Denúncia do CBS leva Câmara de Oliveira do Hospital a reparar sanitário público que poderia estar a gastar mais de 5 mil euros mensais de água

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital mandou ontem, ao final da tarde, reparar o sanitário público situado junto ao Tribunal que tinha um autoclismo a deitar constantemente água para a sanita. Uma situação que poderia estar a desperdiçar mais de cinco mil euros de água mensais. A ordem de reparação surgiu pouco depois do CBS ter denunciado o caso que, segundo os comerciantes locais, já se encontrava naquele estado desde Maio ou Junho.

“Os funcionários da câmara chegaram ontem pouco depois das 17h30 e fizeram a reparação”, explicou ao CBS um dos comerciantes locais que não entende como é que a autarquia esteve ao longo de todos estes meses sem solucionar o problema. “Fizemos várias chamadas de atenção, mas nunca se importaram com isto e estamos a falar de vários meses em que se manteve esta situação. Como se demora cerca de oito meses a fazer uma reparação que demorou tão pouco tempo. Quanto não se poderia ter poupado?”, questiona.

Recorde-se que, pelas contas efectuadas pelo CBS, baseado no contador que trabalhava como um louco a contabilizar a torrente de água que corria para a sanita (http://correiodabeiraserra.com/agua-em-sanitario-publico-de-oliveira-do-hospital/), aquela casa de banho estaria a consumir acima dos 35 mil litros de água por dia. Mais de mil metros cúbicos por mês. Se este valor fosse cobrado pelo tarifário aplicado aos consumidores, a factura seria superior a cinco mil euros mensais.

“Agora imagine-se o que não foi gasto durante todos estes meses. Quanto isto não custou aos munícipes de Oliveira do Hospital?”, refere um outro comerciante, sublinhando que muitas vezes eram os próprios lojistas que iam lá fechar a torneira. “Mas aquilo durava só o tempo de vir alguém que utilizasse a casa de banho e abrisse novamente a torneira e não o voltasse a fechar. Nem era por descuido, porque qualquer utilizador parte do princípio que o autoclismo está a funcionar”, conta.

Das três casas de banho instaladas naquele local, recorde-se, apenas duas se encontram a funcionar. Uma delas agora com o autoclismo devidamente reparado. Mas uma terceira está, pelo menos, desde Dezembro, encerrada a aguardar precisamente que também o seu autoclismo seja reparado.

LEIA TAMBÉM

“CORO” DA HEGEMONIA PS NA CÂMARA E NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL ACTUOU DURANTE A EDIÇÃO 2018 DA EXPOH – OLIVEIRA DO HOSPITAL. Autor: João Dinis

Escrevo este “opinião” a 30 de Julho de 2018. Ontem à noite, fui a Oliveira …

Oliveira do Hospital fora dos estágios do PEPAL para as regiões afectadas pelos incêndios

O Governo anunciou ontem a abertura, na próxima segunda-feira, das candidaturas para estágios na administração …

  • Carlos Paredes

    Muito bem senhores jornalistas, evitaram que mais água fosse desperdiçada. O meu bem haja.

  • Paulo Mota

    Sanitário público
    “Considera que existe negligência por parte da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital na não reparação deste sanitário?”

    Não, a culpa é da virgem Maria!!! Para além de negligentes são incompetentes…

  • José Silva

    O jornalista é que abriu a torneira???
    Já lá passo à mais de meio anos e aquilo esteve sempre assim, até se ouvia o zunido do contador a rolar.
    Se não se consegue controlar uma torneira, como é que controlam a água do concelho? Como é que governam o concelho? Faço ideia. Quando acabarem com o dinheiro, dizem xau.

  • Rogério Carlos

    CBS à presidência…
    Pelo que dou conta, para se fazer alguma coisa em Oliveira, tem que ser através do CBS!!!
    E se a câmara não estorvar, ainda vão fazendo alguma coisa.
    Depois admiram-se que o Sr Lopes saiba mais daquilo com o olhos fechados de que aqueles artistas todos com eles abertos. Ainda ele cá não está a maior parte do tempo, pois se estivesse isto andava tudo a brilhar. Então aqueles que andam por aí a dar graxa ao cágado, escondiam-se lá dentro que só se viam entrar e sair, entravam em estado de hibernação.

