelho e a todos quantos contribuíram para que a 5ª edição da EXPOH se tenha novamente consagrado como um sucesso”.

 

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …

  • Deixem-nos andar

    É capaz de ter sido… e disseram para quem..? SEndo assim, já podem mandar os números que o Lopes pediu..! Ou não querem que o “sucesso” seja conhecido? Eles bem tentam fazer-nos a cabeça.É com avenças aos jornais é com “contratos de serviço” é aprovar uns números para as despesas e divulgarem outros et.etc.Quanto foi que aprovaram de subsídio à “ADI” para fazer a festa? o ano passado voltaram lá outra vez.Este vamos esperar para ver..! Com o roubo na água dá para tudo…

    • sms

      Oh “experte” tu que tudo sabes diz lá quanto foi o subsídio?

  • xpto

    Ocupação hoteleira? Em qual dos concelhos vizinhos?

  • Dá para Tudo

    Ontem, lá andava o Sr.Presidente, a Vereadora e o Vereador do Desporto, no carro da Câmara na Torre, na volta… Devem ter ido estudar a problemática da caixa toráxica e o volume da barriga da perna para lançar numa encubadora, da BLC, na politica do empreendorismo.