Caminhada

Caminhadas na rota das Aldeias de Montanha promovidas pelo Cise e CM de Seia procuram dinamizar turismo de natureza

As caminhadas são uma aposta para dar a conhecer a riqueza e beleza natural e cultural das paisagens e das comunidades das aldeias de montanha, particularmente quando acompanhados por guias conhecedores. Esse é um investimento do Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), em colaboração com a Câmara Municipal de Seia, durante o mês de Março. Uma viagem por dois percursos dirigidos a todos os amantes do pedestrianismo por caminhos da rede de percursos pedestres das Aldeias de Montanha, procurando mostrar as qualidades turísticas que este território tem para oferecer.

A Rota da Ribeira de Loriga é a primeira proposta. “Está classificada com um grau de dificuldade médio e percorre um vale extenso e encaixado, estabelecendo a ligação entre Loriga e Casal do Rei, num total de 8,5 quilómetros. “Detraçado sinuoso, segue por caminhos antigos e acompanha as levadas para rega dos campos armados em socalcos. Na ribeira sobressaem as marmitas de gigante, cavidades circulares naturais, e os poços de broca, abertos pelo engenho do homem para aproveitamento agrícola do vale” explicam os organizadores.

A Rota das Canadas, um trajecto circular com início e término em Alvoco da Serra, com 6164 metros está agendada para dia 30 de Março. O percusrso desenvolve-se, sublinham, na cabeceira do vale de Alvoco, a montante de Alvoco da Serra, entre matos e afloramentos graníticos enquadrados pelos cimos da Torre. “Neste anfiteatro natural, atravessado por uma rede densa de canadas, confluem diversas ribeiras, que contribuem para a fertilidade dos campos agrícolas da aldeia”, salientam.

Caminhos de Montanha uma estratégia para atrair turismo

A rede de percursos pedestres das Aldeias de Montanha, denominada por Caminhos de Montanha, tem cerca de 100 km e contempla um total de 14 percursos pedestres: Rota da Ribeira do Piódão – Vide (ainda em fase de sinalização); Rota da Ribeira de Loriga (Loriga, Vide e Cabeça); Rota dos Socalcos (Cabeça); Rota da Eira e Rota da Garganta de Loriga (Loriga); Rota da Missa (Teixeira); Rota das Canadas (Alvoco da Serra); Rota do Volfrâmio (Sazes da Beira); Rota das Minas do Círio (Valezim); Rota da Caniça (Lapa dos Dinheiros); Rota do Vale do Rossim (Sabugueiro / Vale do Rossim); Rota da Fervença (Sabugueiro); Rota da Ribeira de Alvoco (Alvoco da Serra – Vide); e Rota do Pastoreio (Alvoco da Serra – Torre).

À excepção da Rota da Ribeira do Piódão, todos os Caminhos de Montanha estão sinalizados, sendo possível a sua realização autónoma em ambos os sentidos. Os percursos, identificados juntamente com as comunidades e juntas de freguesia por onde passam, foram sinalizados pelo Município de Seia, através do CISE.

LEIA TAMBÉM

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …

Dez detidos em Seia por tráfico de droga

A GNR de Gouveia deteve, entre os dias 1 e 3 de Setembro, oito homens …