Câmara espera “milhares de pessoas” em todas as noites da EXPOH

São elevadas as expectativas que a Câmara Municipal centra em torno da EXPOH que, na 4ª edição, vai trazer Adriana Lua (27 de julho), David Carreira (28) e Tony Carreira (3 de Agosto) a Oliveira do Hospital. O objetivo é atrair “milhares de pessoas” em cada uma das noites – de 27 de julho a 4 de Agosto – e para isso a autarquia aposta num bilhete geral, em modelo de pulseira.

Ultrapassar o número de visitantes conseguido em 2012 – centrou-se nos 35 mil – é o desígnio maior da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, por esta altura, ultima os preparativos para mais uma edição da Mostra Regional de Oliveira do Hospital. Trata-se da EXPOH, um certame com a assinatura do atual executivo municipal e que desde 2010, tem possibilitado afirmar o nome do concelho como uma “marca”.

“Hoje Oliveira do Hospital é diferente de há quatro anos”, afirmou ontem o presidente da Câmara Municipal em conferência de imprensa destinada à apresentação do cartaz e daquelas que são as principais apostas da nova edição da EXPOH que vai ter lugar no Parque do Mandanelho entre 27 de julho e 4 de Agosto. José Carlos Alexandrino referia-se em particular à projeção que o certame tem conseguido dar ao concelho oliveirense e que, nos últimos quatro anos, bateu records no que a horas de televisão diz respeito. Contributos que o presidente considera determinantes para afirmar aquele que considera ser o “município mais importante deste interior” como uma “marca”.

Um propósito que também pesou na hora de preparação do cartaz da EXPOH, conhecida que é a vontade do município em atrair cada vez mais visitantes ao concelho. A escolha dos artistas não foi ao acaso”, confessou ontem o autarca, explicando que na contratação de Tony Carreira e do filho David Carreira e também de Adriana Lua e Quim Barreiros (31 de julho) atendeu-se ao “perfil do público alvo” e foi tida em conta a preocupação de atrair multidões a Oliveira do Hospital. “Acho que vão ser grandes noites e que vão trazer milhares de pessoas”, entende José Carlos Alexandrino, convencido de que os artistas convidados “vão ajudar a projetar a feira e a fazer com que seja a melhor de sempre”.

Para além de apostar em artistas conhecidos do panorama nacional, a Câmara Municipal decidiu este ano avançar com a venda de um bilhete geral no valor de 15 Euros – em modelo de pulseira – que possibilita o acesso às nove noites do certame. “Não tenho dúvidas de que teremos milhares de pessoas todas as noites e estou em crer que iremos ultrapassar os números do ano passado”, reforçou José Carlos Alexandrino.

“Um bom espaço para a família e para realizar negócios”

Expectativas elevadas de que também partilha o vice-presidente da autarquia que, num olhar pelas anteriores edições, não tem dúvidas de que a EXPOH é uma “aposta ganha”. “É uma marca forte e viva de Oliveira do Hospital”, afirmou José Francisco Rolo que lançando convite a toda a região para que visite a EXPOH destacou as mais valias do certame em matéria de “qualidade e diversidade dos expositores”, mas também no que respeita ao bom acolhimento que proporciona à famílias. “É um bom espaço para a família e para realizar negócios, porque esta é uma mostra das empresas, das indústrias, dos serviços e do comércio”, registou o responsável que do mesmo modo destacou a componente social, que vai ter visibilidade maior por via da realização de uma ação de recolha de bens alimentares a favor do Banco de Recursos Sociais.

À semelhança do que tem sido hábito em anteriores edições, a EXPOH vai igualmente conferir destaque particular aos grupos culturais concelhios, aos quais a organização reserva o palco 2 do certame. “O concelho é muito rico culturalmente”, justificou a vereadora da Cultura Graça Silva.

Melhorar e ao mesmo tempo reduzir custos foi o desafio maior do diretor da EXPOH que, a pouco mais de uma semana da abertura do certame, está certo da melhoria conseguida na capacidade de acolhimento de expositores, sem prejuízo para o público. Um trabalho que, explicou Francisco Rodrigues, teve sempre associada a preocupação de contenção ao nível dos custos. “Agora o que se espera é a resposta do público”, referiu o responsável que valoriza a preocupação tida em termos de animação cultural, por entender que é por aquela via que se “se consegue uma melhor feira” e “dinamizar a componente empresarial”.

Presentes na sessão de apresentação de mais uma edição da EXPOH, David Carreira e Adriana Lua deixaram garantias de grandes noites de espetáculo. “Podem acreditar que vai ser uma noite de muita alegria e muita festa”, referiu a brasileira Adriana Lua. A figurar num cartaz do qual já fez parte o irmão Mickael – em 2012 – e em que este ano surge ao lado do pai Tony, o jovem artista David Carreira espera “dar o máximo” a Oliveira do Hospital. Garantido está o “picanço” entre o filho e o “cota” assim se referiu o filho em relação ao pai – para ver quem consegue atrair mais gente à EXPOH.

O dia do emigrante fecha, a 4 de agosto, a EXPOH 2013. Uma iniciativa que é organizada em colaboração com a Rádio Boa Nova que, por esta altura, já dá como certa a transmissão direta de 12 horas via RDP Internacional para as comunidades

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino acusa Governo de discriminação na ajuda pós-incêndios

O presidente da câmara de Oliveira do Hospital acusou o Governo de estar a discriminar …

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

  • Mário Carvalho

    Milhares? Ou não serão antes milhões? É que nos anos anteriores estiveram sempre mais de 2 milhões de pessoas por cada ano de EXPOH. E com o cartaz deste ano, acho que ainda vão ser mais milhões de pessoas!