Caminhada

Caminhadas na rota das Aldeias de Montanha promovidas pelo Cise e CM de Seia procuram dinamizar turismo de natureza

As caminhadas são uma aposta para dar a conhecer a riqueza e beleza natural e cultural das paisagens e das comunidades das aldeias de montanha, particularmente quando acompanhados por guias conhecedores. Esse é um investimento do Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), em colaboração com a Câmara Municipal de Seia, durante o mês de Março. Uma viagem por dois percursos dirigidos a todos os amantes do pedestrianismo por caminhos da rede de percursos pedestres das Aldeias de Montanha, procurando mostrar as qualidades turísticas que este território tem para oferecer.

A Rota da Ribeira de Loriga é a primeira proposta. “Está classificada com um grau de dificuldade médio e percorre um vale extenso e encaixado, estabelecendo a ligação entre Loriga e Casal do Rei, num total de 8,5 quilómetros. “Detraçado sinuoso, segue por caminhos antigos e acompanha as levadas para rega dos campos armados em socalcos. Na ribeira sobressaem as marmitas de gigante, cavidades circulares naturais, e os poços de broca, abertos pelo engenho do homem para aproveitamento agrícola do vale” explicam os organizadores.

A Rota das Canadas, um trajecto circular com início e término em Alvoco da Serra, com 6164 metros está agendada para dia 30 de Março. O percusrso desenvolve-se, sublinham, na cabeceira do vale de Alvoco, a montante de Alvoco da Serra, entre matos e afloramentos graníticos enquadrados pelos cimos da Torre. “Neste anfiteatro natural, atravessado por uma rede densa de canadas, confluem diversas ribeiras, que contribuem para a fertilidade dos campos agrícolas da aldeia”, salientam.

Caminhos de Montanha uma estratégia para atrair turismo

A rede de percursos pedestres das Aldeias de Montanha, denominada por Caminhos de Montanha, tem cerca de 100 km e contempla um total de 14 percursos pedestres: Rota da Ribeira do Piódão – Vide (ainda em fase de sinalização); Rota da Ribeira de Loriga (Loriga, Vide e Cabeça); Rota dos Socalcos (Cabeça); Rota da Eira e Rota da Garganta de Loriga (Loriga); Rota da Missa (Teixeira); Rota das Canadas (Alvoco da Serra); Rota do Volfrâmio (Sazes da Beira); Rota das Minas do Círio (Valezim); Rota da Caniça (Lapa dos Dinheiros); Rota do Vale do Rossim (Sabugueiro / Vale do Rossim); Rota da Fervença (Sabugueiro); Rota da Ribeira de Alvoco (Alvoco da Serra – Vide); e Rota do Pastoreio (Alvoco da Serra – Torre).

À excepção da Rota da Ribeira do Piódão, todos os Caminhos de Montanha estão sinalizados, sendo possível a sua realização autónoma em ambos os sentidos. Os percursos, identificados juntamente com as comunidades e juntas de freguesia por onde passam, foram sinalizados pelo Município de Seia, através do CISE.

LEIA TAMBÉM

GNR de Mangualde deteve assaltantes de residências

O Núcleo de Investigação Criminal de Mangualde da GNR de Mangualde deteve ontem, um homem, …

Cientistas da UC criam “Transporte” de quimioterapia activado no local de produção de células cancerígenas por controlo remoto

Uma equipa internacional de investigadores, liderada pelos portugueses Lino Ferreira e Ricardo Neves, do Centro …