  • Combate

    O Gozo é que há por aí uns ditos orgãos de comunicação, que vão recebendo para cantar hossanas.Para eles, a norma base do jornalismo, escrutinar o poder, não existe..! O CBS resolve mais que a vereação toda.Quanto poupou o CBS ao Concelho com esta notícia? Vá lá saber-se porquê, os Senhores Presidentes da Câmara não gostam do melhor vereador..! E quem foi o orgão de comunicação que levou uma “prendinha” de 20 mil..? Só não me disseram qual foi… mas apontaram.Eu andava a estranhar… de repente começaram a dar notícias “frescas” …e “boas”…

  • Combate

    Tomem lá esta pérola, com a devida vénia à Rádio Boa Nova:

    Gostava de deixar umas perguntas:
    Qual é a oposição que se opõe à equipa multidisciplinar?É à equipa ou a quem a anda a usar indevidamente?
    A ideia não era reduzir o déficit 400 mil? Então porquê sacrificar os Munícipes se o problema não é de preço é técnico(perdas)..?
    Com todo este “sucesso e preocupação” este autoclismo pertence à Câmara de Oliveira?

    Só um reparo: A Boa Nova também não sabe nada do autoclismo, a correr, durante estes meses todos!!!???

    “O município de Oliveira do Hospital fechou o ano de 2014 com uma redução em 50 por cento do défice no setor das águas e no saneamento, que passou de cerca de 1 milhão e 400 mil Euros para 750 mil Euros .
    A informação foi avançada, hoje, pelo presidente da Câmara Municipal em reunião pública do executivo, onde fez questão de fazer um balanço positivo do trabalho levado a cabo pela equipa multidisciplinar do setor das águas e do saneamento, muito
    contestada pela oposição.

    “Numa análise aos resultados obtidos, José Carlos Alexandrino atribui a redução do défice à recuperação conseguida pelas novas tarifas na ordem dos 340 mil Euros , bem como ao desvio das águas pluviais da rede de saneamento. No entender do autarca, os
    resultados conseguidos demonstram que “este é o caminho correto”.

    Satisfeito com a redução do défice na ordem dos 50 por cento, o autarca acredita que no decorrer deste ano seja possível uma diminuição semelhante, esperando que o défice se venha a fixar nos 350 mil Euros com uma maior monitorização da rede de água e de saneamento. “O que eu quero é que a Câmara neste setor seja sustentável”, referiu o autarca que espera que, num futuro próximo, as receitas provenientes das tarifas aplicadas aos municípios “não sejam fonte de lucro, mas também não sejam fonte de prejuízo”.

