Candidatura de Pedro Machado mobiliza autarcas do concelho

… “O Cantinho” – realizada pela candidatura de Pedro Machado à liderança da Comissão Política Distrital do PSD de Coimbra.

O presidente da Câmara Municipal, Mário Alves, também deu rosto pela luta do candidato que tem como mandatário concelhio o vice-presidente na autarquia Paulo Rocha e como director de campanha, António Soares.

“Aqui hoje estão militantes, apoiantes e simpatizantes do partido”, referiu Pedro Machado, esclarecendo aos jornalistas de que a presença dos presidentes de Junta e do presidente da Câmara Municipal se deve ao facto de serem militantes que apoiam a candidatura que lidera. “Esta é uma eleição partidária e honra-me muito que militantes do PSD sejam hoje responsáveis por órgãos autárquicos como são as Juntas de Freguesia e a Câmara Municipal”, acrescentou Machado, confessando-se também honrado com a presença de Mário Alves na acção de campanha.

A precisamente uma semana do acto eleitoral que ditará o nome do sucessor de Jaime Soares na distrital social-democrata, Pedro Machado tem centrado a sua aposta numa campanha de proximidade com os militantes, por defender um partido aberto aos militantes e essencialmente “uma candidatura para todo o distrito”.

“Tenho feito um esforço de me aproximar dos militantes, para os ouvir, para lhes transmitir aquelas que são as nossas ideias”, contou Machado, destacando o facto de o PSD ser “o maior partido do poder local na Juntas de Freguesia, Assembleias de Freguesia, Assembleias Municipais e Câmaras Municipais”.

Em território oliveirense, o candidato à distrital social-democrata sublinhou que a sua presença tem também o objectivo de “reforçar a estratégia em que o nosso presidente da Câmara Municipal, Mário Alves, e a sua equipa têm apostado”.

Machado decidido em apoiar recandidatura de autarcas disponíveis

Questionado pelo correiodabeiraserra.com, Machado reiterou ontem a sua intenção de, em caso de vitória, apoiar a recandidatura de todos os presidentes de Câmara – onze no total – que se mostrem disponíveis para o efeito.

“Têm que ser eles a manifestar essa vontade e ouvindo os órgãos do partido, à partida, eu próprio vou estimular para que se recandidatem”, vincou Pedro Machado, desvalorizando o facto de a sua candidatura não contar com o apoio da Comissão Política Concelhia de Oliveira do Hospital, uma das maiores do distrito de Coimbra, liderada por José Carlos Mendes. “É a democracia a funcionar”, frisou o candidato à distrital quando interpelado por este diário digital.

Sobre a forma como tem vindo a decorrer a campanha protagonizada por si e pelo adversário Marcelo Nuno, Machado considerou que está a decorrer de forma “cordial”, como julga que “deve ser qualquer campanha dentro de um partido”. “Evitamos aquilo que normalmente são os maus exemplos de outros partidos e que às vezes também acontecem no nosso, de companheiros que devem lutar por causas, ideias e objectivos, e que por vezes, se enredam em lutas internas de carácter ou de pessoas”, notou, sustentando que “não é esse o sentimento” da sua candidatura.

Numa retrospectiva sobre as três conferências de imprensa que realizou, Machado realça o facto de ter avançado com ideias para educação, juventude, saúde, planeamento e poder local e que é sua intenção apresentar mais ideias nomeadamente na área do desenvolvimento do território, económico e rural. “Há um conjunto de matérias em que o partido tem que gastar esse tempo a discuti-las e não em discussões de carácter”, sublinhou, posicionando-se em defesa da descentralização de competências e no incentivo à fixação dos jovens, desafiando-os também a integrarem as listas paras as próximas eleições autárquicas.

LEIA TAMBÉM

SONAE (Ai – Ai …) Ou em como o “ouro” de uns é o nosso prejuízo!

CDU vê aprovado na Assembleia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira voto de protesto contra falta de apoio das autoridades às vítimas dos incêndios

O eleito da CDU na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e …

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …