Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís Marques

Caminhadas de Verão. Autor: Luís Marques.

Entra a primavera, os dias começam a ficar mais longos, o sol presenteia-nos mais tempo e a vontade de sair de casa aumenta. Os excessos de inverno e o demasiado tempo parado em casa batem à porta, entrando em marcha o programa verão. Esta energia positiva revela-se por esses passeios fora, onde inúmeras pessoas, em grupo ou individualmente, aderem ao culto da caminhada como forma de exercício e de um estilo de vida saudável. Para uns de forma sazonal, pois o verão está aí, para outros como preparação da peregrinação a Fátima, o que é um grande desafio, e para a grande maioria apenas e só uma forma de andarem mais tempo ou mais vezes por dia, “old school”.

caminhada

A minha intervenção acerca deste tema visa única e simplesmente enriquecer esta atividade de incalculável valor físico e psicológico. Psicológico??? Sim caro leitor. Já tentou levantar-se ao raiar do dia, calçar umas sapatilhas, colocar os phones nos ouvidos, sair porta fora para uma breve caminhada de 20 a 30 minutos antes de tomar banho, arranjar os lanches dos seus filhos, preparar o pequeno-almoço, levantar os seus filhos, vestir os seus filhos, deixar uma máquina a lavar, etc, etc, etc, antes de ir trabalhar? Hummmmm, que bem que sabe, que felicidade cria e que energia dá.

Quem não se lembra do anúncio televisivo em que um paciente bate à porta de casa do seu médico e lhe pergunta: “O que devo fazer para melhorar a minha saúde Sr. Dr.?”; e o médico responde, indignado por ser abordado na sua residência: “Ponha-se a andar amigo!”

Esta é uma verdade colossal, andar é o princípio, meio e fim para quem cuida da sua saúde do ponto de vista físico, enriquecida por uma alimentação cuidada e livre de excessos. No equilíbrio é que está o ganho; se ontem jantei fora e comi um doce no final, hoje ando mais 10 minutos.

No que toca à atividade propriamente dita quero acrescentar a ideia do “sal” e da “pimenta”, ou seja, se toda a comida tem tempero, a caminhada também terá que ter, se não habitua-se. Vamos por partes, se inicia a atividade de caminhada tente criar um percurso que lhe permita andar 20 a 25 minutos, andando a um ritmo que lhe permite falar. Quando se aperceber que demora menos tempo, aumente o percurso e mantenha o tempo inicial. Quando conseguir realizar 30 minutos de caminhada rápida e com dificuldade em falar, comece a introduzir subidas e/ou escadas (sal e pimenta) e perceberá que além de estar a trabalhar o seu aparelho cardiovascular também está a fortalecer o seu aparelho motor. A ideia é complicar para melhorar, podendo aplicar o contexto ao tempo que se adapta a si; 1º andar conseguindo falar; 2º andar rápido, com dificuldade em falar, aumentando o percurso e mantendo o tempo; 3º introduzir subidas e/ou escadas.

Ponha-se a andar com sal e pimenta!

Boas caminhadas.

Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís MarquesAutor: Luís Marques

LEIA TAMBÉM

FC Oliveira do Hospital e AD Nogueirense somam mais três pontos

“Crónicas de Lisboa”: Os Equívocos do Futebol Português. Autor: Serafim Marques

O futebol no nosso país deveria ser uma atividade de entretenimento e de exercício e …

Quer deixar de fumar no ano novo? É melhor se for bem acompanhado. Autor: Dr. Paulo Vitória

Mais de um milhão de portugueses e portuguesas querem deixar de fumar. Os resultados de …