  • António Lopes

    Já alguém disse que o tempo é grande mestre.Aquando da discussão dos aumentos da água, em 28 de Dezembro de 2013,ainda presidente da AM, defendi os aumentos da água, posição que mantenho.
    Contudo, e pode constatar-se na página 30 e 31 da acta dessa assembleia, sugeri que se instalassem , primeiro, os cerca de 400 contadores projectados instalar, num conjunto de instituições, como escolas IPSSs, Bombeiros etc, que até então nada pagavam.Defendi que, devia, primeiro, saber-se os ganhos obtidos com essa medida , bem como com os trabalhos de vedação das condutas e desvios das águas pluviais, para, na posse destes dados, definir os aumentos a praticar.Como de costume, ninguém me deu ouvidos.
    Disse então que não era para demagogias, posição que também mantenho.Nesse mesmo dia, foi definida essa segunda prioridade de conseguir uma boa parte da redução de custos, 600 mil euros foi o valor avançado, através do trabalho da Equipa Multidisciplinar.A ser verdade o que o Senhor Presidente hoje afirmou(ele engana-se muito), de que a poupança já vai em 350 mil, só nos podemos regozijar e dar os parabéns, quer à Câmara, porque decidiu, quer à Equipa Multidisciplinar, que está a executar e, especialmente, ao seu coordenador Paulo Marques.
    Ao que não podemos dar os parabéns é à pressa manifestada em fazer os aumentos, sem se atender aos pressupostos que enunciei, e que seriam do mais elementar bom senso.
    Ao que não se pode dar os parabéns é à tentativa, costumeira e vezeira, de querer envolver trabalhadores da autarquia na discussão política, para a qual não foram eleitos, nem me consta que estejam muito interessados.Reclamo-me de ser um dos principais rostos da actual oposição.Não me recordo de alguma vez questionar um trabalhador da autarquia seja a que título for.Nunca me apercebi que alguém questionasse a Equipa Multidisciplinar pelo seu trabalho razão porque tenho alguma dificuldade em perceber esta maneira de fazer política.No Caso da Equipa Multidisciplinar encarregue de resolver este problema sempre manifestei a minha satisfação com o trabalho produzido.
    Ao que não dou os parabéns é à forma mal explicada como se envolveu nesta solução a BLC3 e nem à solução, aparentemente a mesma ou complementar, de um ajuste directo para apoiar esta equipa??? Tenho para mim, que ela se vira muito bem e que está preparada para dar conta do recado.
    Ao que não se dá os parabéns é à forma como as coisas acontecem.No caso o ajuste directo,foi feito a uma empresa acabada de formar, dizem-me com o objectivo especifico de “resolver o problema”!!! De notar, mais uma vez, que nada tenho contra a empresa em questão.Aliás não é a ela que tenho que fiscalizar.Tenho, é a quem lhe encomendou o trabalho.E essa é que é a questão e a oposição existente, que nada tem a ver com a Equipa Multidisciplinar.
    Ao que não se dá os parabéns é ao desrespeito pelo trabalho desta equipa, quando a negligência e o desinteresse deixa perder mil metros cúbicos de água, mês, num autoclismo que, não me consta, seja responsabilidade da Equipa Multidisciplinar..! E quantos mais há, assim , por esse Concelho fora?São eles a trabalhar e outros a esbanjar..?
    Ao que não se dá os parabéns, é a um aumento destes, nos preços, numa altura de dificuldades como esta. Sendo que, o aumento da água, afecta todas as famílias.Será isto o TUDO PELAS PESSOAS? Não havia outros sectores menos gravosos para fazer os aumentos?Ou , preferencialmente, cortar na despesa? Festa da abóbora para quê? O maior requeijão para quê?Estão envergonhados com a política de defesa do queijo da Serra? Se fosse eu, também estava.
    A política é uma arte nobre.Não é um escape nem para malabaristas nem para “Aprendizes de Feiticeiro”. Mais honestidade, mais trabalho, menos demagogia…

    • Continhas para cá

      Sim, sim Sr António Lopes, mas primeiro quero analisar essas contas.
      Sabe, há muitas maneiras de matar moscas, se eu comer dois frangos e o Sr Lopes nenhum, em média comemos um cada um….

      • António Lopes

        Tive o cuidado de dizer que o Senhor Presidente se engana muito…Faz dos desejos realidade…e, às tantas, acredita mesmo…

        • Continhas para cá

          A bipolaridade tem elegido muitos presidentes e até primeiros ministros. Assim deixam tudo de pantanas, menos as suas contas bancárias.

  • Zappa

    Ó Senhor Jornalista, a avaria foi reparada por volta das 17.30 horas? Ora que chatice, já não bastava o prejuizo do desperdicio da água, agora ainda vão ter que pagar horas extraordinárias. Sim, porque os empregados despegam às 16.30 horas. Logo vão ter que pagar horas extraordinárias. Vero?

    • Pincheleiro

      Acho que por volta das 16hr é a terceira bucha. Se saem ás 16hr30 estão a perder meia hora, pois a bucha pode, desde que justificada ir até ás 17hr.
      Agora, terem o desplante de pedirem ao pessoal para ir arranjar o autoclismos de uma cagadeira ás 17hr30, é uma sem vergonhisse, se ao menos lhe dessem uma bucha quando acabassem, agora comerem-lhe as horas extra e a seco…
      Deviam ir lá eles arranjar aquilo.

      • Zappa

        As 17.30 horas é a melhor hora porque anda tudo com a tripa vazia e não precisam de usar a cagadeira.