Autarquia coloca sábado em funcionamento o mercado municipal e central de camionagem de Oliveira do Hospital

Câmara leva a hasta pública direito de ocupação de instalações no Mercado Municipal

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital vai levar, no próximo dia 1 (pelas 10h00), a hasta pública a adjudicação do direito de ocupação de três instalações no mercado municipal. Trata-se, segundo a autarquia, dos quiosques denominados 1, 2 e 3, com valores de renda de 32,5 euros.

A autarquia explica que os espaços podem ser utilizados para vários fins, entre eles para comercio de produtos alimentares simples, preparados ou confeccionados, mercearia, flores e plantas, bem como papelaria e tabacaria, assim como produtos endógenos e artesanato. A Câmara reserva-se o direito de autorizar outros produtos.

A base de licitação para os espaços começa nos 162, 5 euros. Os vencedores ficam com uma concessão válida por cinco anos, renovável automaticamente por mais um. A autarquia avisa também que a concessão da licença de ocupação depende do pagamento do preço da arrematação no dia da realização da hasta pública, o que caso não aconteça poderá ficar sem efeito e o adjudicatário perder o direito ao espaço.

O renovado Mercado Municipal foi inaugurado oficialmente a 11 de Outubro. Mas desde essa altura algumas das lojas acabaram por ceder pouco tempo depois. A primeira baixa foi o quiosque se resolveu encerrar a actividade cerca de dois meses depois. Os comerciantes também têm apresentado algumas queixas sobre a capacidade de atracção e dinamização da estrutura. O próprio presidente José Carlos Alexandrino referiu por várias vezes que existem erros de concepção que se a obra fosse realizada actualmente “não existiriam”.

LEIA TAMBÉM

Primeiro-ministro vê nas biorefinarias uma “oportunidade” para aproveitar a floresta e elogia trabalho desenvolvido na BLC3

O primeiro-ministro destacou ontem na inauguração do Campus de Tecnologia e Inovação BLC3, em Oliveira do …

António Costa remete construção do IC6 para “quando haja condições financeiras”

O primeiro-ministro não se compromete com uma data para a construção do IC6 entre Tábua …

  • Está mal

    Vale mais sustentar um burro a pão de ló, do que ensinar alguns professores…

  • Festeiros MIlitantes

    E para moscas…É para o que as lojas do mercado têm estado vocacionadas..! O que eles andam a fazer ao nosso dinheiro..!